Chá para gastrite: 10 opções que irão melhorar a queimação no estômago!

Chá para gastrite: 10 opções que irão melhorar a queimação no estômago!

A gastrite causa desconforto e exige tratamento. Mas você sabia que existem chás que auxiliam no alívio dos sintomas? Confira neste artigo 10 receitas de chás!


Conheça 10 chás para melhorar a gastrite!

Chá em xícara de vidro.

Quem sofre com os sintomas da gastrite busca por alternativas para reduzir o desconforto causado por esse distúrbio. Optar por uma alimentação mais adequada à redução da inflamação é uma sábia decisão, mas aderir a alguns chás também ajuda no alívio diário.

Pesquisas científicas demonstram que o chá pode ser um bom aliado no tratamento da gastrite em casa, sendo eficaz para combater a bactéria H. Pylori, uma causa comum da gastrite.

De acordo com essas pesquisas, alguns chás possuem compostos chamados de polifenois e flavonoides, que protegem a mucosa do estômago, já que bloqueiam a ação da enzima urease e impedem a evolução da inflamação. Vejamos informações valiosas sobre chás para gastrite, para conhecermos a fundo seus benefícios!

Entendendo sobre os chás para gastrite

Chá em xícara de acrílico.

Quem sofre de gastrite ou busca formas de evitá-la irá se beneficiar com um conhecimento mais minucioso a respeito dos chás para gastrite. Acompanhe!

O que é a gastrite?

A gastrite é um termo geral que descreve a inflamação do revestimento do estômago. Com ela, a mucosa fica inchada e vermelha, alterando a produção do ácido estomacal e do muco.

Assim, a mucosa fica sensível, e o ácido estomacal pode causar uma série de danos. Os sintomas da gastrite incluem dor na parte superior do abdômen, queimação, náuseas e vômitos. Além disso, a gastrite pode evoluir para úlceras.

Ela pode ser aguda, surgindo repentinamente, ou crônica, quando evolui aos poucos por falta de tratamento. Por isto, é importante consultar com um médico para realizar os exames necessários e iniciar o tratamento adequado.

Possíveis causas da gastrite

Não existe consenso a respeito da bactéria H. pylori ser um agente causador da gastrite. Segundo o Dr. Dráuzio Varella, existe essa probabilidade, ainda estudada. A propósito, é comum que muitas pessoas tenham a bactéria H. pylori e não apresentem sintomas.

Estima-se que a sua relação com a gastrite se dê porque a bactéria produz uma enzima chamada urease. Ela reduz a acidez do estômago, enfraquecendo a mucosa e agredindo o revestimento estomacal, que fica exposto aos fluidos digestivos.

Outras causas da gastrite incluem o excesso de anti-inflamatórios não esteroides, o abuso de álcool ou drogas, o fumo, tratamentos com radiação e doenças autoimunes.

Perigos e cuidados com a gastrite

Quando não se busca tratamento para a gastrite, há o risco de que ela se torne crônica e até que evolua para uma úlcera ou cause anemia. Além disso, está ligada a tumores cancerígenos no revestimento do estômago.

Se você suspeitar que tem gastrite, ou se já tiver sido diagnosticado com esse distúrbio, siga o tratamento médico prescrito e interrompa hábitos nocivos, como fumar ou beber excessivamente.

Alimentos anti-inflamatórios e chás para a gastrite auxiliam na redução de sintomas, mas não substituem os cuidados médicos. Qualquer tratamento da gastrite em casa deve ser feito com a anuência de um médico.

Benefícios do chá para gastrite

Alguns chás são especialmente eficazes para combater ou amenizar os sintomas da gastrite. Eles funcionam, é claro, de modo complementar aos tratamentos médicos, e também como terapia preventiva.

O chá verde, por exemplo, tem ação anti-inflamatória, pois contém ativos antioxidantes que contribuem para inibir o desenvolvimento de gastrite crônica, até mesmo de forma a interromper a progressão do câncer de estômago.

