O que é Cruz Celta para o Tarot? O método de leitura, número 10 e mais!

O que é Cruz Celta para o Tarot? O método de leitura, número 10 e mais!

A Cruz Celta é um dos métodos mais antigos de tiragem usados no Tarot. Descubra neste artigo como colocá-lo em prática!


Significado geral da Cruz Celta para o Tarot

Cartas de Tarot espalhadas.

O método do de tiragem denominado Cruz Celta tem sua origem desconhecida, entretanto, o seu estudo foi amplamente difundido a partir de 1910, por Arthur Edward, no livro “The pictorial key to the Tarot”. Essa forma de leitura de Tarot usa como referência o símbolo da chamada Cruz Celta, que tem sua origem mística de uso pelos povos da Inglaterra, Escócia e Irlanda.

Embora a ideia de um Cruz possa remeter a priori ao cristianismo, o uso da Cruz Celta não está relacionado a essa religião, possuindo representações de até 5000 a.c. Segundo Arthur Edward, a utilização da cruz como referência para as tiragens de Tarot se deu pelos próprios celtas. Ainda segundo o autor, esse seria o método de tiragem mais usado por esse grupo cultural.

Cruz Celta, método de leitura e conjunto simbólico

Cartas de Tarot espalhadas.

A Cruz Celta não é apenas um método de tiragem divinatória, mas também uma representação simbólica de grande importância para os povos celtas. Para entender melhor como essa combinação se deu, leia abaixo:

O significado da Cruz Celta

A Cruz Celta, também conhecida como Cruz Céltica, carrega uma vasta simbologia. Essa cruz é um dos exemplos de representações esotéricas solares, isto é, tem elementos que remetem à rotação solar. Originalmente seu símbolo era uma cruz com suas quatro pontas de comprimentos iguais, onde cada uma delas indicava um elemento da natureza: fogo, terra, ar e água.

Um detalhe que destaca a Cruz Celta das demais é o círculo presente em sua composição. O círculo que passa pelas quatro pontas da Cruz é uma representação do Sol na cultura celta.

Dessa maneira, a Cruz Celta se tornou um símbolo que carrega consigo o simbolismo relacionado à prosperidade e à fertilidade, aspectos que estavam diretamente ligados à energia solar, para os povos majoritariamente agrários.

Arthur Edward e a apresentação da leitura Celta

No início do século XX (1910), o autor do livro “A chave ilustrada do Tarot”, Arthur Edward Waite, tornou conhecido o método de tiragem de Tarot que já vinha sendo utilizado pelos povos celtas há séculos. Apesar de ter a sua data de origem desconhecida, a Cruz Celta é apresentada pelo autor do livro como sendo o método de tiragem mais antigo de todos.

Waite também é conhecido por ser um dos criadores do famoso baralho Rider Waite. O formato mais difundido do Tarot até os dias atuais, que se diferencia dos anteriores por ser um dos primeiros baralhos com todas as 78 cartas ilustradas.

O autor ganhou destaque na sociedade do início do século XX por seus estudos em diversos campos esotéricos, dentre eles a alquimia, as artes divinatórias e a magia cerimonial.

O método da Cruz Celta e o Tarot

A técnica de tiragem da Cruz Celta é uma das mais recomendadas para os tarotistas que desejam apresentar, por meio das cartas, um cenário mais minucioso sobre as questões que são abordadas na tiragem. Isso se dá pela grande quantidade de cartas usadas nessa tiragem, que possuem representações de diferentes aspectos de uma mesma questão.

O uso da Cruz Celta como método de tiragem de Tarot mostra tanto para o oraculista quanto para o consulente, ângulos diferentes da questão. Podendo ser representados como pontos de vista que parte da análise intuitiva, e segue para a racional (quando a leitura apresenta primeiro o numeral 0 formado pelas cartas) ou o inverso, com o número formado pelas cartas se mostre como um 10 regular.

O conjunto simbólico da Cruz Celta

A disposição das cartas no método de tiragem da Cruz Celta forma a figura do número 10, que varia a sua ordem de acordo com a perspectiva que se analisa, sendo do consulente a posição normal ou no caso do oraculista, o numeral aparece invertido, com o 0 antecedendo o número 1 formado pelas cartas dispostas na tiragem.

O simbolismo da Cruz Celta se traduz para o método de tiragem de Tarot que recebe o mesmo nome por meio da conexão com a representação solar. O número de cartas escolhido para esse método, 10, é astrologicamente associado ao Sol.

