Vitamina para aumentar a imunidade: as melhores para o sistema imunológico!

Vitamina para aumentar a imunidade: as melhores para o sistema imunológico!

As vitaminas possuem um papel fundamental no aumento das defesas do corpo e no sistema imunológico. Veja mais sobre elas no nosso artigo!


Você sabe quais vitaminas são indicadas para aumentar a imunidade?

Laranja debaixo d'água.

O organismo humano é constantemente exposto a bactérias, fungos e vírus. Desse modo, pode estar em risco quando o sistema imunológico se encontra fragilizado. Nesse sentido, as vitaminas são fundamentais para aumentar a imunidade e prevenir doenças oportunistas, como as gripes e os resfriados.

As vitaminas podem ser descritas como compostos bioativos encontrados nos alimentos. Elas têm influência direta na manutenção da saúde, e alguns tipos, como a vitamina A e a vitamina C, possuem relevância para as melhorias do sistema imunológico.

A seguir, mais detalhes sobre quais vitaminas ajudam a aumentar a imunidade e como consumi-las serão comentados. Se você deseja saber mais a respeito deste assunto, basta continuar a leitura do artigo para encontrar as informações!

Entendendo mais sobre imunidade baixa e vitaminas

Alimentos com vitamina B.

A imunidade baixa pode ser percebida através de sinais do organismo, como o surgimento frequente de doenças. Diante disso, as vitaminas são compostos que têm um papel fundamental no fortalecimento do corpo e podem ser obtidas através da alimentação. A seguir, confira mais detalhes!

O que é a imunidade baixa?

O sistema imunológico pode ser definido como um conjunto de órgãos, células e tecidos, cujo objetivo comum é combater os agentes invasores, evitando o desenvolvimento de doenças. Portanto, a imunidade baixa está relacionada ao comprometimento deste sistema.

Ela pode ser percebida através de alguns sinais do corpo, como a dificuldade para combater doenças oportunistas e agentes causadores de infecções, como os vírus e as bactérias. Desse modo, a pessoa fica doente com mais frequência e pode apresentar febres e infecções recorrentes. Outro ponto que pode indicar imunidade baixa é o cansaço excessivo e frequente.

Como as vitaminas atuam no sistema imunológico?

O sistema imunológico tem uma relação direta com as taxas nutricionais. De acordo com uma série de estudos, as vitaminas são compostos que contribuem ativamente para o aumento da imunidade, já que são associadas a uma série de processos fundamentais para o funcionamento do organismo.

Assim, elas regulam o metabolismo, regeneram a pele e garantem defesas altas para o organismo. A vitamina A, por exemplo, contribui para aumentar a atividade celular ligada à ativação dos anticorpos, o que torna o corpo mais resistente à ação de bactérias e outros antígenos.

Como a alimentação pode ajudar a aumentar a imunidade?

As vitaminas são fundamentais para a saúde do sistema imunológico. Entretanto, não são produzidas de forma natural pelo organismo. Desse modo, elas precisam ser absorvidas pelo corpo através de fontes externas, como é o caso da alimentação e da exposição solar.

Logo, é preciso manter uma dieta equilibrada e que contemple nutrientes diversos, abrangendo todos os grupos alimentares. Isso vai garantir bons índices de vitaminas no sangue. Entretanto, em casos de deficiência, é importante procurar formas de suplementação, que devem ser indicadas e supervisionadas por um profissional da saúde.

Principais nutrientes para uma imunidade alta

Além das vitaminas, os minerais possuem um papel fundamental na manutenção de uma boa imunidade. Nesse sentido, destacam-se o cobre, o ferro, o folato e o selênio, cada um com uma função específica na preservação das defesas do corpo.

Assim, a respeito do selênio, é possível destacar que ele é um componente muito importante do sistema antioxidante. Desse modo, protege o corpo contra o estresse oxidativo e possui um papel fundamental no sistema imunológico. O folato, por outro lado, trabalha em conjunto com a vitamina B12 para garantir a formação de glóbulos vermelhos saudáveis.