Outros chás, como o de Espinheira-Santa e o de Aroeira, possuem ativos que reduzem a acidez, protegendo o estômago, com efeito semelhante ao de medicamentos conhecidos, como cimetidina e omeprazol.

Chá de Espinheira-Santa

Chá em xícara.

Vamos conhecer os benefícios do Chá de Espinheira-Santa para a gastrite. Esse chá tem propriedades que produzem efeitos protetivos ao estômago. Confira!

Indicações e propriedades da Espinheira-Santa

O Chá de Maytenus ilicifolia, a erva conhecida popularmente como Espinheira-Santa, é um excelente remédio caseiro para a gastrite. Esse chá contém polifenois, compostos naturais presentes em vegetais. Eles são ótimos para a saúde por causa da presença de epigalocatequina, um antioxidante que garante a proteção das células contra os radicais livres.

A Espinheira-Santa também conta com arabinogalactano, uma fibra que promove a imunidade. Esses ativos reduzem a acidez estomacal e protegem o estômago de seus ácidos.

Ingredientes

Os ingredientes para fazer o chá de Espinheira-Santa são simples e fáceis de encontrar. Você irá precisar de cerca de 3 colheres de sopa de folhas secas dessa erva. A Espinheira-Santa é comercializada seca, 100% natural e é encontrada em lojas de produtos naturais e também em supermercados.

Além disso, você vai precisar de 500 ml de água para fervura. Caso queira adoçar o chá, é melhor optar por mel, em pequena quantidade.

Como fazer o chá de Espinheira-Santa

A preparação do chá de Espinheira-Santa é simples e rápida. Esquente os 500 ml de água em uma chaleira ou leiteira e aguarde a fervura. Quando a água ferver, basta desligar o fogo.

Coloque as 3 colheres de sopa de folhas de Espinheira-Santa no recipiente. É preciso tampá-lo e deixar a erva em infusão por, no mínimo, 5 minutos. Após esse tempo, coe o chá e adoce, se preferir.

Cuidados e contraindicações

A Espinheira-Santa é uma planta que traz diversos benefícios, porém algumas pessoas devem evitar o seu consumo, como crianças com menos de 12 anos. As mulheres grávidas não devem consumir esse chá durante a gravidez, pois ele contém ativos que podem induzir contrações uterinas e, em casos mais graves, causar até o aborto.

As lactantes também não devem tomar o chá de Espinheira-Santa, pois ele pode reduzir a produção de leite materno.

Chá de Aroeira

Aroeira.

A aroeira entrega efeito analgésico, além de ação anti-inflamatória e antiácida, o que a torna eficaz contra gastrite. Confira informações valiosas sobre o Chá de Aroeira a seguir!

Indicações e propriedades da Aroeira

A Aroeira é uma planta utilizada com diversas finalidades medicinais. Ela se divide em variadas espécies e, no Brasil, as mais populares são a Schinus molle e a Schinus Terebinthifolia.

A Aroeira contém taninos, isto é, polifenois que são antioxidantes, bem como flavonoides que oferecem proteção ao sistema cardiovascular e ajudam a melhorar a circulação sanguínea. Além disso, possui saponina, substância de ação anti-inflamatória.

A Aroeira também é considerada um antiácido natural, e seu chá é muito utilizado para aliviar a gastrite.

Ingredientes

Vamos conhecer os ingredientes necessários para a feitura do chá de Aroeira. Optamos por um chá de Aroeira que utiliza tantos as folhas quanto a casca dessa planta.

Dessa forma, aproveitaremos toda a gama de nutrientes que a Aroeira oferece, potencializando sua ação. Você vai precisar de 100 g de folhas de aroeira, 4 pedaços de casca de aroeira e 1 litro de água. Essa planta pode ser comprada em lojas de produtos naturais.

