Alimentos para aumentar a imunidade: frutas, verduras, legumes e mais!

Alimentos para aumentar a imunidade: frutas, verduras, legumes e mais!

Os alimentos relacionados com o aumento e manutenção da imunidade são diversos. Conheça neste artigo alimentos poderosos e as suas características!


Você sabe quais alimentos são indicados para aumentar a imunidade?

Mulher resfriada sentada na mesa de uma cozinha tomando um chá

Atualmente, mais do que nunca, a saúde e o bem-estar são trazidos como temas de extrema relevância. A imunidade, motivo de discussões, pesquisas e do desenvolvimento de medicamentos, é levada muitas vezes para o campo desses últimos e, assim, fontes naturais são esquecidas e não é dado o devido valor às suas propriedades.

Muitos alimentos guardam propriedades importantes que lhes conferem o papel de agentes no combate de diversas doenças e infecções, de maneira que são grandes aliados para a manutenção da imunidade do corpo. Neste artigo, você conhecerá diversos alimentos, seus papéis no aumento na imunidade e diversas aplicações dos mesmos no seu dia a dia. Acompanhe!

Entendendo mais sobre a imunidade baixa

Mulher doente segurando termômetro

O conhecimento do sistema imunológico do corpo humano é de vital importância para manter de um estilo de vida saudável, satisfatório e com o mínimo de riscos para eventuais doenças com diversos níveis de gravidade. Nesta seção você será introduzido a alguns conceitos sobre a imunidade e a sua relação com a alimentação.

O que é a imunidade baixa?

A imunidade do corpo humano depende de um sistema complexo, o imunológico, o qual compreende uma gama de estruturas que combatem agentes invasores e prejudiciais. O organismo é capaz de sinalizar quando as suas defesas estão baixas, de maneira que o corpo pode sofrer de doenças mais frequentemente e apresente os seus respectivos sintomas.

A imunidade baixa permite que o corpo sofra com doenças leves, não possua resistência a pressões e intempéries e o leve a um estado perigoso.

Perigos e cuidados com a baixa imunidade

É necessário manter o controle sobre o estado atual do seu corpo e estar atento aos sinais que o mesmo oferece acerca da sua imunidade. Entre os sinais de que as defesas do corpo estão baixas, pode-se indicar: a recorrência de infecções, doenças que demoram a passar, febre, cansaço, náuseas, queda de cabelo, entre outros.

Tais sintomas, se não remediados, podem se agravar e vir a se tornarem quadros mais graves que, progressivamente, demonstram o estado de baixa imunidade do corpo.

Como a alimentação pode ajudar a melhorar o sistema imunológico?

A alimentação é um fator determinante para o controle da imunidade, dado que representa a entrada principal de nutrientes que são essenciais para o bom funcionamento de todas as partes do corpo. Além do mais, é o alicerce fundamental para o crescimento e manutenção da estrutura corporal como um todo, de maneira que uma alimentação adequada é fundamental.

Uma das bases da manutenção de uma vida saudável não é a ingestão de medicamentos e suplementos sintéticos, mas o suprimento de alimentos que são aliados da imunidade do organismo.

Principais nutrientes para uma imunidade alta

De maneira a garantir um nível alto de imunidade, um dos principais cuidados a se tomar é manter uma alimentação balanceada e rica em nutrientes. Em suma, os nutrientes que são mais importantes para o bom funcionamento do corpo e do seu sistema imunológico são: as vitaminas dos complexos A. B, C, D e E; o ácido fólico; carotenoides e o zinco.

Alimentos para aumentar a imunidade

Alimentos que fortalecem a imunidade

Diversos alimentos possuem propriedades que lhes conferem capacidades medicinais e potencializadoras da imunidade do corpo humano. Conhecer tais alimentos é fundamental para adotar padrões mais salutares para a dieta do cotidiano e de toda a vida. Siga na leitura desta seção e descubra alguns desses alimentos e as suas importâncias no controle da imunidade.

Alho

O alho é um dos alimentos mais famosos e é componente obrigatório na maioria das cozinhas, especialmente brasileiras. Este alimento é muito poderoso, pois é rico em fibras, vitaminas B1 e B6, cobre, cálcio, potássio, manganês, fósforo, ferro e entre outros. O seu uso é reconhecido no combate contra resfriados e infecções diversas.

