Gestante pode tomar chá de hortelã? Confira outros chás proibidos na gravidez!

Gestante pode tomar chá de hortelã? Confira outros chás proibidos na gravidez!

Na gravidez, tomar chá de hortelã pode trazer alguns riscos para a saúde do bebê. Saiba mais sobre esse e outros chás proibidos para gestantes!


Afinal, gestante pode tomar chá de hortelã?

Xícara de chá de hortelã.

Os chás costumam ser uma boa alternativa na gravidez. Contudo, algumas ervas não são indicadas nesse período. Isso porque, apesar de naturais, muitas das substâncias encontradas nas plantas são nocivas, levando a complicações e até mesmo o aborto.

No caso do chá de hortelã, há inúmeras propriedades medicinais benéficas para a saúde. No entanto, o consumo não é recomendado para as gestantes, já que pode trazer alguns riscos. Dessa forma, é muito importante que o médico ou nutricionista indique as melhores ervas e a quantidade correta nessa fase tão especial.

Ao longo deste artigo, você vai entender porque o chá de hortelã deve ser evitado durante e depois da gestação. Além disso, confira outros chás que também são proibidos e ainda as opções de infusões permitidas. Para saber sobre essas e outras informações, continue a leitura!

Entendendo mais sobre o chá de hortelã e gravidez

Xícara de chá de hortelã.

De sabor agradável e muito aromático, a hortelã está presente no mundo inteiro: na culinária e em diversos produtos de higiene e cosmética. No entanto, o chá dessa planta medicinal oferece alguns riscos durante a gravidez. Abaixo, conheça origem, propriedades e entenda o porquê de o chá de hortelã não ser indicado para as grávidas!

Origem e propriedades do chá de hortelã

Oriunda da Europa e do Mediterrâneo, a hortelã (Mentha spicata), também conhecida como menta, é uma erva medicinal que é facilmente confundida com a hortelã-pimenta (Mentha piperita). Isso porque ambas fazem parte do mesmo gênero e possuem características semelhantes, como o formato e o forte aroma.

A planta é rica em flavonoides, vitaminas A, B6, C, K, ácido fólico e mentol. Dessa forma, a hortelã possui propriedades anti-inflamatórias, analgésicas, antigases, descongestionantes, bactericidas, antioxidantes e digestivas.

Logo, é uma planta muito versátil, ideal para tratar diferentes comorbidades e, devido à sua eficácia, está presente na indústria alimentícia e cosmética.

Por que não é recomendado tomar chá de hortelã na gravidez?

Durante a gravidez, o chá de hortelã deve ser evitado, pois alguns estudos mostram que o consumo da planta pode levar a contrações uterinas, induzindo o aborto ou o parto prematuro. Além disso, beber o chá em excesso pode causar a má formação, comprometendo a saúde do bebê.

Na fase da amamentação, também não é recomendado tomar o chá de hortelã, pois, além de diminuir a produção de leite, tende a transferir o cheiro e o sabor para a criança. Portanto, o ideal é ingerir ervas medicinais que não ofereçam riscos à saúde e que sempre devem ser prescritas por um médico.

Possíveis efeitos colaterais do chá de hortelã para gestantes

Os efeitos colaterais do chá de hortelã, na maioria dos casos, estão associados ao consumo contínuo e em grande quantidade. Para as gestantes, a bebida pode causar aborto e dor de estômago, e intensificar vômitos, enjoos, azia e má digestão.

Ademais, caso a mulher tenha predisposição para desenvolver alergias, a ingestão da planta pode causar reações na pele, como coceira, urticária, vermelhidão e sensação de ardência.

Outras contraindicações do chá de hortelã

Além de grávidas e lactantes, o chá de hortelã é contraindicado nos seguintes casos:

- Crianças menores de 9 anos;

- Pessoas com doenças gastrointestinais, como gastrite, úlcera e obstrução dos ductos biliares;

- Pessoas com anemia;

- Pessoas com alergia ao óleo essencial de hortelã.