Como fazer o chá de Aroeira

Em um recipiente como uma chaleira, bule ou leiteira, aqueça 1 litro de água e aguarde a fervura. Quando a água estiver fervendo, coloque as folhas e as cascas e deixe no fogo por cerca de 5 minutos.

Então, espere esfriar um pouco para consumir o chá. Se optar por adoçar, prefira o mel, utilizando apenas 1 colher de sopa. Esse chá também é uma excelente opção para ser bebido gelado.

Cuidados e contraindicações

Algumas pessoas têm sensibilidade à Aroeira e não devem consumi-la. O consumo de chá de Aroeira é benéfico para auxiliar no tratamento de diversos distúrbios, incluindo os gástricos, porém, nesse caso, não se deve abusar.

O uso da planta por quem tem problemas gastrointestinais como diarreia deve ser moderado, já que ela entrega efeito laxante e pode desencadear reações alérgicas nas mucosas. As mulheres grávidas também devem evitar a Aroeira.

Chá de Acelga

Chá de acelga.

Vamos conhecer os benefícios do Chá de Acelga, uma excelente opção de remédio caseiro que ajuda contra os sintomas da gastrite. Acompanhe e aprenda a fazer!

Indicações e propriedades da Acelga

A Acelga é uma das verduras mais ricas em nutrientes, o que a torna uma opção de vegetal que não pode faltar no seu dia a dia. Uma boa maneira de se beneficiar das propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias da Acelga é tomar o seu chá. Ele é um remédio caseiro eficaz contra os sintomas da gastrite.

Por conter ferro, ácido fólico e Vitamina C, A e K, a Acelga ajuda a fortalecer o sistema imunológico. As fibras presentes nela facilitam o trânsito intestinal e protegem o sistema digestivo.

Ingredientes

Para preparar o chá de Acelga, você vai precisar de apenas dois ingredientes: 1 litro de água para fervura e cerca de 50 g das folhas desse vegetal.

A fim de preparar um bom chá, garantindo os nutrientes da Acelga, é ideal escolher folhas que apresentem a cor verde-claro. As folhas mais claras são as mais frescas. Portanto, evite as que estiverem com a aparência amarelada, com manchas escuras ou murchas.

Como fazer o chá de Acelga

O preparo do chá de Acelga é simples e rápido. Coloque a água para ferver em uma chaleira ou leiteira e corte o maço de folhas de Acelga (cerca de 50 g). Quando a água estiver fervendo, adicione nela as folhas e aguarde por cerca de 10 minutos.

Após esse tempo, desligue o fogo e espere até a bebida ficar morna. O chá de Acelga pode ser tomado 3 vezes por dia.

Cuidados e contraindicações

A Acelga é um vegetal riquíssimo em nutrientes e, por isso, é um ótimo aliado natural para a saúde. Porém o seu consumo deve ser evitado por algumas pessoas. Ela contém um grande teor de oxalato, uma substância que reduz a capacidade do organismo de absorver o cálcio.

Além disso, o consumo de acelga pode ser prejudicial a quem tem pedras nos rins, pois a presença do ácido oxálico estimula esse tipo de formação. O ideal de consumo da Acelga é cozida, já que, dessa maneira, o ácido é reduzido.

Chá de Hortelã

Xícara de vidro com chá.

O Chá de Hortelã é uma opção saudável e saborosa, ideal para o consumo frequente de quem sofre com os sintomas da gastrite. Conheça seus benefícios e aprenda a fazer esse chá a seguir!

Indicações e propriedades do Hortelã

Além das suas propriedades digestivas, a Hortelã tem propriedades analgésicas, antioxidantes, anti-inflamatórias, antiespasmódicas e antiparasitárias. Por essas razões, faz um excelente chá para aliviar sintomas de quem sofre de gastrite, como também para prevenir e combater infecções por parasitas.

A amebíase e a giardíase são duas infecções parasitárias que o consumo do chá de Hortelã ajuda a combater. Para os sintomas gástricos e intestinais, é um chá especialmente eficaz em reduzir o enjoo, o inchaço abdominal, os gases e a diarreia.

