O que é reeducação alimentar? Por onde começar, benefícios e mais!

O que é reeducação alimentar? Por onde começar, benefícios e mais!

A reeducação alimentar é um processo de mudança de hábitos alimentares que ajuda a manutenção da saúde. Quer saber mais? Leia o nosso artigo!


Considerações gerais sobre a reeducação alimentar

Amigas comendo refeição saudável

A reeducação alimentar consiste em uma mudança de hábitos alimentares, bem como de comportamentos relacionados ao ato de comer. Além do emagrecimento, ela tem como objetivo auxiliar em questões relativas às doenças e preservar a saúde.

Assim, é possível afirmar que a reeducação alimentar se diferencia bastante das dietas. Embora muitas pessoas ainda confundam as duas coisas, além das funções, as duas se diferem quanto às restrições impostas. Nesse sentido, as dietas tendem a ser mais restritivas e mais difíceis.

Quer saber mais sobre a reeducação alimentar antes de começar o processo? Continue a leitura do artigo para obter todas as informações!

O que é reeducação alimentar, como começar e diferença para dietas

Mulher com cesta de compras cheia de vegetais.

A reeducação alimentar demanda o acompanhamento de um profissional, o nutricionista. Ele será o responsável por elaborar um plano detalhado levando em consideração as necessidades diárias de cada pessoa em termos de nutrientes. Além disso, o nutricionista também considera questões como a faixa etária e a realidade dos seus pacientes.

A seguir, mais detalhes a respeito da reeducação alimentar, bem como as diferenças entre esse processo e as dietas serão comentados. Para saber mais, continue a leitura.

O que é reeducação alimentar

Em linhas gerais, a reeducação alimentar pode ser descrita como uma mudança de hábitos alimentares. Entretanto, trata-se de um processo mais abrangente, visto que os pacientes precisam passar também por uma modificação de mentalidade e de comportamentos relacionados à comida.

Além disso, embora muitas pessoas pensem que a reeducação tem como propósito somente o emagrecimento, essa informação não é verdadeira. Ela pode auxiliar no controle de doenças e também na manutenção da saúde visto que estimula uma alimentação mais saudável e regrada.

Por onde começar

O primeiro passo para começar o processo de reeducação alimentar é procurar por um nutricionista, o profissional responsável por elaborar o plano que será seguido durante este processo. Além disso, o nutricionista também será responsável por explicar mais detalhadamente que mudar a alimentação não significa impor restrições à alimentação.

Então, o processo deve começar pela compreensão de tudo o que está envolvido na reeducação alimentar e também nas questões organizacionais e de rotina para que ela funcione corretamente e traga os benefícios esperados.

Seja paciente

Além disso, é importante consultar um nutricionista porque ele será capaz de explicar que para ter um processo eficaz de reeducação alimentar é preciso ser paciente. Isso se aplica especialmente ao caso das pessoas que desejam emagrecer. Como não se trata de algo que impõe restrições rigorosas, a perda de peso se torna mais lenta.

Então, é preciso ter paciência para se submeter a reeducação alimentar porque não existe uma fórmula mágica. Inclusive, as receitas milagrosas prometidas por dietas tendem a ter um efeito rebote, o que significa que todo o peso perdido é recuperado algum tempo depois.

Como manter a reeducação alimentar

Para conseguir manter a reeducação alimentar é preciso ter em mente que os benefícios trazidos por ela não são meramente estéticos. Logo, você não vai passar por esse processo apenas para melhora a sua autoestima. A reeducação passa por questões de saúde e, assim, o seu organismo como um todo será beneficiado.

Além disso, uma dica interessante é procurar ter sempre por perto os alimentos que fazem parte do cardápio elaborado pelo nutricionista, o que envolve organização e preparo antecipado, mas garante que as indicações serão seguidas e os resultados virão.

Qual a diferença entre reeducação alimentar e dieta?

A principal diferença entre a reeducação alimentar e a dieta está na questão da restrição. Enquanto as dietas tendem a eliminar alimentos calóricos, como os carboidratos e açúcares, para acelerar a perda de peso, a reeducação alimentar vida modificar a relação das pessoas com o ato de comer.

Também vale ressaltar que as dietas muito restritivas nem sempre são benéficas para o organismo. Desse modo, algumas dependem de suplementação com vitaminas para que o corpo não sinta os danos. Porém, no caso da reeducação, como ela é elaborada por um profissional, a saúde está sempre em primeiro plano.