Perigo dos chás na gravidez

Apesar de as infusões com ervas medicinais serem saudáveis e benéficas para a saúde, durante a gestação, principalmente nos três primeiros meses, o consumo é muito perigoso. Isso acontece porque, além de o período ser muito delicado, as plantas tendem a causar contrações no útero, sangramentos, má formação do feto e até aborto.

Todos os chás são proibidos?

Mesmo com restrições, nem todos os chás são proibidos na gravidez. As plantas medicinais com ação calmante e digestiva são as mais indicadas, pois relaxam tanto a mãe quanto o bebê. Além disso, reduz os enjoos, a azia e a má digestão, e ainda estimula a produção de leite.

Entretanto, como medida de segurança, mesmo os chás permitidos devem ser administrados com cautela e com orientação do obstetra, nutricionista ou fitoterapeuta. Ainda é importante alternar as ervas, a fim de evitar o consumo frequente de uma mesma planta. Assim, é garantido que não haverá risco nem para mãe nem para o filho.

Chás proibidos para gestantes

Xícara de chá de canela.

Que os chás são benéficos para a saúde, todo mundo já sabe. Mas, apesar de naturais e caseiros, podem se tornar um verdadeiro perigo, principalmente para as gestantes. Logo abaixo, listamos os chás considerados proibidos, pois oferecem riscos reais durante e após a gravidez. Acompanhe!

Chá de Arruda

O chá de arruda, apesar de ser utilizado para fins medicinais, é considerado tóxico, provocando efeitos indesejáveis no organismo. Contudo, o consumo se tornou popular devido à sua ação emenagoga, ou seja, de acelerar a menstruação ou provocar sangramentos.

Isso acontece porque, na folha, estão presentes substâncias, como a rutina, que estimulam as fibras musculares e causam fortes contrações no útero. Logo, a planta é altamente abortiva e não deve ser consumida por gestantes. Mesmo que não ocorra o aborto, há grandes chances de malformação fetal.

Chá de Buchinha do Norte

Muito utilizado por pessoas com problemas respiratórios, a buchinha do norte é uma planta tóxica e, quando administrada de forma indiscriminada, traz sérios riscos à saúde. Para grávidas, o perigo é ainda maior, pois a planta contém cucurbitacina, substância que afeta diretamente a placenta e o embrião.

Portanto, a erva é proibida durante a gestação, pois pode causar aborto ou afetar o desenvolvimento do feto, o que, por sua vez, gera deformidades ou dificulta o ganho de peso do bebê.

Chá de Boldo

O chá de boldo, tanto a espécie brasileira como a chilena, é consumido por seus vários benefícios para a saúde. No entanto, a planta possui ascaridol, componente com alto poder abortivo. Portanto, não é indicado para grávidas, principalmente no início da gravidez.

Isso porque o consumo do chá tende a causar fortes cólicas uterinas, provocando sangramentos e levando ao aborto espontâneo. O recomendado é evitar a planta durante todo o período da gestação e da amamentação, para não afetar o crescimento do bebê, antes e depois do nascimento.

Chá de Canela

Por estimular contrações no útero, o chá de canela é conhecido por acelerar a menstruação e aumentar a intensidade do fluxo menstrual. Por isso, não é recomendado o consumo no período da gestação devido ao grande risco de aborto ou do parto prematuro.

Ainda há poucos estudos sobre a especiaria. Contudo, já se sabe que tomar a infusão com frequência e em excesso pode causar danos ao embrião e, consequentemente, interromper a gravidez.

Chá de Funcho

O chá de funcho possui propriedades emenagogas, além de aumentar atividade estrogênica, ocasionando contrações uterinas. Logo, a ingestão da infusão não é recomendada durante a gravidez devido à tendência de aborto ou de induzir o parto antes da hora.

Além disso, os compostos químicos da planta, segundo pesquisas, podem atravessar a placenta. Dessa forma, afeta o desenvolvimento do feto, causando má formação ou atraso no crescimento. No período da amamentação, também não é aconselhado tomar o chá para não transferir as substâncias ao bebê.