Ingredientes

A opção de chá de Hortelã destacada é ideal para melhorar a digestão. A combinação de ervas desse chá proporciona a redução da acidez estomacal. Os ingredientes são simples e fáceis de encontrar.

Você precisará de cerca de 2 colheres de chá de folhas secas ou in natura de hortelã, 2 colheres de chá de sementes de erva-doce (pode substituir por funcho se preferir), 2 colheres de chá de folhas de erva-cidreira e 1 litro de água.

Como fazer o chá de Hortelã

Para começar seu chá, coloque 1 litro de água em uma panela, chaleira ou leiteira e espere até a fervura. Quando a água estiver fervendo, adicione todos os ingredientes e aguarde por cerca de 5 minutos.

Esse é um chá que pode ser bebido frio, em pequenas quantidades ao longo do dia. Tome 1 xícara dele, de 3 a 4 vezes por dia, preferencialmente entre as refeições. Se fizer questão de adoçá-lo, opte por 1 colher de chá de mel.

Cuidados e contraindicações

A Hortelã é uma erva repleta de benefícios para a saúde, mas seu consumo deve ser evitado por algumas pessoas.

O chá de Hortelã é contraindicado para gestante e lactantes, bem como para pessoas que sofrem de obstrução nos ductos biliares e crianças menores de dois anos. Aqueles que têm anemia também devem evitar esse vegetal. A Hortelã, quando consumida em excesso, pode causar contrações no útero, além de falta de ar, devido à presença do mentol.

Chá de Capim-limão

Chá em xícara.

Conheça as propriedades e indicações do chá de Capim-Limão, uma bebida aliada contra os efeitos da gastrite. Aprenda como preparar esse chá e outras informações valiosas sobre o seu consumo a seguir!

Indicações e propriedades do Capim-limão

O Capim-limão é uma erva também conhecida como Capim-santo, Capim-cheiroso e Capim-cidreira, a depender da região. É um vegetal muito rico em substâncias que combatem os radicais livres, como o limoneno, o geraniol e o citral.

As propriedades analgésicas do Campim-limão se devem à presença de outro bioativo, o mirceno, que reduz a dor inclusive em cólicas estomacais. Os flavonoides e taninos auxiliam na redução da acidez estomacal e, como bactericida, o Capim-limão também é eficaz no combate à H. pylori.

Ingredientes

O chá de Capim-limão pode ser feito com a erva em folhas secas ou in natura, isto é, fresca. Você precisará de uma medida de 4 a 6 folhas de Capim-limão para cada xícara de água, se optar pela erva in natura.

Caso você adquira essa planta na forma seca, separe 2 colheres de chá para cada xícara. O Capim-limão seco pode ser encontrado em lojas especializadas em produtos naturais.

Como fazer o chá de Capim-limão

O chá de Capim-limão é uma excelente opção de chá para tomar gelado, mas, como bebida quente, ele também é agradável e entrega efeitos positivos. O preparo desse chá é uma infusão em água fervente.

Portanto, deixe ferver a quantidade de água que você quer. Após a fervura, adicione as folhas picadas (se in natura) ou as colheres de chá da erva seca. Tampe o recipiente e aguarde até esfriar o suficiente para beber.

Cuidados e contraindicações

Não existem grandes contraindicações em relação ao consumo do Capim-limão. Porém o seu consumo em excesso, assim como o de outras plantas benéficas, deve ser evitado. Isto porque sobrecarregar o organismo com as suas propriedades pode resultar em sono, tontura, fraqueza e pressão baixa.

Pessoas que sofrem de pressão arterial não devem consumir o Capim-limão. O excesso dessa erva pode até causar desmaios. Além disso, o chá de Capim-limão é contraindicado para grávidas e lactantes.

Chá de Gengibre

Xícara de chá de gengibre.