Como consumir: De modo a melhor aproveitar os benefícios do alho, recomenda-se, por dia, o consumo de um dente de alho. Para potencializar o efeito deste alimento, uma dica é processar ou cortar o alho, deixá-lo descansar por alguns minutos e em seguida consumir (isso aumenta a concentração da alicina, um componente do alho que é o responsável por grande parte dos seus efeitos);

Outra maneira de se consumir este alimento é na forma de chás e extratos líquidos que, consumidos diariamente, auxiliam na diminuição dos níveis de colesterol e no controle de doenças do coração.

Cuidados no consumo: Não se deve consumir o alho de modo compulsivo, pois a sua concentração em excesso no organismo condiciona problemas na digestão, vômitos, diarreia, dores de cabeças e problemas renais. Não utilizar este alimento durante a cicatrização de cirurgias, dores no estômago ou com a pressão baixa.

Morango

O uso do morango é muito diverso, sendo um dos alimentos mais queridos e difundidos em todo o mundo. Desde sobremesas, sucos e a produção de soluções para cicatrização, o morango é uma aliado extremamente versátil, não só na cozinha de casa e nos restaurantes, mas também no combate de doenças e aumento da imunidade.

Como consumir: O morango pode ser consumido cru, de maneira a aproveitar a totalidade das suas propriedades. O morango é um alimento que combate a obesidade, contém componentes que cuidam da visão, que mantém a firmeza da pele e estimulam a capacidade de operação do sistema nervoso; ademais, uma unidade de morango possui apenas 5 calorias.

Pode ser consumido na forma de saladas. É recomendado consumir geleias e mousses produzidos de forma caseira ao invés dos sorvetes e sobremesas industrializadas da fruta, os quais não possuem os benefícios que o morango pode oferecer.

Cuidados no consumo: Por ser uma fruta bastante perecível, é necessário que se tomem cuidados antes, durante o consumo e no momento de se guardar o morango. Pode-se fazer a sua higienização utilizando porções de água e vinagre.

Salmão

O salmão, um dos peixes mais famosos e componente importante da culinária japonesa, possui uma grande quantidade de nutrientes e é capaz de prevenir muitas doenças. Ele é rico em Ômega-3, proteínas, além de vitaminas do complexo B. Uma das grandes ações benéficas do salmão é a prevenção de doenças cardíacas, devido à presença do Ômega-3.

Como consumir: O salmão pode ser consumido assado, grelhado, cozido no vapor, ou até mesmo cru em pratos da culinária japonesa, como os sushis. Assim como a sardinha, o salmão também pode ser consumido enlatado e, nessa forma, guarda os benefícios de um salmão fresco. O consumo de ao menos duas porções do peixe na semana, se possível, é muito recomendado.

Cuidados no consumo: Se consumido enlatado, pesquise por produtos que ofereçam latas livres de Bisfenol A (BPA). Este componente, segundo alguns estudos, está ligado ao desenvolvimento de distúrbios no peso e até mesmo de algumas formas de câncer.

Gengibre

O gengibre é um componente muito difundido no uso de chás, sucos, iogurtes, bolos e tortas. A sua ação é antioxidante, anti-inflamatória, auxilia no combate dos sintomas de má digestão, náuseas, vômitos, além de ser utilizado no tratamento de doenças como a pressão alta e a diabetes. O gengibre também é usado no processo de emagrecimento.

Como consumir: Um dos usos mais conhecidos do gengibre é em chás. No preparo, pode-se utilizar tanto o gengibre fresco, ralado ou em pó, sendo que este último demanda mais água do que os outros, dada a sua concentração.

O pó de gengibre pode ser utilizado na mistura de bolos, iogurtes, sucos e até mesmo em outras bebidas, como o café. O gengibre também pode ser encontrado na forma de óleo, o qual é recomendado para aplicações na pele para o tratamento de dores musculares.

Cuidados no consumo: O consumo excessivo do gengibre pode desencadear dores no estômago, diarreia, problemas com o coração e com o sono. O gengibre não pode ser consumido por pessoas com problemas na circulação sanguínea, doenças hemorrágicas ou que fazem uso de medicamentos anticoagulantes, dado a ação potencial do gengibre no desencadeamento de hemorragias, quando se diz respeito às situações acima.