Chá de Hibisco

Na medicina popular, o chá de hibisco é muito conhecido por seu efeito emagrecedor. No entanto, para mulheres que desejam engravidar ou que já estão grávidas, a planta pode alterar os hormônios, provocando infertilidade ou o aborto espontâneo.

A erva também possui propriedades que afetam a musculatura do útero e da pélvis, aumentando as chances de sangramentos e, por consequência, afetando a formação do bebê. Ainda há poucos estudos, porém, na fase de aleitamento materno, não é recomendado o consumo do chá de hibisco.

Chá de Hortelã

O chá de hortelã promove contrações no útero, causando o aborto ou induzindo o parto, a depender do estágio da gravidez. Ademais, ele pode afetar o desenvolvimento fetal, promovendo anomalias ou a má formação do bebê.

Há também estudos que mostram que o chá de hortelã reduz o leite materno. Por isso, lactantes não devem consumir a planta.

Chá Preto, Verde ou Mate

Extraídos da mesma espécie de planta, Camellia sinensis, os chás preto, verde e mate são considerados perigosos para as gestantes. Isso acontece porque a cafeína, uma das principais substâncias presentes na planta, pode acelerar o metabolismo, aumentando a frequência cardíaca e a pressão arterial, além de afetar a qualidade do sono.

Ademais, os compostos podem passar para a placenta, ocasionando os mesmos sintomas para o bebê e também interferindo na produção e na qualidade do leite materno. Sendo assim, a ingestão do chá deve ser evitada ou feita somente com orientação médica.

Chás permitidos para gestantes

Xícara de chá de camomila.

Mesmo com tantas restrições, alguns chás são permitidos para gestantes. Além de aliviar os sintomas comuns, como enjoos, náuseas, azia e má digestão, também atuam como um calmante natural. A seguir, conheça as ervas medicinais consideradas seguras e apropriadas no período da gestação!

Chá de Camomila

Por conter propriedades calmantes, digestivas, ansiolíticas e anti-inflamatórias. O chá de camomila é um dos pouco permitidos para gestantes. Quando consumido de forma moderada, a erva medicinal alivia enjoos, náuseas e má digestão. Além disso, ainda ajuda a melhorar insônia, sintomas de estresse e ansiedade.

A princípio, o chá de camomila é considerado seguro durante a gestação. No entanto, em caso de gravidez de risco, o melhor é evitá-lo ou ingerir a bebida somente com acompanhamento do obstetra ou nutricionista.

Chá de Erva-Cidreira

O chá de erva-cidreira é uma opção indicada durante a gestação, pois possui ação sedativa e relaxante, antiespasmódica, analgésica e anti-inflamatória. Logo, a bebida traz diversos benefícios para a mãe e o bebê. Por exemplo, ajuda a reduzir a ansiedade, melhora o sono, regula o intestino e ainda promove a produção de leite.

Entretanto, mesmo sendo natural, o chá não deve ser consumido em grandes quantidades e com frequência. O excesso da erva no organismo tende a causar enjoos, vômitos e diarreias. Por isso, o ideal é alternar com outras plantas medicinais ou tomá-lo até duas xícaras a cada dois dias, de preferência, com orientação médica.

Chá de Gengibre

O gengibre é uma raiz popular por seu efeito terapêutico, proporcionando diversos benefícios para a saúde. Para as gestantes, o chá de gengibre é uma ótima alternativa para aliviar dores de cabeça, azia e náuseas. A bebida ajuda a controlar o colesterol e ativa a circulação sanguínea, evitando a formação de coágulos e reduzindo o inchaço no corpo.

Contudo, o recomendado é de não ultrapassar a dosagem de 1 grama da raiz por dia, além de tomar o chá, por, no máximo, 4 dias seguidos. Isso porque o excesso da bebida tende a trazer riscos para o bebê, como mal formação e aborto.