Venha saber quais são os efeitos positivos do Chá de Gengibre para o organismo, em especial para o sistema digestivo. Ele é um adicional importante no tratamento caseiro da gastrite. Aprenda a preparar esse chá e conheça tudo sobre ele a seguir!

Indicações e propriedades do Gengibre

Gingerol, paradol e zingerona são alguns dos componentes bioativos presentes no Gengibre, essa planta herbácea muito popular como tempero e rica em nutrientes. A sua ação anti-inflamatória e antioxidante a torna uma excelente opção de chá para combater os sintomas da gastrite.

Os efeitos benéficos do Gengibre sobre o sistema digestivo promovem a redução do inchaço, dos gases e das cólicas estomacais. O chá de Gengibre também tem ação antiemética, isto é, alivia sintomas como náuseas e vômitos.

Ingredientes

O chá de Gengibre é um ótimo chá para a gastrite. Aqui, vamos conhecer uma receita de chá de Gengibre com casca de abacaxi, riquíssimo em propriedades anti-inflamatórias. Você irá precisar da casca de um abacaxi, 1 litro de água filtrada e 2 a 3 rodelas de gengibre fresco, na espessura da sua preferência.

O chá pode ser adoçado com mel. Além disso, é claro que você também pode optar por ferver apenas o Gengibre e ter um chá de Gengibre puro.

Como fazer o chá de Gengibre

Para começar seu chá, coloque 1 litro de água para ferver, de preferência em uma panela ou leiteira. Quando estiver fervendo, adicione o gengibre e as cascas de abacaxi.

Se desejar, outros ingredientes podem incrementar essa receita, como algumas folhas de hortelã, por exemplo. Mantenha a panela tampada e deixe o conteúdo fervendo durante 5 minutos. Depois de pronto, pode ser adoçado com mel. Este é um ótimo chá para ser bebido quente ou gelado.

Cuidados e contraindicações

Apesar de ser uma herbácea repleta de propriedades benéficas para o organismo, algumas pessoas devem evitar o consumo do Gengibre. Ele é contraindicado para crianças com menos de seis anos.

Além disso, pode não fazer bem para quem tem cálculos da vesícula e pressão alta. Pessoas que sofrem de irritação estomacal também devem evitá-lo. Quando em excesso, o Gengibre pode aumentar o risco de hemorragias em quem sofre de problemas de coagulação sanguínea ou de circulação.

Chá de Camomila

Xícara de chá com camomila.

Vamos conhecer tudo sobre o popular e delicioso chá de Camomila, uma opção de chá ideal para quem sofre com os sintomas da gastrite. Confira!

Indicações e propriedades da Camomila

As propriedades da Camomila a tornam uma especial aliada na rotina de quem tem gastrite. Além de ser uma planta com ação anti-inflamatória, calmante e antiespasmódica, ideal para o alívio gastrointestinal, o chá de Camomila ajuda a controlar a produção dos ácidos estomacais.

Seus efeitos positivos para o sistema digestivo incluem a redução de sintomas como náuseas e gases. Assim, tomar chá de Camomila regularmente também é uma boa maneira de se prevenir contra problemas gástricos, como úlceras.

Ingredientes

A melhor maneira de se fazer o chá de Camomila é optando pela infusão com as flores desidratadas dessa planta. É um produto que pode ser facilmente encontrado em supermercados, feiras orgânicas ou lojas especializadas em produtos naturais.

Para fazer o chá, separe cerca de 4 g de flores desidratadas de Camomila. Essa quantidade é ideal para fazer um litro de chá. Lembre-se de utilizar água filtrada e, se quiser adoçar, utilize mel.

Como fazer o chá de Camomila

Para fazer o chá de Camomila, coloque 1 litro de água filtrada para ferver, em um recipiente como chaleira ou leiteira. Quando a água estiver fervendo, adicione as flores desidratadas de Camomila na quantidade indicada.