Frutas cítricas

Especialmente no Brasil, onde são abundantes, o consumo de frutas cítricas como o abacaxi, o limão e a laranja é bastante difundido. Os benefícios do consumo dessas frutas, além dos da conhecida vitamina C, são o aumento da resposta imunológica do corpo, o favorecimento da absorção de ferro, auxílio no processo de emagrecimento e a oferta de fibras.

Como consumir: Algumas das frutas cítricas mais conhecidas e utilizadas são o abacaxi, a laranja, o limão e o morango. Um copo de suco natural de laranja por dia, por exemplo, é capaz de oferecer a quantidade necessária de vitamina C que um adulto precisa diariamente.

Para aproveitar melhor os benefícios das frutas cítricas, o melhor é consumi-las frescas, sem processamento, dado que a vitamina C perde a sua força na presença de calor e luz.

Cuidados no consumo: O consumo excessivo de frutas cítricas, especialmente nos meses do verão, quando ele é acentuado, aumenta a acidez da boca e pode proporcionar o surgimento de lesões e cáries; ademais, tal acidez não é favorável para pessoas com problemas estomacais.

Melancia

A melancia é uma fruta muito apreciada, especialmente em períodos quentes, pois a sua concentração de água é muito grande (92%, com apenas 6% de açúcar), sendo uma aliada no controle do equilíbrio do nível de água no corpo. Ademais, combate a retenção de líquidos, melhora o trânsito intestinal e auxilia na estabilização da pressão arterial.

Como consumir: A forma mais recomendada de consumo da melancia é na sua forma natural, sem a adição de açúcares ou conservantes. A melancia também pode ser processada com outras frutas para fazer sucos, saladas, cremes e ensopados.

Cuidados no consumo: Apesar de ser uma fruta com baixos níveis de açúcar, o seu consumo excessivo deve ser evitado por pessoas com diabetes, dado o seu potencial de elevar a glicemia no sangue.

Pimentões

O pimentão, nas suas diversas formas e cores, é um alimento utilizado em diversas receitas e pratos com sabor acentuado e característico do mesmo. O pimentão é rico em antioxidantes, em vitaminas dos complexos A, B e C, contribui na formação de colágeno na pele, e também na manutenção das estruturas óssea e dentária.

Como consumir: Para obter a maior quantidade possível de nutrientes do pimentão, é recomendado que o mesmo seja consumido cru ou, no máximo, cozido. O pimentão também é usado em várias receitas, como o pimentão recheado, molhos e até mesmo sucos.

Cuidados no consumo: O pimentão, em certas quantidades, pode conter níveis altos de substâncias picantes que são irritantes para as mucosas. Não é indicado para gestantes e pessoas com problemas gastrointestinais.

Cúrcuma

A cúrcuma, açafrão-da-terra ou açafrão-da-índia, é uma raiz utilizada na culinária oriental e no preparo de medicamentos. Esta raiz, geralmente comercializada em pó, é utilizada no controle da digestão, na perda de peso, no combate de infecções, problemas no fígado, na regulação do colesterol e da ação anti-inflamatória do organismo.

Como consumir: A cúrcuma é comumente usada em pó ou com o uso das suas folhas em alguns chás. Na cozinha, é aplicada como tempero de pratos com sabor acentuado e característico.

A mesma também pode ser consumida na forma de medicamentos fitoterápicos como cápsulas. Outra aplicação é na pele, onde se aplica o gel de cúrcuma, feito a partir de babosa e o pó da cúrcuma, para tratar de infecções da pele.

Cuidados no consumo: A cúrcuma não pode ser consumida em excesso, sobretudo por pessoas com problemas estomacais, dado que pode causar a sua irritação e problemas de enjoo. Não é recomendada para pessoas que façam uso de medicamentos anticoagulantes e gestantes.

Spirulina

A spirulina é uma microalga que tem aplicações como suplemento alimentar, sendo comercializada na forma desidratada e em cápsulas. Este suplemento se destaca no tratamento e prevenção de distúrbios do coração e outras complicações, como o derrame e o infarto, além do seu uso no tratamento da diabetes e para a obtenção de massa magra.

Como consumir: O consumo da spirulina depende das indicações do produto e a sua finalidade, pois a mesma é comercializada na forma de pó, cápsulas ou comprimidos. O pó de spirulina pode ser utilizado na preparação de sucos, vitaminas, sobremesas e outros alimentos ricos em proteínas e vitaminas.