Chá de Lavanda

A ação sedativa e calmante faz do chá de lavanda uma excelente opção para consumir no período da gravidez, principalmente nos momentos finais. Isso porque a mulher pode se sentir mais ansiosa com a chegada do bebê.

Além de relaxar e acalmar, a infusão também combate a enxaqueca, fortalece o sistema imunológico e ajuda a dormir melhor. Por causar sonolência, o chá de lavanda deve ser tomado com moderação e sempre com indicação médica.

Chá de Tomilho

Por ser uma erva muito aromática, é muito comum utilizar o tomilho na culinária. Contudo, o chá feito dessa planta possui diversos benefícios para a saúde, principalmente para as gestantes. Com propriedades expectorantes, anti-inflamatórias, bactericidas e antioxidantes, ele atua, especialmente, em casos de gripes, resfriados e episódios de sinusite.

A bebida também tem ação calmante, aliviando os sintomas de ansiedade, estresse e nervosismo. Entretanto, não é aconselhado tomar o chá de tomilho nos primeiros meses de gravidez, pois pode ocorrer espasmo e contração no útero.

Portanto, para garantir a sua eficácia, somente o obstetra pode indicar a quantidade e a frequência de consumo da bebida.

Outras informações sobre os chás para gestantes

Xícara de chá.

São muitas as dúvidas acerca do consumo de chá, já que, em alguns casos, os consumos são permitidos e, em outros, não. Mas será que, após a gravidez, os chás proibidos estão liberados? A seguir, confira essas e outras informações sobre os chás para gestantes!

Após a gravidez, os chás proibidos estão liberados?

Mesmo após a gravidez, os chás proibidos ainda não são indicados. Na fase de amamentação, é muito importante que a mulher mantenha bons hábitos alimentares, além de ingerir bebidas saudáveis.

Tudo o que a mulher consome antes e depois da gestação pode interferir diretamente na qualidade e na produção do leite, único e principal alimento para o bebê, nos primeiros meses de vida. Portanto, para que a criança se desenvolva bem e com segurança, o melhor é aguardar até que ocorra o desmame.

Existem chás específicos para gestantes?

No mercado, já existem chás feitos especialmente para as gestantes. Geralmente, eles são compostos por ervas benéficas para a saúde das grávidas e dos bebês. Além de estimular a produção de leite, mantém o corpo hidratado, devolve os nutrientes e melhora a qualidade do sono.

Contudo, os chás específicos para essa finalidade devem ser consumidos com cautela e com a supervisão do obstetra, uma vez que podem ser misturados a ervas perigosas.

Outras bebidas que as gestantes devem evitar

Além dos chás proibidos, existem outras bebidas que as mulheres devem evitar durante a gestação, que são:

Café: a cafeína é considerada uma substância nociva tanto para mulher quanto para o bebê. Por ser um estimulante natural, pode afetar a qualidade do sono, além de causar palpitações e também influenciar no desenvolvimento do feto. Alguns estudos mostram que 200 mg de cafeína por dia é uma quantidade segura e não oferece riscos.

Isso corresponde a duas xícaras de café por dia de até 240 ml. No entanto, esse composto também está presente em chás, refrigerantes e no chocolate. Por isso, o ideal é evitar ou consumir o menos possível para não exceder a quantia recomendada.

Bebida alcoólica: independentemente da quantidade, o álcool pode ser facilmente absorvido pela placenta, afetando a formação do feto. Portanto, na gravidez, é proibido ingerir qualquer bebida com teor alcoólico, mesmo que seja uma dose pequena.

Refrigerante: rica em aditivos químicos, como corantes e açúcares, a bebida deve ser evitada antes e depois da gestação. Isso porque os ingredientes do refrigerante podem inflamar o organismo tanto da mãe quanto do filho.

Além disso, após o nascimento, o bebê tem maiores chances de desencadear doenças graves. As versões light e diet, apesar de serem vendidas como uma alternativa mais saudável, possuem açúcares artificiais, sendo prejudiciais em qualquer fase da gravidez.