No entanto, as conexões não se restringem a isso, pois a trajetória percorrida pelo Sol, representada pelo círculo da Cruz, se traduz na interpretação feita nesse método de tiragem, que analisa os possíveis caminhos a serem percorridos.

O número 10

O número 10 possui uma vasta quantidade de significados e alguns deles se conectam diretamente com a simbologia presente na Cruz Celta. No método de tiragem da Cruz Celta é feito o uso de 10 cartas de Tarot, considerando que sejam embaralhados os arcanos maiores e os menores.

A escolha por essa quantidade de cartas não se resume ao aumento de possibilidades de interpretação. A presença do número 10 se relaciona também com a representação da figura da Deusa e do Deus, comumente citados dentro do paganismo, sendo o número 1 ligado ao Deus e o número 0 à Deusa.

O desenho da Cruz Celta

O desenho da Cruz Celta, por si só, já conta uma longa história sobre a interferência do cristianismo em crenças de povos pagãos, além de representar aspectos relevantes para a vida nas sociedades celtas.

A existência da Cruz Celta tem origem anterior a 5.000 a.c., sendo assim anterior ao cristianismo. Sua simbologia, antes da interferência religiosa, era apresentada como uma cruz em que todas as pontas possuíam igual comprimento e eram contornadas por um círculo, que se localizava ao longo das pontas, conectando-as.

Nesse período, a Cruz Celta carregava o mesmo simbolismo que é atribuído a ela nos dias atuais: os 4 elementos da natureza sendo representados pelas pontas da Cruz (água, ar, terra e fogo) e a jornada percorrida pelo Sol, simbolizada pelo círculo. Com a interferência do cristianismo nas práticas pagãs, a Cruz Celta passou a ter uma das pontas mais longas, como uma forma de se conectar ao simbolismo cristão.

As cartas e suas posições

Cartas de Tarot alinhadas.

Durante uma tiragem de tarô, as cartas e suas posições possuem grande importância, pois a interpretação se dá a partir dos significados presentes em cada uma das cartas e da ordem em que elas se apresentam. Entenda como isso funciona na Cruz Celta aqui:

Posição 1, a Significadora

A primeira carta a ser tirada é chamada, no método da Cruz Celta, de A Significadora. Essa carta recebe o nome que é, de certa forma, autoexplicativo, pois a mesma é responsável por dar significado da situação que é apresentada, mostrando o momento em que o consulente se encontra, assim como a temática que possui maior importância no momento vivido.

Exatamente por ser a carta que introduz a situação e o momento vivido, A Significadora é a primeira a ser virada e interpretada, pois funciona como um ponto de partida para toda a análise do desenrolar da situação em questão.

Posição 2, a Carta Cruzada

A segunda carta recebe o nome de Carta Cruzada por seu posicionamento, deitada em cima da primeira. Esse arcano possui o papel de representar, dentro do método de tiragem da Cruz Celta, a questão que está “cruzando” o momento vivido pela pessoa em questão. Sua leitura está diretamente ligada à interpretação da carta 1, A Significadora.

Podendo possuir significado negativo ou não, a segunda carta mostra quais são os empecilhos presentes no momento atual, as questões que impedem a fluidez da vida neste momento. Por representar o bloqueio ligado à carta Significadora, a Carta Cruzada possui um papel crucial para o entendimento da situação e a busca pela dissolução do problema.

Posição 3, a Carta da Cabeça

No método de tiragem da Cruz Celta a presença de 10 cartas possibilita uma interpretação das diferentes camadas e áreas relacionadas na situação que está sendo analisada. Tendo isso em vista, a leitura da terceira carta, a Carta da Cabeça tem o papel de apresentar a visão mais superficial da situação, ou o tema que paira sobre o momento, é a primeira impressão.

A análise da Carta da Cabeça pode agregar para a interpretação menos aprofundada da situação, estando relacionada ao consciente do consulente. Uma vez que se tem uma noção sobre quais são os aspectos e detalhes enxergados pela pessoa como razões principais do problema, pode se partir para um aprofundamento, deixando a superfície.

Posição 4, a Base da Questão

Partindo em direção à investigação da origem concreta para a questão trazida na tiragem do método da Cruz Celta, encontra-se a quarta carta, chamada de Base da Questão. Esse arcano possui a função de traduzir de forma representativa a origem da questão que está oculta, ou seja, reside no inconsciente do indivíduo.

A Base da questão pode até se apresentar como uma ideia oposta à mostrada pela carta anterior, a Carta da Cabeça. Isso acontece porque muitas vezes são criadas ilusões superficiais como motivos dos problemas exatamente para fugir do necessário contato com o universo interno e as questões que podem habitar nele.