Alimentos amigos, aceleradores, moderados e sabotadores

Mulher segurando pote com salada

Existem alguns alimentos que são capazes de funcionar como aliados durante o processo de reeducação alimentar. Além disso, outros têm o poder de acelerar este processo. E, claro, existem outros que sabotam por completo as conquistas de quem está passando por uma reeducação.

Logo, é importante conhece-los bem antes de começar. Veja a seguir mais detalhes sobre os alimentos amigos, aceleradores, moderadores e sabotadores da reeducação alimentar!

Os alimentos amigos

O processo de emagrecimento é diferente para cada organismo e está condicionado a uma série e fatores, que vão das enzimas presentes no estômago a questões de predisposição genética. Entretanto, existem algumas categorias de alimentos que são comprovadamente amigos da reeducação alimentar.

Nesse sentido, é possível destacar os alimentos ricos em fibras, que gastam mais energia durante a digestão. Além disso, as frutas cítricas têm efeito térmico, o que é positivo, e os legumes podem ajudar especialmente quando são consumidos crus.

Os alimentos aceleradores

Os alimentos que são conhecidos como aceleradores no processo de reeducação familiar atuam diretamente no metabolismo, que transforma os alimentos consumidos em energia. Porém, é importante relembrar que cada organismo responde de uma forma, de modo que o nutricionista é quem deve avaliar a respeito deste consumo.

Assim, ente os principais alimentos aceleradores é possível citar a lentilha, rica em ferro e minerais; a pimenta, que conta com capsaicina; o peito e peru, devido ao seu baixo teor calórico e as castanhas, que são fontes de gorduras boas.

Os alimentos moderados

Existem alguns alimentos que possuem boas quantidades de nutrientes. Entretanto, devem ter o seu consumo controlado por pessoas que estão em processo de reeducação alimentar devido a algumas substâncias nocivas para o emagrecimento.

Entre eles é possível destacar o café, que não deve ultrapassar 400 ml/dia; o chocolate, que deve ser priorizado na sua versão 70% cacau; e os carboidratos de forma geral, que não devem ultrapassar 6g diárias para que uma boa alimentação seja mantida. No caso dos carboidratos, deve-se fazer uma contagem para manter os índices destacados.

Os alimentos sabotadores

Alguns alimentos são apontados pelo senso comum como benéficos para a reeducação alimentar. Entretanto, trata-se de uma falácia e, na verdade, eles podem sabotar o processo caso o objetivo seja o emagrecimento. De encontro a isso é possível destacar o exemplo da granola e das barras de cereais, ambas vistas como alimentos saudáveis.

Porém, em alguns casos, ambas contam com índices bastante altos de açúcar e valor calórico elevado, o que prejudica a perda de peso e pode trazer mais malefícios do que benefícios. O mais indicado é fazer a própria granola em casa.

Os benefícios da reeducação alimentar

Prato com comida saudável e suco natural

A reeducação alimentar não ajuda somente no processo de emagrecimento. Ela é benéfica para várias áreas da vida, diminuindo o risco de doenças, controlando a gordura corporal e melhorando a qualidade do sono.

Como consequência, as pessoas que passam por este processo têm uma melhoria na sua qualidade de vida. Quer saber mais sobre os benefícios que a reeducação alimentar pode trazer para a sua vida? Leia a próxima seção do artigo!

Mais qualidade de vida

A alimentação tem o poder de influenciar a qualidade de vida como um todo. Isso acontece porque a depender dos alimentos consumidos, as pessoas podem se sentir mais ou menos dispostas. Logo, mudar os hábitos pode modificar a disposição para fazer exercícios e também para se envolver com outras atividades, até mesmo voltadas para o lazer.

Além disso, a reeducação alimentar pode ajudar no sentido de fortalecer a autoestima das pessoas que têm problemas de imagem por não se sentirem confortáveis como o próprio corpo.

Controle da gordura corporal

Como os alimentos que trazem gorduras ruins são substituídos por fontes mais saudáveis na reeducação alimentar, o processo também ajuda no sentido de controle da gordura corporal. Então, uma série de questões são beneficiadas, como o colesterol, que afeta a saúde de muitos brasileiros.

Além disso, o risco de doenças cardíacas também passa por uma diminuição, visto que a gordura pode causar o entupimento das veias e levar a infartos e outros problemas dessa natureza. Então, para quem possui algum tipo de predisposição a essas doenças, a reeducação é um bom caminho.