O período de gestação é uma época de cuidado com a alimentação!

Mulher grávida tomando chá.

Do início ao fim da gravidez, os cuidados devem ser redobrados, sobretudo, com a alimentação. Isso porque uma dieta rica em nutrientes e vitaminas garante que o bebê cresça saudável e no peso correto. Além disso, evita que a mulher desenvolva doenças graves, como pressão alta, anemia e diabetes.

Ademais, no período da gestação, é muito importante evitar ingerir bebidas alcoólicas, medicamentos sem prescrição e cigarro. Parece uma informação óbvia, porém mudar os hábitos pode ser uma tarefa muito difícil para algumas mulheres.

Portanto, a partir do momento em que a gestação é descoberta, mudanças significativas precisam ser feitas, além de fazer o pré-natal corretamente e seguir à risca as orientações do médico. No final, o maior desejo de uma mãe é que seu filho nasça e se desenvolva com muita saúde!

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


chás

Artigos relacionados


Chá de camomila com limão: para que serve, benefícios, como fazer e mais!

Chá de camomila com limão: para que serve, benefícios, como fazer e mais!

O chá de camomila com limão é a união perfeita entre as propriedades calmantes e um toque cítrico delicioso. Leia o artigo e descubra todos os seus benefícios.


Chá de sucupira: para que serve, como fazer e mais sobre a semente!

Chá de sucupira: para que serve, como fazer e mais sobre a semente!

O chá de sucupira conta com diversos efeitos positivos para a saúde. Efeitos anti-inflamatórios, antioxidantes e alívios para dores de garganta. Veja mais!


Chá para baixar triglicerídeos e colesterol: confira os melhores!

Chá para baixar triglicerídeos e colesterol: confira os melhores!

Os chás que controlam os triglicerídeos e colesterol podem ser consumidos à vontade? Descubra essa e outras dúvidas nesse artigo!


Tipos de chá: confira essa lista com nomes, benefícios, como fazer e mais!

Tipos de chá: confira essa lista com nomes, benefícios, como fazer e mais!

O consumo de chá é benéfico para a saúde, por isso você deve inclui-lo no seu dia a dia. Leia o artigo e descubra qual chá beber para cada situação!


Chá para engravidar: para ovular, para fertilidade, para o homem e mais!

Chá para engravidar: para ovular, para fertilidade, para o homem e mais!

Os chás podem ser grandes aliados de fertilidade quando consumidos da maneira correta. Quer saber mais sobre isso? Leia o nosso artigo completo!


Últimos posts


O que significa sonhar com bingo? Cartela, números, jogando e mais!

O que significa sonhar com bingo? Cartela, números, jogando e mais!

Sonhar com bingo traz revelações importantes, principalmente sobre sua vida financeira e profissional. Leia o artigo completo para saber mais!


Oração para encontrar um amor: a pessoa certa, o amor verdadeiro e mais!

Oração para encontrar um amor: a pessoa certa, o amor verdadeiro e mais!

Se você está procurando um grande amor, não perca tempo e faça uma oração. Leia o artigo e confira o que é preciso para encontrar a sua alma gêmea!


Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda é a fase mais grave do transtorno psicológico, mas tem tratamento e o paciente precisa de apoio. Saiba mais aqui!


Signo do Cavalo no horóscopo chinês: características, elementos e mais!

Signo do Cavalo no horóscopo chinês: características, elementos e mais!

Descobriu que o Cavalo é o seu signo do horóscopo chinês? Leia o artigo e confira quais são as suas características segundo a astrologia oriental!


Sonhar com chiqueiro: cheio de porcos, vazio, alagado, com lama e mais!

Sonhar com chiqueiro: cheio de porcos, vazio, alagado, com lama e mais!

Neste artigo, descobriremos o que significa sonhar com chiqueiro. Vamos conhecer diversas variações desse sonho e compreender como eles são, na verdade, avisos.


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no Sonho Astral


horas animais signos búzios orações religiões números