É necessário tampar o recipiente e deixá-lo em repouso por cerca de 10 minutos. Após esse tempo, basta coar, e o chá estará pronto para beber. Ele pode ser consumido ao longo do dia (até 4 xícaras diárias).

Cuidados e contraindicações

A Camomila não é uma planta capaz de causar muitos efeitos colaterais, mas deve-se ter cuidado para não a consumir em excesso. Quando consumido em grandes quantidades, o chá de Camomila pode provocar náuseas e até diarreia e vômito.

Além disso, um dos efeitos colaterais pode ser sonolência excessiva. Pessoas alérgicas a plantas da família das margaridas não podem consumir esse chá, e ele deve ser evitado por lactantes.

Chá de Guaçatonga

Xícara de vidro com chá.

Se você não conhece o chá de Guaçatonga, acompanhe as indicações e propriedades dessa planta poderosa. Ela ajuda a combater os sintomas da gastrite, e seu chá é indicado para tratar e prevenir úlceras estomacais. Confira a receita e mais!

Indicações e propriedades da Guaçatonga

A Guaçatonga, também conhecida como Erva de Bugre, é uma planta muito valorizada por suas propriedades medicinais. Bastante utilizada na homeopatia, oferece um leque de ações benéficas ao organismo, e, dentre eles, se destacam seus efeitos positivos para quem sofre de gastrite e úlceras.

Suas propriedades vão desde a ação anti-inflamatória, antiespasmódica e calmante até a imunoestimulante e antiulcerosa. O Chá de Guaçatonga é uma opção adicional ao tratamento de problemas gástricos.

Ingredientes

Vamos conhecer os ingredientes para fazer o chá de Guaçatonga. Esta não é uma erva amplamente conhecida, e algumas pessoas podem não saber onde encontrá-la. Porém ela pode ser adquirida em lojas de produtos naturais e até em alguns supermercados.

Para preparar esse chá poderoso, você vai precisar apenas dos seguintes ingredientes: cerca de duas colheres de sopa das folhas desidratadas da Guaçatonga e de 1 litro de água filtrada.

Como fazer o chá de Guaçatonga

Para fazer o chá de Guaçatonga, coloque 1 litro de água filtrada para ferver em um recipiente como chaleira ou leiteira. Quando a água estiver fervendo, adicione as duas colheres de sopa de folhas de Guaçatonga desidratada.

É necessário tampar o recipiente e deixá-lo abafado, em repouso, por cerca de 10 minutos. Após esse tempo, basta coar e estará pronto para beber. Esse chá pode ser tomado duas vezes por dia.

Cuidados e contraindicações

Os estudos em torno da Guaçatonga reportam que essa planta não provoca efeitos colaterais significativos e consideram o seu consumo seguro.

No entanto, é preciso ter cuidado com todo o tipo de excesso, e tomar o chá de Guaçatonga em grandes quantidades pode causar irritação, náuseas e vômitos, especialmente em quem já tem problemas estomacais. Lembrando que, se tomado de forma adequada, ele é um excelente remédio natural contra distúrbios do sistema gástrico.

Chá de Erva-Cidreira

Erva-cidreira.

Vamos conhecer todos os benefícios do chá de Erva-Cidreira, bastante eficaz contra a gastrite. Aprenda a fazer o chá e fique por dentro de suas propriedades, indicações e mais!

Indicações e propriedades da Erva-cidreira

Melissa officinalis é o nome científico da planta conhecida como Erva-cidreira ou Melissa, uma erva popular consumida especialmente em chás. Essa planta é rica em flavonoides e compostos fenólicos.

Assim, seus efeitos anti-inflamatórios e antiespasmódicos, bem como analgésicos e antioxidantes, são de grande benefício para quem sofre de má digestão, gastrite ou outros problemas gastrointestinais. Beber regularmente o chá de Erva-cidreira não substitui outros cuidados ou tratamentos, mas auxilia de maneira potente no alívio dos sintomas.