Redução do risco de doenças

Uma série de doenças podem ser prevenidas a partir da reeducação alimentar. Desde condições ligadas ao aumento de peso propriamente dito até problemas mais graves, ligados ao entupimento das veias. Portanto, considerar começar este processo é também uma questão de cuidar da saúde como um todo.

Também vale ressaltar que uma alimentação mais saudável diminui os processos inflamatórios do organismo e, por consequência, melhora uma série de questões, como dores de garganta, por exemplo.

Melhoria da qualidade do sono

Embora muitas pessoas não conheçam essa relação, a qualidade do sono está diretamente ligada à alimentação. Isso acontece porque ela está conectada a algumas doenças, como a obesidade. Assim, quando alguém não consegue dormir de maneira adequada, isso deve ser encarado como um sintoma.

Diante disso, reeducação alimentar pode ajudar a melhorar essa questão porque a falta de sono contribui para aumentar o desejo por doces. Isso está ligado aos níveis de cortisol presentes no sangue, que fazem com que as reservas de glicose sejam gastas.

Apoio profissional e a inclusão de hábitos mais saudáveis na reeducação alimentar

Médico apontando para alimentos saudáveis com uma caneta

Consultar um nutricionista é essencial para começar o processo de reeducação alimentar de forma correta. Muito além de passar uma dieta, ele vai avaliar uma série de questões ligadas à saúde e à manutenção de hábitos alimentares de qualidade.

Logo, a qualidade de vida é diretamente influenciada, potencializando a sensação de bem-estar. Quer saber mais sobre isso? Veja a seguir maiores informações!

Busque apoio profissional para a reeducação alimentar

Buscar o apoio de um nutricionista é essencial para dar início ao processo de reeducação alimentar. Um profissional dessa área, além de ajudar a elaborar um plano correto, adequado a cada organismo, também considera questões como a disponibilidade de tempo do paciente, as suas possíveis intolerâncias alimentares e fatores como a idade e os objetivos.

Então, muito mais do que elaborar uma dieta cujo foco é o emagrecimento, o nutricionista vai avaliar o bem-estar como um todo para determinar qual é o melhor caminho para cada pessoa no processo de reeducação alimentar.

Mantenha os alimentos da casa organizados

A organização é a maior aliada das pessoas que desejam fazer uma reeducação alimentar, mas não dispõe de muito tempo. Quando os alimentos são armazenados de uma forma funcional e organizada nas dispensas, fica mais fácil visualizar o que se tem disponível e pensar a alimentação com mais cuidado.

Afinal, em momentos de pressa o primeiro impulso é consumir o que está visível para saciar a fome e poder seguir adiante com o dia-a-dia. Então, ter uma dispensa organizada e que favoreça os seus hábitos alimentares é algo essencial.

Prepare lanches com antecedência

A falta de tempo é o principal motivo que faz muitas pessoas desistirem do processo de reeducação alimentar. Assim, elas acabam optando pela praticidade ao invés da saúde. Uma forma de contornar essa situação é preparar lanches com antecedência.

Algumas pessoas têm o hábito de usar os finais de semana para organizar todo o seu cardápio dos dias úteis. Desse modo, elas têm a garantia de que vão continuar comendo de forma saudável e nas porções adequadas mesmo se tiverem algum tipo de imprevisto durante o dia.

Exercite-se

Os exercícios físicos são grandes aliados no processo de reeducação alimentar. Eles ajudam a potencializar os resultados em termos de emagrecimento e ainda fazem com que as pessoas se sintam mais dispostas porque liberam hormônios que provocam a sensação de bem-estar.

Além disso, o sedentarismo é uma causa bastante comum de uma série de doenças cardíacas. Logo, para combater essas questões de forma mais assertiva, é interessante aliar à boa alimentação a prática de exercícios físicos.

Dicas para emagrecer com reeducação alimentar

Carrinho de compras em supermercado cheio de alimentos saudáveis

Embora a reeducação alimentar dependa de uma série de fatores ligados à individualidade de cada pessoa, existem algumas dicas que podem ajudar qualquer um a emagrecer enquanto passa por este processo de mudança de relacionamento com a comida.

Alguns são bastante conhecidos, como alimentar-se de 3 em 3 horas e outros, como preferir comidas caseiras, ainda não são tão divulgados. Quer saber quais são as dicas para emagrecer com a reeducação alimentar? Veja mais sobre isso a seguir!

Alimente-se de 3 em 3 horas

Ter uma alimentação regrada, em horários regulares, ajuda a acelerar o metabolismo. Além disso, esse tipo de comportamento mantém a fome regulada ao longo do dia e, portanto, evita alguns excessos e o desejo por comidas que estejam fora do plano alimentar.