Importância das vitaminas para aumentar a imunidade

As vitaminas possuem várias propriedades que contribuem diretamente para o aumento da imunidade. Por exemplo, algumas do complexo B, como a B6 e a B12, atuam diretamente na produção das células do sangue, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio e de nutrientes para o todo o corpo.

No caso da vitamina B6, vale ressaltar que a sua falta pode ser tão grave que vir a provocar doenças cardiovasculares. Além disso, a vitamina B12 atua na formação das células do sangue e possui um papel importante na síntese de DNA e no sistema nervoso.

Principais fontes de vitaminas

Como as vitaminas não são naturalmente produzidas pelo organismo, é preciso encontrar fontes externas destes nutrientes. Assim, as principais são a alimentação e a suplementação. Vale pontuar que a primeira é a forma mais comum, e a segunda deve ser usada somente em casos de deficiência mais grave.

Assim, existem várias fontes naturais de vitaminas, e elaborar uma dieta que seja regrada e conte com a presença destes compostos é algo muito completo. Veja mais sobre a seguir.

Alimentação

As vitaminas podem ser encontradas em vários alimentos distintos. No caso das que fortalecem o sistema imunológico, como a A, a B6, a B12, a B9, a C e a D, elas estão presentes em alimentos distintos, tanto de origem animal quanto de origem vegetal.

Além disso, no caso da vitamina D, a sua síntese conta com a particularidade de depender da exposição ao sol. Por outro lado, as vitaminas do complexo B, especialmente a B12, não possuem fontes vegetais, o que faz com que vegetarianos e veganos precisem recorrer à suplementação deste componente.

Suplementação

Quando existe a necessidade de reposição de um determinado nutriente, a suplementação se faz necessária. Isso acontece porque, por vezes, o organismo não consegue absorver as vitaminas necessárias somente através da alimentação, especialmente no caso do complexo B.

Portanto, a suplementação precisa ser recomendada por um médico e feita após a deficiência nutricional ser detectada através de exames laboratoriais. A escolha do suplemento depende das necessidades individuais de cada pessoa e da identificação dos compostos que estão em falta no seu organismo.

Vitaminas para aumentar a imunidade

Alimentos com vitamina E.

As vitaminas C, E, D e A, além de algumas pertencentes ao complexo B, possuem um papel fundamental no aumento da imunidade. Assim, mais detalhes sobre a sua função, as origens e os exemplos de alimentos que contem com estes compostos serão comentados a seguir. Continue a leitura para saber mais a respeito!

Vitamina C

A vitamina C tem como função proteger as células contra a ação dos radicais livres. Isso acontece devido à sua função antioxidante, que garante a prevenção ao envelhecimento precoce. Quando se fala sobre as doenças que este composto previne, é possível destacar as que estão ligadas ao sistema respiratório.

Em termos de origem, é interessante destacar que a vitamina C pode ser encontrada em qualquer vegetal. Entretanto, as dosagens são diferentes, e alguns alimentos possuem maiores quantidades deste composto.

Nesse sentido, destacam-se os alimentos a seguir:

• Frutas cítricas;
• Batata;
• Tomate;
• Repolho;
• Goiaba;
• Pimentão verde;
• Salsa;
• Brócolis;
• Couve;
• Carnes;
• Leites.

Vale pontuar que a vitamina C é bastante sensível às variações do ambiente, e questões como oxigênio, luz e temperatura são capazes de interferir na sua presença nos alimentos. A título de ilustração, é possível citar a cenoura, que perde boa parte da quantidade desta vitamina após o cozimento.

Vitamina E

Com função antioxidante, a vitamina E age no sistema imunológico devido à sua capacidade de modular as funções deste. Assim, ela é capaz de combater a doenças infecciosas, algo que se mostra principalmente nas pessoas idosas. Além disso, atua nos processos de cicatrização do corpo humano, o que também tem um papel importante na imunidade.