Cuidados no consumo: O consumo da spirulina fora do intervalo recomendado por cada produto, e por cada finalidade, pode desencadear enjoos e diarreia.

Durante o consumo da spirulina, é necessário observar se o seu corpo reage mal ao produto, percebendo, se for o caso, o aparecimento de coceiras, dores abdominais, inchaço na língua e dificuldades para respirar. Sendo assim, suspenda o seu uso e procure um médico imediatamente.

Espinafre

O espinafre é um vegetal de aplicação muito diversa, sendo largamente utilizado em todo o mundo. O espinafre possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, sendo rico em vitaminas dos complexos A, C e E, auxiliando no tratamento de problemas como a anemia, pressão alta, doenças cardíacas, sanguíneas e no sistema nervoso.

Como consumir: O espinafre possui uma forma de preparos bastante diversa, sendo consumido na forma de cremes, tortas, saladas e sucos.

Cuidados no consumo: Apesar de poder ser consumido cru, a recomendação é que não o seja em excesso e nem muitas vezes na semana, dado que, segundo pesquisadores, alguns componentes do espinafre podem reduzir a disponibilidade de nutrientes e compostos como o cálcio e o ferro, fazendo com que os mesmos não sejam absorvidos pelo corpo e sejam eliminados pelas fezes.

Brócolis

O brócolis é um dos elementos mais utilizados em saladas, ensopados, cozidos e até mesmo em sucos. Este vegetal, aliado do sistema imunológico, auxilia na redução do colesterol, previne doenças do coração, além de ser utilizado no controle de distúrbios do estômago e do intestino, como a prisão de ventre e a má digestão.

Como consumir: A forma de consumo mais comum do brócolis é a dele cozido no vapor por um intervalo curto de tempo, para evitar a perda da vitamina C e de outros nutrientes. O brócolis consumido cru garante a totalidade dos benefícios e nutrientes do vegetal, podendo ser empregado em saladas e sucos (com outros componentes, como frutas).

Cuidados no consumo: Ainda pouco conhecido, um risco do consumo excessivo de brócolis, segundo pesquisadores, é a desaceleração das funções da glândula tireoide. Sendo assim, também não é indicado para pessoas que já sofreram de distúrbios relacionados a essa glândula.

Amêndoas

As amêndoas, utilizadas em diversas receitas doces e salgadas, é um alimento oleaginoso, rico em fibras e gorduras benéficas. O seu consumo está relacionado ao tratamento da osteoporose, colesterol alto, diabetes e pressão alta. Também é um alimento, assim como outros oleaginosos, que auxilia no tratamento da prisão de ventre e problemas do intestino.

Como consumir: As amêndoas podem ser consumidas na sua forma original, sem processamento, sendo recomendado que sejam ingeridas com a casca para maximizar a presença de antioxidantes. Seu uso também é grande na produção de leite vegetal (sobretudo para pessoas veganas e intolerantes à lactose), manteigas e farinhas.

Cuidados no consumo: O seu consumo em excesso está ligado a problemas de aumento de peso e no sistema gastrointestinal.

Iogurte natural

O derivado lácteo iogurte pode ser facilmente encontrado em supermercados e é muito apreciado. No entanto, dada a adição de açúcares, conservantes, corantes e outros compostos prejudiciais para a saúde, é recomendado adotar o consumo de iogurtes naturais, preparados especialmente de forma caseira e com grandes benefícios para o corpo e a imunidade.

Como consumir: O iogurte natural pode ser comprado em supermercados e lojas especializadas ou preparado em casa, onde se pode ter controle, sobretudo, da quantidade de açúcares adicionados e da procedência do leite utilizado.

Os benefícios do leite, como base para o iogurte, são encontrados neste, como o fato de ser fonte de cálcio, de elementos que controlam a pressão arterial, fomentam a hidratação e, de modo controlado, o emagrecimento. Se não consumidos puros, os iogurtes naturais podem ser utilizados na preparação de bolos e tortas.

Cuidados no consumo: A ingestão excessiva de iogurtes e compostos lácteos, sem acompanhamento médico, controle de dieta ou exercícios físicos, promove o aumento de peso e problemas no intestino.