Posição 5 e as Influências do Passado

O quinto arcano a ser analisado no método de tiragem da Cruz Celta é chamado de Influências do Passado, ou Passado Recente. Essa carta apresenta as questões e situações vividas pelo indivíduo em um período que já terminou, mas em até 6 meses. Sua análise mostra comportamentos, emoções ou traumas vividos.

Essas experiências que se transcorreram no período de até 6 meses apresentadas pela quinta carta exigem uma certa dose de superação e desprendimento. Pois, ao apresentar como a situação se encontrava em um passado recente, também surgem as questões que precisam ser deixadas de lado ou superadas, para abrir caminho para o novo.

Posição 6 e o Futuro

O arcano que reside na posição 6 é chamado de Futuro, ou Futuro Próximo, no método da Cruz Celta. A sua interpretação apresenta questões que podem ser vivenciadas ou tendências a serem esperadas em um período de até 6 meses, a partir do momento da tiragem de Tarot em que a pergunta foi elaborada ao oraculista.

A mesma carta também aborda aspectos relacionados às relações sociais e familiares, além de planos e anseios para o futuro próximo que podem estar presentes na vida do consulente durante o período. Podem funcionar como uma predição ou uma análise pessoal sobre os próprios anseios com relação ao futuro, se relacionando com a questão da tiragem.

Posição 7, a Posição Atual

Seguindo a ordem de tiragem tradicional do método da Cruz Celta, é apresentada a sétima carta, que representa a Posição Atual e pode ser chamada também de Cliente ou Consulente. A interpretação da mensagem transmitida nesse arcano está diretamente relacionada à Carta 1, a Significadora, pois sua leitura mostra aspectos a serem desenvolvidos no indivíduo.

A sétima carta apresenta tanto o estado mental quanto emocional do cliente ou consulente no momento atual e se relaciona com a questão central trazida para a tiragem, mostrando a perspectiva individual. Sua interpretação deve focar em enxergar os aspectos que representam fraquezas comportamentais, emocionais ou psíquicas que devem ser melhoradas.

Posição 8 e Fatores Ambientais

O arcano que se encontra na oitava posição pode ser interpretado de duas formas, como Fatores Ambientais ou como Síntese. Na primeira alternativa, serão examinados os aspectos relativos aos relacionamentos com familiares ou amigos, mostrando inclusive quais empecilhos existem impedindo que ocorra a fluidez das relações.

Analisando a oitava carta como Síntese é possível elaborar uma predição sobre o desenvolvimento da situação nos próximos meses, podendo ser uma forma de mostrar quais detalhes precisam de maior atenção para que o indivíduo consiga alcançar seu objetivo final dentro dessa situação específica usando o método da Cruz Celta.

Posição 9, Esperanças e Temores

A nona carta apresentada no método de tiragem da Cruz Celta mostra os tópicos que merecem maior atenção, servindo como um guia de atitudes cautelosas a serem tomadas. O arcano que se encontra nessa posição pode ser chamado de Esperanças e Temores ou de Obstáculos, explicando de forma clara sob qual viés sua mensagem deve ser interpretada.

Todas as mensagens presentes nos arcanos que estiverem dentro dessa posição merecem ter seu significado esmiuçado, pois podem esconder situações perigosas a serem enfrentadas ou comportamentos que necessitam de mudança urgente para que o indivíduo consiga alcançar seus objetivos propostos.

No caso de uma carta majoritariamente positiva, a mensagem pode ser menos cautelosa, pedindo esperança ou foco.

Posição 10 e o Resultado Final

A última carta a ser interpretada no método de tiragem de Tarot da Cruz Celta é chamada de Resultado Final ou Futuro Longo. O seu nome traduz a forma que deve ter seu significado analisado pelo oraculista, sendo responsável por entender a mensagem que o arcano localizado nessa posição mostra para um futuro em cerca de 6 meses.

O Resultado Final também pode ser entendido como um possível desfecho para a situação trazida na tiragem. No entanto, é importante ressaltar que a sua predição não representa um futuro imutável, apenas uma tendência para a conclusão dos acontecimentos que foram mostrados pelos demais arcanos, considerando também as mudanças pedidas por eles.

Orientações para leitura e a dinâmica entre as cartas

Cartas de Tarot espalhadas.