Quando se fala sobre a origem da vitamina E, é possível destacar que ela está presente principalmente em vegetais verde-escuros. Além disso, pode ser encontrada em oleaginosas e em óleos vegetais.

A seguir, veja uma lista de alimentos que possuem vitamina E:

• Óleos vegetais;
• Espinafre;
• Amêndoas;
• Abacate;
• Kiwi;
• Manga;
• Damasco seco;
• Amora;
• Avelã;
• Nozes pecã.

Por fim, vale ressaltar que a deficiência de vitamina E pode causar perda dos reflexos e da coordenação motora como um todo, de modo que as dificuldades para caminhar e o enfraquecimento muscular são comuns em pessoas que precisam de suplementação desta vitamina.

Vitamina D

Embora a vitamina D seja muito associada à manutenção da saúde dos ossos, ela é importante para uma série de outros aspectos do organismo. De encontro a isso, é possível destacar o seu papel fundamental no combate às doenças respiratórias e às infecções que atingem o sistema imunológico.

Em geral, a vitamina D tem como principais origens e fontes os alimentos de origem animal. Porém a sua síntese conta com uma particularidade, já que ela depende da exposição aos raios ultravioleta para acontecer.

Os principais alimentos considerados fonte de vitamina D são:

• Atum;
• Salmão;
• Ovos;
• Carnes;
• Frutos do mar;
• Sardinha;
• Fígado;
• Queijos;

É interessante ressaltar que a vitamina D está presente exclusivamente em alimentos de origem animal. Desse modo, frutas, verduras e grãos não contêm esta vitamina, e os vegetarianos e veganos precisam de banhos de sol de pelo menos 15 minutos por dia para garantir a absorção. Outra forma é a suplementação.

Vitamina A

A vitamina A é conhecida principalmente pelo seu poder enquanto anti-inflamatório. Desse modo, torna-se bastante óbvio o papel que ela possui no sistema imunológico. É possível afirmar que o composto tem a função de modulação deste sistema.

Em termos de fontes e origens, a vitamina A pode ser encontrada principalmente em alimentos de origem animal, mas se faz presente em alguns vegetais que contam com carotenoides.

Veja a seguir uma lista dos principais alimentos que contêm vitamina A:

• Espinafre;
• Abóbora;
• Batata doce;
• Cenoura;
• Fígado;
• Manteiga;
• Leite integral;
• Gema de ovo;
• Queijo;
• Peixes oleosos;
• Abobrinha;
• Manga;
• Melão;
• Pimentão vermelho;
• Brócolis;
• Agrião.

No que se refere à falta deste composto no organismo, é válido ressaltar que ela pode causar sintomas como alterações de pele, especialmente acne e descamações. Mas também tem consequências mais graves, como a inibição do crescimento em crianças, anormalidades nas estruturas ósseas e cegueira noturna.

Vitaminas B12 e B6

As vitaminas B12 e B6 possuem funções similares no organismo. Assim, ambas são necessárias para a manutenção das células sanguíneas. Porém, enquanto uma atua mais na sua proteção, a outra é responsável por garantir a sua boa formação.

Além disso, a vitamina B12 auxilia na síntese do DNA e tem um papel ativo no sistema nervoso. Confira os principais alimentos que contam com estas vitaminas a seguir.

Vitamina B6:

• Frango e carnes vermelhas;
• Peixes;
• Grão de bico;
• Banana;
• Milho;
• Melancia;
• Suco de tomate;
• Lentilha;
• Cenoura cozida;
• Abacate;
• Camarão cozido;
• Castanhas.

Vitamina B12:

• Frutos do mar;
• Leite;
• Ovos;
• Carnes vermelhas;
• Atum;
• Levedura nutricional;
• Soja;
• Amêndoa;
• Coco;
• Leite de arroz;
• Cogumelos;
• Cereais fortificados.