Ingredientes

O melhor chá de Erva-cidreira é aquele feito apenas com as suas folhas, pois é nelas que estão contidos os nutrientes de maior valor e as propriedades mais benéficas para a saúde.

A erva-cidreira para esse chá pode ser in natura, isto é, fresca, ou a versão comercializada desidratada. Assim, você vai precisar de 2 a 3 colheres de sopa dessas folhas para fazer 1 litro de chá com água filtrada.

Como fazer o chá de Erva-cidreira

O preparo do chá de Erva-cidreira é o de infusão. Portanto, coloque em um recipiente como uma chaleira ou leiteira o 1 litro de água e leve ao fogo. Espere a água ferver e, então, adicione as colheres de sopa das folhas de Erva-cidreira.

É preciso tampar o recipiente para abafar o conteúdo. Aguarde a mistura repousar durante alguns minutos e espere esfriar. Caso opte por adoçar o chá, prefira o mel ao açúcar.

Cuidados e contraindicações

Não existem muitos efeitos colaterais da Erva-cidreira. Porém o seu uso não deve ser excessivo. A recomendação dos médicos é de que o consumo diário não exceda 4 meses.

O consumo constante e abusivo, isto é, em grandes quantidades diárias, pode causar efeitos como náuseas e vômitos, além de dor abdominal e até queda de pressão, tontura e taquicardia.

Além disso, esta é uma erva que causa sonolência e deve ser evitada por quem utiliza sedativos ou remédios para tireoide.

Chá de Funcho

Chá de funcho em xícara de vidro.

A seguir, vamos conhecer as indicações, propriedades, os cuidados e as contraindicações do Funcho. Além disso, você irá aprender a fazer o chá de Funcho, uma ótima opção caseira para o alívio da gastrite. Acompanhe!

Indicações e propriedades do Funcho

O Funcho é uma planta altamente benéfica para o organismo, já que ela contém bioativos importantes para o uso medicinal e nutritivo. A presença de flavonoides, taninos, alcaloides e saponinas, além de ácidos graxos essenciais e ácido rosmarínico, torna essa planta uma excelente opção fitoterápica.

As propriedades do Funcho apresentam benefícios para quem sofre de sintomas gastrointestinais, como gastrite, gases, má digestão, refluxo, dor de estômago, cólicas e diarreia.

Ingredientes

O chá de Funcho pode ser feito utilizando as sementes dessa planta, ou as suas folhas frescas. Se não encontrar o Funcho in natura, você pode optar pela versão desidratada, vendida em alguns supermercados, feiras livres ou lojas especializadas em produtos naturais, como herbários.

3 colheres de sopa de sementes ou folhas de Funcho bastam. Para essa quantidade de ervas, recomenda-se 1 litro de água para realizar a infusão.

Como fazer o chá de Funcho

O preparo do chá de Funcho é simples. Coloque em um recipiente, como uma chaleira ou leiteira, a quantidade de água indicada e leve ao fogo. Espere a água ferver e, então, adicione as colheres de sopa das sementes ou folhas de Funcho.

Você pode adicionar um pouco de cada. É preciso tampar o recipiente para abafar o conteúdo. Aguarde a mistura repousar durante 5 minutos e espere esfriar.

Cuidados e contraindicações

O consumo de Funcho não é indicado durante a gravidez. Beber chá de Funcho nesse período pode causar aumento das contrações, expondo a grávida, inclusive, ao risco de aborto.

As lactantes também devem evitar esse chá. Além disso, existem pessoas que podem ser alérgicas ao Funcho e observarem o surgimento de reações na pele. Os médicos não recomendam o uso do Funcho por pessoas com antecedentes de epilepsia ou convulsões.

Aproveite os benefícios dos melhores chás para gastrite!

Mulher segurando xícara de chá.

Existem diversas plantas que contêm propriedades benéficas para o tratamento complementar de problemas relacionados à digestão. Uma forma simples e econômica de obter bons resultados contra os efeitos desagradáveis de problemas como a gastrite é aderir aos chás.