No caso da leitura de Tarot usando o método da Cruz Celta, podem existir outras ordens, além da tradicional linear, para a leitura e interpretação da narrativa apresentada pelo significado presente em cada carta. Entenda melhor essas possibilidades aqui:

A forma de círculo-cruz à esquerda

Para uma interpretação adequada da tiragem da Cruz Celta, é necessário dividir o grupo de cartas presentes na tiragem e, a partir disso, interpretar os diferentes setores. O círculo-cruz à esquerda é composto pelas cartas que fazem parte do grupo de 1 a 6, sendo elas relacionadas às questões da psique do consulente no momento da tiragem e aos aspectos da vida atual.

As cartas que compõem o círculo-cruz à esquerda expressam as questões internas do consciente e inconsciente do indivíduo em questão. Além disso, também expressam uma passagem de tempo, que é demonstrada pela linha horizontal. A forma composta na parte esquerda da tiragem é composta por uma Cruz Menor e a Cruz Maior.

Cruz maior e Cruz menor

Dentro da área que expressa as questões ligadas ao indivíduo na tiragem da Cruz Celta, existem a Cruz Menor e a Cruz Maior. No caso da Cruz Menor, são representadas somente as reflexões e predições relacionadas ao indivíduo, por meio das cartas 1 (Significadora) e 2 (Carta Cruzada).

Já a Cruz Maior, expressa as interpretações de temas relacionados tanto ao processo que se dá por meio da passagem de tempo, quanto à jornada que é feita partindo do inconsciente em direção ao consciente do indivíduo a quem a tiragem se refere.

Na composição da Cruz Maior são usados os arcanos presentes nas posições de 3 a 6, sendo eles Carta da Cabeça, Base da Questão, Passado Recente e Futuro Próximo. As cartas 3 e 4 se referem ao consciente e inconsciente, respectivamente. Já as demais são expressões das predições temporais.

O Cajado à direita

No método de tiragem da Cruz Celta, o Cajado à direita representa as mensagens e reflexões propostas pelo Tarot com relação ao ambiente em que o consulente vive. Podendo estar indicando questões sobre relacionamentos profissionais, familiares ou da área afetiva. Sua análise consiste na interpretação das 3 últimas cartas.

O Cajado é composto por cartas que têm a função de expressar os desafios e as qualidades presentes nas relações e como elas podem ter interferência no tema central da tiragem. São usadas as cartas de 7 a 10 para fazer a elaboração da narrativa relacionada a essa temática, sendo elas: Posição Atual, Fatores Ambientais e Obstáculos.

As combinações na construção de uma história

Cartas de Tarot espalhadas.

Uma leitura de Tarot exige não só o conhecimento aprofundado dos significados das cartas de um deck, mas também a capacidade interpretativa da narrativa formada a partir dos elementos trazidos pelos arcanos individuais. Leia abaixo para entender como as diferentes posições e combinações podem apresentar narrativas no Tarot:

Comparando as cartas 5 e 6

A quinta carta da tiragem (Passado Recente- aborda as questões que já aconteceram na vida da pessoa, mas que ainda exercem influência em seus anseios e angústias no momento atual), e sexta carta (Futuro Próximo - relacionada aos presságios em um futuro próximo de até 6 meses) devem ser analisadas em conjunto quando se busca obter uma investigação sobre a compatibilidade entre elas.

Para isso, é importante entender se não existe um conflito entre os anseios e temores que estão expressos na quinta carta (Passado Recente) e a predição de um futuro, mostrada pela carta Futuro Próximo. Caso estejam em conflito, é necessário fazer uma análise e busca por reavaliação de expectativas.

Comparando as cartas 5 e 10 utilizando a 7 para orientações

Outra alternativa de análise mais aprofundada é usando as cartas 5 e 10 (Passado Recente e Resultado Final) com o uso da sétima carta da tiragem (Posição Atual) para orientações. Essa observação pode mostrar um alinhamento entre as expectativas e as predições de futuro ou a necessidade dele.

Como a quinta carta possui conexão com questões que já aconteceram e interferem no presente, a reflexão mais esmiuçada pode mostrar os possíveis ciclos que precisam ser interrompidos ou comportamentos que necessitam de mudança para que seja alcançado o objetivo final. Em caso de dúvidas, a sétima carta, que mostra o estado mental atual do consulente pode ser usada também como uma fonte de orientação.

Comparando as cartas 4 e 9

Quando se deseja entender melhor quais questões do inconsciente do consulente interferem nos seus temores e esperanças é interessante analisar o conjunto composto pela quarta e a nona carta, respectivamente Base da Questão e Esperanças e Temores.