No que se refere às doenças provocadas pela deficiência da vitamina B6, é possível destacar os problemas cardiovasculares. A vitamina B12, por sua vez, tem ligação direta com lesões nos nervos e pode causar a perda de sensibilidade nas extremidades do corpo, assim como a fraqueza muscular.

Vitamina B9

Associada diretamente ao bom funcionamento do cérebro, a vitamina B9 ajuda na prevenção do câncer e também em outras questões, como o fortalecimento das unhas, do cabelo e da pele. As suas principais fontes de origens são vegetais, mas também é possível encontrar este composto em alguns alimentos de origem animal, como as carnes vermelhas.

A seguir, veja uma lista das principais fontes de vitamina B9:

• Espinafre;
• Aspargos;
• Couve;
• Brócolis;
• Salsinha;
• Beterraba crua;
• Couve de Bruxelas;
• Feijão branco;
• Amendoim;
• Soja;
• Lentilha;
• Melão;
• Maçã;
• Laranja;
• Arroz.

Quando se fala sobre a deficiência da vitamina B9, é possível destacar que ela desencadeia consequências graves no organismo, podendo levar ao desenvolvimento da anemia megaloblástica, alteração provocada por problemas na síntese de DNA e capaz de afetar a divisão e a maturação celular.

Além disso, as gestantes precisam consumir esta vitamina com regularidade e através de suplementação para garantir a boa formação neurológica dos fetos.

Outros nutrientes importantes para aumentar a imunidade

Alimentos com zinco.

Além das vitaminas, os minerais são fundamentais para o aumento da imunidade e contribuem bastante para o funcionamento do corpo humano. Em alguns casos, eles ajudam a melhorar a absorção de vitaminas, o que reforça a sua importância. Veja a seguir alguns minerais que são fundamentais para aumentar a imunidade!

Zinco

O zinco é um mineral fundamental para combater a entrada de agentes invasores no organismo. Assim, ele tem um papel muito importante na prevenção de doenças como o Alzheimer. Vale citar, ainda, que o nutriente auxilia em questões de saúde mental e é essencial para o controle da depressão.

As principais fontes de zinco são:

• Amendoim;
• Amêndoa;
• Camarão;
• Carnes vermelhas;
• Castanhas;
• Chocolate amargo;
• Feijão;
• Grão de bico;
• Frango;
• Ostra;
• Gema de ovo;
• Sementes de abóbora;
• Sementes de linhaça;

Vale pontuar que a deficiência deste mineral no organismo pode ter alguns efeitos preocupantes. Entre eles, destaca-se a ocorrência de infecções virais, como as gripes e os resfriados. A falta do zinco também pode comprometer o funcionamento do sistema imunológico como um todo, já que o nutriente tem um papel fundamental na síntese das hemoglobinas.

Assim, as quantidades diárias recomendadas deste mineral são de 40 g para pessoas adultas. Ultrapassar este número também pode trazer riscos à saúde e bloquear a absorção.

Selênio

Com alto poder antioxidante, o selênio é um mineral cuja absorção pelo organismo é bastante fácil. Em termos de funções, é possível afirmar que ele combate a ação dos radicais livres, além de participar de forma direta da maneira como o sistema imunológico responde às infecções.

Desse modo, é importante conhecer as principais fontes de selênio, que são:

• Castanha do Pará;
• Farinha de trigo;
• Pão francês;
• Frango;
• Arroz;
• Gema de ovo;
• Carne bovina;
• Clara de ovo;
• Feijão;
• Queijo.

Apesar de apresentar vários benefícios, é válido ressaltar que a ingestão excessiva de selênio pode ser muito nociva para o organismo. Logo, o indicado é que somente 5 g/dia do mineral sejam consumidas por um ser humano adulto. Isso equivale a, em média, uma castanha do Pará.