Antes de tudo, é preciso saber as formas de consumi-los, e algo importante é não exagerar. O excesso de substâncias bioativas pode sobrecarregar o organismo e trazer efeitos colaterais.

Muitos chás apresentam ação anti-inflamatória, analgésica e até de controle da produção de ácidos prejudiciais ao estômago. Tomar um bom chá é garantir alívio e prevenção de problemas gástricos.

Autor deste artigo

Sempre gostei de escrever. Escrevo sobre filmes e sonhos, e aprecio viagens, história e cultura em geral.

Palavras-chave relacionadas


chás

Artigos relacionados


Chá de casca de maracujá: para que serve, benefícios, como fazer e mais!

Chá de casca de maracujá: para que serve, benefícios, como fazer e mais!

Já ouviu falar do chá de casca de maracujá? Pois saiba que ele tem muitas propriedades. Confira tudo sobre esse chá neste artigo e saiba como aproveitar!


Chá de capim-cidreira: para que serve, benefícios, como fazer e mais!

Chá de capim-cidreira: para que serve, benefícios, como fazer e mais!

Você sabe se o chá de capim-cidreira pode ser utilizado por qualquer pessoa e tomado à vontade? Tire essas e muitas outras dúvidas sobre essa bebida aqui!


Chá de Cana-do-brejo: para que serve, efeitos colaterais, como fazer e mais!

Chá de Cana-do-brejo: para que serve, efeitos colaterais, como fazer e mais!

O chá de cana-do-brejo conta com propriedades anti-inflamatórias, adstringentes e que melhoram o funcionamento dos rins. Veja mais!


Chá para gripe: Confira 10 receitas que irão melhorar a gripe e o resfriado!

Chá para gripe: Confira 10 receitas que irão melhorar a gripe e o resfriado!

Não há nada pior do que ficar indisposto por causa de uma gripe. Leia o artigo e confira 10 chás infalíveis para se livrar da gripe e recuperar sua energia!


Para que serve o chá da folha da manga? Benefícios, para sinusite e mais!

Para que serve o chá da folha da manga? Benefícios, para sinusite e mais!

Apresentando ótimos benefícios, o chá da folha da manga conta com nutrientes capazes de fortalecer a saúde, além dos seus ativos. Saiba aqui como fazer!


Últimos posts


O que significa sonhar com barata gigante? No cabelo, na comida e mais!

O que significa sonhar com barata gigante? No cabelo, na comida e mais!

Sonhar com barata gigante pode trazer muitos conselhos e bons presságios. Mas não só isso. Confira todas as possibilidades!


Sonhar com barata morta: Seca, esmagada, gigante, na comida e mais!

Sonhar com barata morta: Seca, esmagada, gigante, na comida e mais!

Sabia que sonhar com barata morta pode significar um aviso de problemas futuros em sua vida? Confira todos as simbologias por trás desse sonho aqui!


O que significa sonhar com muitas baratas? Na cama, no corpo e mais!

O que significa sonhar com muitas baratas? Na cama, no corpo e mais!

Saiba que sonhar com muitas baratas traz significativas mensagens para seu futuro. Conheça todas as simbologias por trás de seu sonho aqui!


Sonhar com barata voadora: Morta, atacando, voando, no cabelo e mais!

Sonhar com barata voadora: Morta, atacando, voando, no cabelo e mais!

Quer saber o que significa sonhar com barata voadora? Se surpreenda com o significado do sonho com esse inseto, temido por muitas pessoas.


Sonhar com barata: Gigante, viva, morta e mais!

Sonhar com barata: Gigante, viva, morta e mais!

Você sonha com baratas? Acha nojento e deseja saber o significado desses sonhos? Este artigo é para você! Entre e saiba tudo sobre sonhar com baratas.


Palavras do momento

Palavras-chave do momento no Sonho Astral


horas animais signos números religiões