Batata-doce

A batata-doce é um tubérculo riquíssimo em nutrientes, sendo um alimento baixo em gorduras e aliado no controle de doenças. É rico em vitaminas do complexo B, A e C, além de minerais e fibras. Promove o fortalecimento da imunidade no controle de doenças como gripes e resfriados, diabetes, distúrbios do intestino e doenças do coração.

Como consumir: A batata-doce pode ser consumida cozida ou assada. Na forma cozida, é recomendado que seja consumida com casca, de modo a garantir a totalidade dos nutrientes do tubérculo; pode ser usada como um substituto dos pães e massas nas refeições principais e nos lanches.

Outra forma bastante famosa de se consumir a batata-doce é fritando (ou, de preferência, assando) fatias finas, como se fossem chips de supermercado.

Cuidados no consumo: Portadores de diabetes devem consumir a batata-doce (casca roxa) de forma reduzida, dado a sua quantidade natural de açúcares. Existe, apesar disso, uma espécie de batata-doce que possui a casca branca, a qual é mais recomendada para o consumo dos diabéticos, promovendo mesmo o controle da doença e do colesterol.

Azeite

O azeite, gordura saudável e famosa pela sua aplicação na alta gastronomia em muitos locais do mundo e pela sua difusão no Brasil, ajuda a controlar os níveis de colesterol, protege contra inflamações e quedas na imunidade do organismo, possui propriedades antioxidantes e previne contra o envelhecimento.

Como consumir: O azeite pode ser usado na preparação de saladas, molhos, além de atuar como um substituto do óleo de soja para grelhar carnes.

Cuidados no consumo: O melhor azeite para a saúde é o extra virgem, dado que possui a maior quantidade de nutrientes devido ao seu processo de fabricação. Deve-se evitar um tipo de azeite conhecido como lampante, o qual possui um alto nível de acidez e sabor desagradável. Não é recomendado que se consumam mais do que 4 colheres de sopa por dia, pois o azeite em excesso aumenta os níveis de gordura no sangue.

Sementes de girassol

O uso de sementes de girassol como alimento é antigo e, atualmente, volta a ser utilizado no preparo de diversas receitas, como as voltadas para o público vegano. O consumo de sementes de girassol combate a prisão de ventre, controla os níveis da pressão arterial do corpo, favorece o controle da imunidade e regula os níveis de açúcar no sangue.

Como consumir: Pode-se consumir a semente de girassol descascada, isoladamente, ou com temperos que não contenham muito sódio; uma opção relacionada são as granolas e os mixes de grãos. A farinha de girassol pode ser preparada e utilizada com resultados satisfatórios em pães, massas e farofas.

Cuidados no consumo: A semente de girassol deve ser consumida sem casca. As cascas da semente podem se acumular no bolo fecal e causarem, assim, lesões ao intestino. A semente de girassol possui um elemento chamado cádmio, o qual, em excesso no corpo, pode causar lesões nos rins.

Beterraba

A beterraba possui muitas aplicações, especialmente no mundo fitness, sendo consumida cozida ou crua em saladas e sucos. É uma aliada no fortalecimento do sistema imune, no combate da anemia, da saúde dos músculos, do controle do colesterol, contra doenças do coração, no fígado, nos pulmões e no sistema nervoso.

Como consumir: Pode ser consumida crua em saladas, molhos e sucos. A forma crua é a melhor, pois preserva os seus componentes antioxidantes.

Cuidados no consumo: Pessoas com pedras nos rins e diabéticas devem evitar o seu consumo; no caso destas, por conta do seu índice glicêmico.

Chocolate amargo

O chocolate, já tão apreciado mundialmente, é encontrado na sua forma amarga como o mais saudável e rico em propriedades. O chocolate amargo, com poucos açúcares e leite, é rico e minerais, propriedades antioxidantes, ajuda na estabilização do colesterol, aumenta a sensação de bem-estar e auxilia na imunidade do organismo.

Como consumir: O chocolate amargo pode ser consumido isoladamente, sendo um substituto, por exemplo, da barra de chocolate tradicional. Pode ser utilizado em todas as aplicações do chocolate, levando em consideração que a sua composição, quanto maior a concentração do cacau, tem menos leite e açúcares.

Cuidados no consumo: A ingestão do chocolate amargo deve estar em torno de 25 a 30 gramas por dia, tomando cuidado para que quantidades maiores não atrapalhem a dieta e aumentem os níveis de gordura no corpo, a depender da acentuação do cacau no chocolate.