Por fim, vale citar que a deficiência deste nutriente pode levar ao desenvolvimento da Doença de Kreshan, que consiste em uma série de alterações na musculatura do coração. Além disso, ela também tem impacto negativo na saúde dos ossos e das articulações.

Ferro

O ferro é conhecido pelo seu papel na criação das hemoglobinas, o que serve para destacar a sua importância para o sistema imunológico. Estas proteínas servem para transportar o oxigênio ao redor do organismo e, portanto, são fundamentais para a saúde de todos os tecidos.

Além disso, o ferro participa diretamente do metabolismo energético das células, garantindo que as defesas do corpo humano sejam aumentadas. As principais fontes de ferro são:

• Carne bovina;
• Carne de porco;
• Frango;
• Peixes;
• Crustáceos;
• Gema do ovo;
• Feijão;
• Leguminosas;
• Nozes;
• Espinafre;
• Brócolis;
• Couve;
• Sementes de abóbora;
• Sementes de girassol;
• Chocolate amargo;
• Soja.

Em geral, a deficiência de ferro resulta em perda de sangue nos adultos. No caso das mulheres, pode chegar a afetar o ciclo menstrual. Entretanto, as crianças não estão imunes a isso e podem sofrer, caso tenham uma dieta pobre neste mineral. Além disso, é importante ressaltar a importância do ferro para as gestantes, que precisam de cerca de 27 mg de ferro por dia.

Ômega-3

Com ação anti-inflamatória e usado para controlar os níveis de colesterol, o ômega 3 é considerado uma gordura boa. Ele também age no sentido de prevenir doenças cardiovasculares e cerebrais, trazendo melhorias diretas para a memória e para a disposição.

Além disso, é capaz de atuar no sentido de prevenir os danos às células que podem levar ao surgimento do câncer, função pela qual pode ser considerado fundamental para o sistema imunológico.

O ômega 3 pode ser encontrado nos seguintes alimentos:

• Oleaginosas;
• Óleos vegetais;
• Sementes;
• Camarão;
• Folhas verde-escuras;
• Leguminosas;
• Sardinha;
• Anchova;
• Salmão;
• Atum;
• Ostras;
• Semente de chia e linhaça;
• Nozes.

A deficiência de ômega 3 ainda é algo pouco investigado pela ciência. Assim, não existem pesquisas sobre as suas causas e também não existem detalhes a respeito dos sintomas provocados pela sua deficiência. Grande parte do conteúdo científico que se tem sobre este nutriente está mais ligado aos seus benefícios.

Glutamina

Em alta entre os praticantes de atividades físicas, a glutamina é um suplemento que possui diversos benefícios. Essa substância é produzida de forma natural pelo organismo e trata-se de um aminoácido abundante no corpo humano. A sua função é cuidar da nutrição e da reparação de tecidos, como os músculos.

Além disso, a glutamina promove o transporte de nitrogênio e amônia entre os tecidos, ajudando na manutenção do equilíbrio entre ácido e básico. Ele também contribui para a absorção de nutrientes.

A glutamina pode ser encontrada nos alimentos a seguir:

• Carne vermelha;
• Frango;
• Ovo;
• Espinafre;
• Leite e seus derivados;
• Peixe;
• Leguminosas;
• Salsa.

Não existe qualquer tipo de contraindicação no seu consumo em forma de suplemento, mas os benefícios podem não ser tão evidentes para pessoas saudáveis e cuja produção esteja acontecendo de forma normal. Desse modo, trata-se de algo recomendado mais quando uma deficiência já se manifestou no organismo.

Outras informações sobre as vitaminas para aumentar a imunidade

Alimentos com vitamina B12.