Também vale citar que manter estes intervalos de 3 horas pode ajudar bastante as pessoas que lidam com compulsões alimentares, visto que quando passam muito tempo sem se alimentar elas correm riscos maiores de comer além do necessário e de fazer escolhas negativas para a reeducação alimentar.

Beba 2 litros de água por dia

A ingestão de água é benéfica para a reeducação. Trata-se de um liquido não calórico e que mantém o estômago cheio. Assim, tem-se a sensação de saciedade. Porém, é preciso seguir as quantidades recomendadas de água.

Para as pessoas que sentem dificuldade em fazer isso, vale a pena colocar um pedaço de gengibre a água. Outro recurso que pode ser adotado é espremer meio limão dentro de uma garrafa e beber pouco ao pouco ao longo do dia. Também se mostra válido ingerir chás sem açúcar além da água.

Reeduque o seu paladar

O paladar precisa passar por uma reeducação. Isso acontece porque alimentos com alto valor calórico e com a presença de açúcares e gorduras tendem a ser percebidos como mais saborosos. Entretanto, trata-se de uma questão de costume.

Desse modo, é preciso também rever os gostos pessoais no processo de reeducação. Isso não significa que você vai deixar de consumir e de gostar de tudo o que gostava antes. Trata-se de perceber que existem outras opções mais saudáveis e tão saborosas quanto.

Prefira comidas caseiras

Embora os alimentos prontos, vendidos em supermercados e lojas de produtos naturais, possam ser uma verdadeira ajuda no dia-a-dia quem está passando por um processo de reeducação alimentar precisa dar prioridade para as comidas caseiras. Isso acontece porque elas são mais saudáveis pelo fato de serem mais naturais.

Os alimentos industrializados passam por muitos processos para a sua conservação mais prolongada e contam com substâncias que podem travar o emagrecimento, com o sódio, que provoca a retenção de líquidos.

Reduza o açúcar

A redução do açúcar pode ser uma das etapas mais complexas da reeducação alimentar. Entretanto, é extremamente necessária e existem algumas dicas que podem facilitar este processo. Uma delas é comer porções de frutas frescas. O mais recomendado é que sejam ingeridas o total de três por dia.

Em geral, recomenda-se a banana, a laranja, o morango e a maçã quando a questão é reduzir o consumo de açúcar. Além de serem naturalmente mais doces, elas ainda são ricas em fibras, o que provoca a sensação de saciedade e favorece o emagrecimento.

Coma de forma consciente

O processo de reeducação alimentar depende de um ajuste de mentalidade para funcionar. Quem opta por essa forma de emagrecimento precisa passar a comer de forma mais consciente para perceber resultados concretos. Desse modo, é importante se informar sobre informações nutricionais e sobre os melhores horários do dia para ingerir cada alimento.

Além disso, uma dificuldade que muitas pessoas enfrentam são as situações sociais, que normalmente não contam com opções saudáveis. Porém, não é preciso abrir mão deste tipo de convívio em nome da reeducação, mas ter uma relação mais saudável com a comida e consumir alimentos não saudáveis em porções menores.

O que não fazer ao tentar emagrecer com a reeducação alimentar

Homem fazendo sinal de sim com a mão enquanto olha para geladeira cheia de alimentos naturais

Existem alguns mitos relacionados à reeducação alimentar que podem prejudicar o processo de forma significativa. Portanto, é importante ter este tipo de conhecimento para não acabar caindo em falácias, visto que estas são reproduzidas em profusão em espaços como as redes sociais. Quer saber mais sobre o que não fazer para emagrecer com a reeducação alimentar? Veja a seguir!

Longos períodos de jejum

Os longos períodos de jejum não funcionam com a reeducação alimentar, visto que ela depende de acostumar o organismo com porções menores e de alimentos saudáveis em períodos mais curtos. Portanto, algumas práticas disseminadas, como o jejum intermitente, devem ser evitadas por quem está passando por este processo.

Embora esse tipo de dieta funcione em alguns contextos, este não é o caso na reeducação alimentar porque as propostas são antagônicas. Então, não tente aliar as duas técnicas para emagrecer mais rapidamente.

Restrições alimentares

A imposição de restrições alimentares também é um erro bastante comum. Procure pensar que se elas não são feitas pelos nutricionistas responsáveis pela elaboração do seu plano de reeducação, não precisam ser feitas por conta própria. É preciso confiar em quem tem conhecimento a respeito da área e sabe o que será melhor recebido pelo seu organismo.