Caso tenham aparecido cartas invertidas nessas posições, é um indicativo de que o indivíduo não tenha consciência das questões interiores que estão interferindo a sua própria realidade e criando as limitações apresentadas ao longo da tiragem e expressas na posição 9.

Com isso, é possível que seja feita uma autoanálise das próprias fraquezas e angústias, ou até mesmo expectativas, que estão presentes na mente do indivíduo, mas que possivelmente o mesmo não consegue reconhecer até o momento.

Comparando as cartas 7 e 10, considerando a carta 6

Caso a mensagem presente na última carta, o Resultado Final, não esteja causando expectativas positivas, ou seja responsável por desencadear mais angústias, é possível que se observe a sétima carta, representante do Aconselhamento, para traçar uma estratégia mais tranquilizadora, diante das predições.

Quando nem mesmo isso não é o suficiente para confortar, é recomendado observar o arcano presente na sexta posição, que mostra o Futuro Próximo. Dessa forma, será possível se preparar melhor para as situações que estão previstas para acontecer logo e elaborar, a partir daí, um planejamento ou uma reestruturação para o desfecho final apresentado na tiragem da Cruz Celta.

Qual a importância de formular questões corretamente no método da Cruz Celta?

Cartas de Tarot espalhadas.

Para o uso e a interpretação adequados do Tarot é importante possuir o conhecimento sobre os significados e interpretações das cartas, os diferentes métodos de tiragem e os fins a que se destinam. Mas também é essencial a habilidade de formular as questões de forma adequada, para que possa ser traçado um caminho de interpretação de forma esclarecedora.

No método de tiragem da Cruz Celta não é diferente. Por ser uma técnica em que são usadas muitas cartas, pode se tornar fácil se perder ou se confundir, para isso é importante ter as questões formuladas com clareza de detalhes, visando uma interpretação focada em autoconhecimento.

Esse método não se aplica para perguntas que tenham como respostas “sim” ou “não”. Para isso devem ser usadas outras técnicas de tiragem.

Autor deste artigo

Jornalista cultural apaixonada pela arte de sonhar e pela descoberta dos mistérios da alma.

Palavras-chave relacionadas


tarot

Artigos relacionados


O que significa sonhar com cartas de Tarot? Alguém lendo, cigano e mais!

O que significa sonhar com cartas de Tarot? Alguém lendo, cigano e mais!

Sonhar com Tarot significa estar com sorte? Descubra tudo sobre esse sonho nesse artigo!


Tarot: o que é, tipos de tiragens, significados das cartas e mais!

Tarot: o que é, tipos de tiragens, significados das cartas e mais!

Tarot, o oráculo ancestral que expõe segredos da alma em cartas na mesa. Leia neste artigo como desvendar as 78 cartas.


O que é o Método Peladan? No tarot, a tiragem, interpretação e mais!

O que é o Método Peladan? No tarot, a tiragem, interpretação e mais!

Desenvolvido pelo ocultista francês Joséphin Péladan, o método Péladan é excelente para descobrir os detalhes sobre uma situação específica. Saiba mais aqui!


Significado da carta Roda da Fortuna no Tarot: no amor, trabalho e mais!

Significado da carta Roda da Fortuna no Tarot: no amor, trabalho e mais!

A Roda da Fortuna é uma carta sobre carma, destino, ciclos de vida, flexibilidade e resiliência. Entenda seus significados em detalhes no artigo!


Tipos de Tarot: Marselha, Quântico, dos Anjos, Egípcio e mais!

Tipos de Tarot: Marselha, Quântico, dos Anjos, Egípcio e mais!

Decidir qual tipo de Tarot é o mais indicado para você é uma tarefa que pode ser difícil. Do Tarot de Waite ao Mitológico, este guia te ajudará nesta tarefa.


Últimos posts


Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lentes de contato denotam má sorte? Descubra tudo sobre esse sonho e seus significados nesse atigo!


Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Os Salmos da Bíblia cristã são um convite a expressar a fé e pedidos genuínos, aliados a um profundo senso de gratidão a Deus. Conheça mais sobre esses textos!


Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Conhecido por ser um grande guerreiro, o Caboclo Sete Flechas quebra qualquer demanda e ensina de forma branda e serena. Confira!


Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Você conhece o Anjo Miguel? Conheça a história, significado, oração e muito mais sobre esse poderoso Arcanjo e como pode trazer auxílio em sua vida.


Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Santa Maria Madalena é a padroeira de todos os pecadores arrependidos, das mulheres e das mães solteiras. Confira aqui como pedir a sua intercessão!