Além das vitaminas e dos minerais, existem outros fatores que impactam significativamente o sistema imunológico, como o consumo de água. Outras dúvidas bastante frequentes sobre isso estão ligadas aos cuidados com a imunidade e às formas de aumentá-la. Desse modo, essas e outras questões serão comentadas a seguir. Continue a leitura para saber mais!

Água também é fundamental para aumentar imunidade

A água é fundamental para aumentar a imunidade. Isso acontece porque doenças oportunistas, como as gripes e os resfriados, se fixam em organismos desidratados. Logo, um bom consumo de água contribui para dar maior fluidez às secreções orofaríngeas, pulmonares e respiratórias.

Desse modo, estar bem hidratado faz com que a invasão por parte de vírus, toxinas e microrganismos seja mais complexa. Além disso, eles são capazes de ajudar a eliminá-los, evitando que os quadros das doenças destacadas se tornem recorrentes.

Qual a quantidade diária indicada de vitaminas?

Determinar a quantidade indicada de vitamina por dia depende do tipo. Cada composto possui números diferentes. Além disso, vale ressaltar que algumas características individuais modificam estes valores de forma substancial.

Questões como o gênero, a idade e o peso corporal podem alterar as necessidades diárias de vitaminas. Assim, a tendência é que crianças, por exemplo, precisem de muito menos ingestão do que adultos. Exatamente por estes motivos, quando algum tipo de deficiência se apresenta, o mais indicado é procurar por atendimento médico.

Suplementos multivitamínicos são boas opções para aumentar a imunidade?

Os suplementos vitamínicos são boas opções para aumentar a imunidade, especialmente aqueles cujo foco é especificamente este. Isso acontece porque as dosagens estarão ajustadas para as necessidades diárias de um adulto e, portanto, não existem riscos referentes à hiperdosagem.

Porém vale ressaltar que, em casos nos quais a deficiência nutricional já foi confirmada por exames laboratoriais, os suplementos multivitamínicos podem não ser suficientes para o tratamento, e se faz necessário uma dieta direcionada para o problema e a suplementação mais específica, que é feita com acompanhamento médico.

Perigos e cuidados com a imunidade baixa

A imunidade baixa deixa o organismo mais vulnerável. Quem passa por este tipo de situação se torna mais suscetível a infecções e também possui dificuldades de cicatrização. Além disso, é comum que estas pessoas sofram mais com gripes e resfriados. Em alguns casos, os sintomas destas doenças podem se tornar um pouco mais sérios.

Vale citar que as pessoas com a imunidade baixa precisam tomar alguns cuidados. O primeiro deles é adotar hábitos alimentares mais saudáveis, que sejam capazes de estimular o organismo a produzir as células de defesa.

Como fazer uma dieta rica em vitaminas?

Para aumentar a ingestão de vitaminas e ter uma dieta rica nestes componentes, o segredo é a diversidade de alimentos. Assim, procure incluir no cardápio frutas, legumes, vegetais, oleaginosas e outros alimentos que sejam fontes de variadas vitaminas.

Outro ponto fundamental é garantir que os alimentos ingeridos tenham os seus nutrientes facilmente absorvidos. Isso acontece quando eles chegam ao intestino. Portanto, cuidar da saúde dessa parte do corpo é fundamental para que os nutrientes inseridos na alimentação sejam realmente aproveitados.

Dicas para aumentar a imunidade e para melhorar a absorção de vitaminas

Para aumentar a imunidade e a absorção de vitaminas, uma dica muito valiosa é fazer combinações. Nesse sentido, vale ilustrar a questão citando a vitamina C e o ferro. Quando os dois são consumidos de forma conjunta, especialmente no mesmo alimento, isso ajuda na questão da absorção.

Porém, caso não seja possível, procure sempre consumir uma fruta cítrica, como o limão ou a laranja, acompanhada de um alimento rico em ferro, como um vegetal de folhas verde-escuras. Uma boa forma de conseguir fazer isso são os sucos verdes.

Torne a sua alimentação mais saudável e veja os benefícios na sua vida!

