Salmo 1: origem, estudo, versículos, mensagens, quando rezar e mais!

Salmo 1: origem, estudo, versículos, mensagens, quando rezar e mais!

Conheça o Salmo 1 da Bíblia, o salmo que fala de bênçãos e do julgamento final, além do comportamento dos justos, que são em tudo diferentes dos ímpios!


Considerações gerais sobre o estudo do Salmo 1

Bíblia aberta.

Os salmos são orações que podem ser cantadas para atender várias finalidades dos rituais católicos, bem como de outras doutrinas, como louvar, agradecer e pedir. Além disso, muitos dos salmos mostram de modo bem claro o caminho que o fiel deve percorrer para encontrar Deus.

O Salmo 1 é um desses, e fala das escolhas que os buscadores de Deus precisam fazer. O mundo é um grande depósito de tentações que a alma precisa vencer para ascender ao plano espiritual, e entre essas tentações estão as amizades erradas.

Esse perigo no envolvimento pode desviar o crente e, por isso, o salmista alerta sobre a quem você deve dar atenção. Entretanto, vale lembrar que os efeitos de que tratam o salmo se referem para o acesso à vida eterna.

Afinal, na terra não há como o justo viver separado do ímpio. Assim, justos e ímpios vão caminhando no mesmo ambiente, trocando experiências e influências.

Os ensinamentos do Salmo 1

Bíblia aberta.

O Salmo 1 trata dos perigos das companhias que você escolhe, dá atenção e escuta conselhos. Embora a Bíblia afirme não haver justos sobre a terra, há um princípio de seleção entre os justos e ímpios, além de outros detalhes do Salmo 1, que você conhecerá durante a leitura desse artigo.

Origem e história do 1º Salmo

Os salmos foram escritos em um período aproximado de mil anos e eram cantados nos ritos judaicos. Esse grande espaço de tempo dificulta a identificação exata do autor, da época histórica, e da motivação pessoal do salmista ao compor a obra.

Em alguns títulos aparecem pistas sobre o autor ou a época, mas muito imprecisas, sendo poucos com uma afirmação positiva sobre a autoria. Por ser o primeiro salmo do livro, não significa necessariamente ter sido o primeiro a ser escrito.

Aliás, pode até ter sido escrito com o fim específico de fazer a excelente abertura do livro dos salmos. Nesse sentido, em assuntos espirituais, datas e autorias têm pouco valor diante da grandeza e da beleza do conteúdo da mensagem.

Significado e explicação do Salmo 1

O Salmo 1 é a introdução do livro dos salmos que revela boa parte do que será visto no livro todo. Com efeito, a perdição dos ímpios e a glória dos que perseveram na fé é o tema da maioria dos salmos. O contraste dos destinos fica bem explícito, deixando clara a posição de cada um no reino de Deus.

O Salmo 1 induz à reflexão antes de fazer a escolha que está lhe colocando em risco. As consequências das ações aparecem para qualquer decisão que seja tomada. O caminho do virtuoso fica lado a lado com o do ímpio, e legiões de anjos oram para que a porta estreita seja a escolhida.

Relação entre o Salmo 1 e a justiça

A justiça é uma virtude divina que está presente em toda a lei moral, e que deriva do próprio amor de Deus. O amor impede que haja uma distribuição desigual das recompensas divinas, daí a lei: a cada um segundo as suas obras.

Esse princípio moral quando corretamente aplicado anula qualquer tipo de privilégio, garantindo que a justiça aconteça de forma natural e imparcial. O Salmo 1 mostra o caminho e o que a justiça pode fazer em cada uma das escolhas possíveis.

A alma conhece antecipadamente o resultado de sua ação, mas ainda assim escolhe o caminho dos ímpios, preferindo o gozo terreno aos celestes, entrando na lista dos que ficam em débito com a imparcial justiça divina.

Relação entre o Salmo 1 e o desprezo pela religião

O Salmo 1 chama para a reflexão sobre a importância do estudo da espiritualidade, do contato com Deus por meio do louvor e da meditação. O salmista expõe as bem-aventuranças que esperam por aqueles que seguem o caminho da palavra de Deus.

O simples ato de meditar sobre a palavra de Deus abre a mente para muitas outras meditações. A vida fora da lei divina significa o total desprezo por qualquer religião, estabelecendo o apego as futilidades, aos vícios e prazeres precursores do caos.

A leitura do Salmo 1 pode estreitar os laços do homem com Deus, fazendo com que novas atitudes sejam tomadas a fim de mudar o rumo da vida.