Torne a sua alimentação mais saudável e veja os benefícios na sua vida!

Chá de laranja e gengibre sobre tábua de madeira

Nunca é tarde para se começar um novo estilo de vida que virá a ser infinitamente mais proveitoso e que trará grandes benefícios. Neste artigo se pôde descobrir o poder nutritivo e medicinal de diversos alimentos, de maneira que as suas capacidades, assim como as de diversos outros, podem ser aproveitadas em muitas receitas ou momentos do dia a dia.

O consumo de tais alimentos, associada a uma dieta com outros de importância complementar, a adoção de exercícios físicos e de uma vida mais equilibrada emocional e, da mesma forma, corporalmente, são a base para o crescimento, desenvolvimento e envelhecimento de um indivíduo forte, resistente às doenças e, em resumo, melhor para si mesmo.

Autor deste artigo

Iniciante na vida e um curioso viandante nos caminhos dos seus mistérios. Apesar de aprendiz das Ciências Exatas, corre no sangue a misteriosa e subjetiva substância das Artes e do Oculto - mesmo sabendo que, no fim, tudo se interliga. Estudante na área de tecnologia e aspirante a escritor. Gratidão sempre!

Palavras-chave relacionadas


alimentação

Artigos relacionados


Os benefícios da Erva Cidreira: Para o sono, TPM, ansiedade e mais!

Os benefícios da Erva Cidreira: Para o sono, TPM, ansiedade e mais!

Deliciosa e uma boa aliada para a saúde, a erva cidreira é ótima para ser adicionada em sua rotina alimentar. Confira!


Iogurte natural: benefícios, para que serve, malefícios, como comer e mais!

Iogurte natural: benefícios, para que serve, malefícios, como comer e mais!

O iogurte natural é saudável e benéfico para o organismo, além de ajudar nas dietas de emagrecimento. Para saber mais sobre esse alimento, confira nosso artigo!


Vitamina para aumentar a imunidade: as melhores para o sistema imunológico!

Vitamina para aumentar a imunidade: as melhores para o sistema imunológico!

As vitaminas possuem um papel fundamental no aumento das defesas do corpo e no sistema imunológico. Veja mais sobre elas no nosso artigo!


Suco de cenoura: benefícios, propriedades, receita, como fazer e mais!

Suco de cenoura: benefícios, propriedades, receita, como fazer e mais!

A cenoura é um vegetal rico em betacaroteno, antioxidantes e flavonoides, importantes para o bom funcionamento do corpo. Conheça mais sobre o seu suco!


Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Conheça a ora-pro-nóbis, uma planta rica em fibras, proteínas e vitaminas com diversos atributos positivos para a saúde. Entenda aqui como consumir!


Últimos posts


Sonhar com barata morta: Seca, esmagada, gigante, na comida e mais!

Sonhar com barata morta: Seca, esmagada, gigante, na comida e mais!

Sabia que sonhar com barata morta pode significar um aviso de problemas futuros em sua vida? Confira todos as simbologias por trás desse sonho aqui!


O que significa sonhar com muitas baratas? Na cama, no corpo e mais!

O que significa sonhar com muitas baratas? Na cama, no corpo e mais!

Saiba que sonhar com muitas baratas traz significativas mensagens para seu futuro. Conheça todas as simbologias por trás de seu sonho aqui!


Sonhar com barata voadora: Morta, atacando, voando, no cabelo e mais!

Sonhar com barata voadora: Morta, atacando, voando, no cabelo e mais!

Quer saber o que significa sonhar com barata voadora? Se surpreenda com o significado do sonho com esse inseto, temido por muitas pessoas.


Sonhar com barata: Gigante, viva, morta e mais!

Sonhar com barata: Gigante, viva, morta e mais!

Você sonha com baratas? Acha nojento e deseja saber o significado desses sonhos? Este artigo é para você! Entre e saiba tudo sobre sonhar com baratas.


Grabovoi: Origem, fundamentos, sequências numéricas e mais!

Grabovoi: Origem, fundamentos, sequências numéricas e mais!

Encontre as sequências certas para transformar sua vida através do método Grabovoi de maneira rápida e simples nesse artigo!


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no Sonho Astral


horas animais signos números religiões