Além disso, as restrições podem desencadear situações de ansiedade. Por não poder consumir algum alimento o indivíduo se fixa na ideia de que precisa dele e, então, enquanto não consome o que deseja não consegue se acalmar.

Poucas horas de sono

Durante o sono, o corpo faz uma série de processos importantes para a manutenção da saúde e para a regulação do metabolismo e do peso. Diante disso, dormir poucas horas é algo que prejudica o emagrecimento. O ideal de horas de sono para um ser humano adulto é 8h.

Embora existam pessoas que se sentem bem com menos horas, essa análise deve ser feita junto com um profissional. Lembre-se que dormir pouco pode afetar outras áreas da sua saúde e não somente o seu emagrecimento.

Comer enquanto realiza outras atividades

O ato de comer precisa ser ressignificado por quem passa por uma reeducação alimentar e é preciso criar uma relação com a comida que seja tão saudável quanto os alimentos consumidos. Desse modo, comer enquanto realiza outras atividades não é recomendado visto que é possível perder o controle das porções ideais.

Logo, o mais indicado é tirar um período do dia para criar uma rotina ligada a alimentação e procurar fazer isso sem maiores distrações.

Mastigar pouco o alimento

Embora a mastigação possa não parecer uma coisa importante para o emagrecimento, isso está errado. É indicado mastigar bem os alimentos porque isso facilita o aumento do tempo entre as refeições e faz com que o cérebro compreenda que o estômago está cheio. Com isso, se torna mais fácil parar de comer quando necessário.

Essa prática simples ajuda a contribuir para o controle da fome e, portanto, ajuda no processo de emagrecimento. Logo, uma dica para conseguir mastigar bastante é pausar os talheres no prato entre uma garfa e a outra.

É possível emagrecer definitivamente através de hábitos mais saudáveis e reeducação alimentar?

Mulher feliz comendo refeição saudável

É preciso ter em mente que nenhuma forma e emagrecimento pode ser considerada definitiva, visto que isso depende da disposição individual para a manutenção dos hábitos adquiridos durante o período de reeducação alimentar. Assim, mesmo que você termine o processo de perda de peso, os hábitos precisam ser cultivados ao longo da vida.

Caso contrário, eventualmente o cérebro vai desaprender tudo o que foi ensinado durante esse período e o peso pode acabar voltando. Inclusive, algumas pessoas sofrem com o chamado efeito rebote, que representa um ganho ainda maior do que o peso que tinham em um primeiro momento.

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


autocuidado alimentação

Artigos relacionados


Plantas medicinais: indicações, nomes, propriedades, benefícios e mais!

Plantas medicinais: indicações, nomes, propriedades, benefícios e mais!

As plantas apresentam inúmeras propriedades benéficas à saúde e são utilizadas com fins medicinais há séculos. Confira aqui como elas podem te ajudar!


Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Você sabia que as fases da lua interferem e trazem diferentes significados para o ciclo menstrual? Leia o artigo e entenda mais sobre seu equilíbrio interior!


Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda é a fase mais grave do transtorno psicológico, mas tem tratamento e o paciente precisa de apoio. Saiba mais aqui!


Como aumentar a imunidade do corpo? Dicas, vitaminas, alimentos e mais!

Como aumentar a imunidade do corpo? Dicas, vitaminas, alimentos e mais!

Quer saber como aumentar sua imunidade e ter acesso a outras informações relevante? Leia este artigo e veja como melhorar sua saúde com a alimentação!


Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Você sabe o que são afirmações positivas e lei da atração? Então leia esse artigo e descubra o que é afirmação positiva, exemplos, como criar e mais!


Últimos posts


Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lentes de contato denotam má sorte? Descubra tudo sobre esse sonho e seus significados nesse atigo!


Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Os Salmos da Bíblia cristã são um convite a expressar a fé e pedidos genuínos, aliados a um profundo senso de gratidão a Deus. Conheça mais sobre esses textos!


Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Conhecido por ser um grande guerreiro, o Caboclo Sete Flechas quebra qualquer demanda e ensina de forma branda e serena. Confira!


Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Você conhece o Anjo Miguel? Conheça a história, significado, oração e muito mais sobre esse poderoso Arcanjo e como pode trazer auxílio em sua vida.


Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Santa Maria Madalena é a padroeira de todos os pecadores arrependidos, das mulheres e das mães solteiras. Confira aqui como pedir a sua intercessão!