Alimentos e frutas sobre mesa.

A alimentação é fundamental para a saúde do corpo humano e para o fortalecimento do sistema imunológico. Isso está diretamente ligado às vitaminas, que são importantes para várias funções deste sistema, desde a prevenção ao envelhecimento precoce até o combate a doenças mais sérias.

Porém, como as vitaminas não são naturalmente produzidas pelo corpo humano, elas precisam ser absorvidas através dos alimentos. Logo, o segredo para manter todas as taxas dentro do indicado é levar uma vida saudável e ter uma alimentação diversificada, que conte com todos os grupos nutricionais.

Isso ajuda a garantir não somente a presença das vitaminas no organismo, mas também dos minerais, que são fundamentais para que elas sejam devidamente absorvidas.

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


alimentação

Artigos relacionados


Iogurte natural: benefícios, para que serve, malefícios, como comer e mais!

Iogurte natural: benefícios, para que serve, malefícios, como comer e mais!

O iogurte natural é saudável e benéfico para o organismo, além de ajudar nas dietas de emagrecimento. Para saber mais sobre esse alimento, confira nosso artigo!


Suco de cenoura: benefícios, propriedades, receita, como fazer e mais!

Suco de cenoura: benefícios, propriedades, receita, como fazer e mais!

A cenoura é um vegetal rico em betacaroteno, antioxidantes e flavonoides, importantes para o bom funcionamento do corpo. Conheça mais sobre o seu suco!


Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Conheça a ora-pro-nóbis, uma planta rica em fibras, proteínas e vitaminas com diversos atributos positivos para a saúde. Entenda aqui como consumir!


O que é a dieta mediterrânea? Benefícios, emagrecimento, cardápio e mais!

O que é a dieta mediterrânea? Benefícios, emagrecimento, cardápio e mais!

Você já ouviu falar da dieta mediterrânea? Ela é considerada um estilo de vida, já que cuida da alimentação, corpo e mente. Leia o artigo e descubra tudo!


Romã: benefícios para o homem, outros benefícios, como fazer suco ou chá e mais!

Romã: benefícios para o homem, outros benefícios, como fazer suco ou chá e mais!

A romã possui ação antioxidante, anti-inflamatória e antisséptica, de modo que traz vários benefícios para a saúde. Para saber mais, confira nosso artigo!


Últimos posts


Qual o significado do incenso? De alfazema, arruda, camomila, cravo e mais!

Qual o significado do incenso? De alfazema, arruda, camomila, cravo e mais!

Cada incenso possui seu significado e tem um objetivo diferente. Veja aqui o significado dos incensos, sua história e saiba qual se encaixa melhor com você!


Óleo de jojoba: benefícios, para que serve, como usar na pele e no cabelo e mais!

Óleo de jojoba: benefícios, para que serve, como usar na pele e no cabelo e mais!

Quer reconquistar beleza e saúde da sua pele e seus cabelos? Entenda aqui como o óleo de jojoba pode te ajudar naturalmente!


Crenças fortalecedoras: o que são, exemplos, crenças limitantes e mais!

Crenças fortalecedoras: o que são, exemplos, crenças limitantes e mais!

As crenças fortalecedoras auxiliam o processo de caminhada ao longo da vida e estimulam os bons pensamentos. Clique para saber como elas podem te impulsionar!


Quais os tipos de fobias mais comuns? Acrofobia, claustrofobia e mais!

Quais os tipos de fobias mais comuns? Acrofobia, claustrofobia e mais!

As fobias trazem reações negativas ao corpo e a mente, além de causar limitações para quem possui esse transtorno emocional. Clique aqui e entenda melhor!


O que significa sonhar com cobra?

O que significa sonhar com cobra?

Sonhar com cobra nem sempre significa algo ruim, a cobra também pode simbolizar um processo de evolução ou transformação. Para entender melhor, veja a seguir!