Relação entre o Salmo 1 e a fé e perseverança

A fé significa acreditar em Deus, mesmo que com outro nome, uma entidade ou força superior que a tudo governe, mantenha a lei, a ordem e a justiça. A perseverança é a capacidade de fazer as coisas darem certo, não desistindo diante das dificuldades, estimulados pela vontade de alcançar os objetivos.

Logo, a fé e a perseverança são dois conceitos que se completam, uma vez que enquanto um é o objetivo, o outro é o meio de alcançá-lo. O salmista sabe e expressa a necessidade de fé e perseverança para trilhar o caminho do justo, como também conhece as recompensas desse proceder.

Quando rezar o Salmo 1?

As orações são os canais de comunicação com Deus, não importa se falada, cantada, ou em pensamento. Deus em sua eternidade não faz distinção de hora do dia ou da noite, pois isso é uma necessidade humana. Assim, você pode orar a qualquer momento, mas o melhor é o instante em que o seu coração participa da oração.

Você precisa entender que Deus não necessita de palavras para saber do que você precisa. Além disso, a intenção sincera tem peso alto no julgamento divino que pouca atenção dispensa para preces fingidas. Logo, uma boa hora para usar o Salmo 1 é quando se sentir fraco diante de tentações e desejos temporais.

Análise e interpretação dos versículos do Salmo 1

Bíblia aberta.

O Salmo 1, embora seja um salmo curto em seus seis versículos, é muito profundo ao sintetizar as relações dos ímpios com os justos e dos dois com Deus. Nos próximos blocos você verá algumas análises dos versos, que poderão servir de guia para que você faça a sua própria interpretação.

Versículo 1

“Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.”

As palavras acima formam o manual do que o crente não deve fazer se quiser permanecer na graça de Deus. O salmista juntou em apenas três categorias todos os personagens do mal e do erro, que podem desviar o crente de sua trajetória e abalar a sua fé.

Para uma introdução significa muito, pois já vem com um aviso claro aos que buscam as bem-aventuranças, que é um estado mental, espiritual e emocional que está acima da felicidade comum. Ao evitar o caminho desses três grupos, é praticamente certo que o caminho seguido será o dos justos.

Versículo 2

“Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite”.

No segundo versículo o salmista destaca que a lei de Deus só estará sendo observada se isso oferecer prazer e realização ao crente. Assim, seguir a lei tem mais efeito quando se faz por devoção e aceitação, mas não por medo ou obrigação. A lei divina precisa ser meditada diariamente a fim de que se consiga a compreensão.

Evitar o caminho dos pecadores se torna uma atitude automática para os crentes que meditam sobre a lei de Deus, uma vez que a palavra tem o poder de arrebatar os que nela não apenas acreditam, mas a põem em prática e a divulgam com alma e coração. Esse é o caminho para a conquista das bem-aventuranças.

Versículo 3

“Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de águas, a qual dá o seu fruto no seu tempo; as suas folhas não cairão, e tudo quanto fizer prosperará.”

No versículo três o salmo passa a falar das conquistas e recompensas disponíveis aos que evitam o caminho fácil e irresponsável da vida promíscua e infrutífera. A vida flui com problemas, mas que são mais bem solucionados por aqueles que caminham com o pensamento e o coração na palavra divina.

De acordo com o salmista, viver na meditação e aplicação da lei divina já garante uma vida próspera, senão em bens materiais com toda a certeza em valores espirituais, que são perenes e eternos. Portanto, a compreensão da vida se torna fácil e natural para os que mantêm Deus no coração.

Versículo 4

“Não são assim os ímpios; mas são como a moinha que o vento espalha”.

No versículo quatro o salmista faz a comparação entre o modo de vida dos ímpios com os justos, citados nos três primeiros versículos. Os ímpios vivem sem compromisso com a verdade, buscando na curta vida material os prazeres e recompensas por tudo que fazem.

A fim de expressar o valor diminuto dos bens materiais e espirituais dos ímpios, o salmista os compara com algo que o vento pode espalhar sem nenhuma consequência. Isso significa que não haverá progresso para os ímpios que seja duradouro, desde que o progresso espiritual só pode se sustentar na palavra de Deus.

Versículo 5

“Por isso os ímpios não subsistirão no juízo, nem os pecadores na congregação dos justos”.

O versículo cinco inicia o crente no ensinamento do julgamento, pelo qual todos haverão de passar. Neste julgamento todos os atos e intenções serão conhecidos, e as bem-aventuranças eternas serão distribuídas de acordo não apenas com a obra, mas com a intenção ao executar a mesma.

Por isso, o salmista dá como certa a condenação dos ímpios e dos pecadores, cujas vidas são modelos de mentiras e hipocrisias. Se aqui na terra justos e ímpios andam em paralelo, isso não mais acontecerá quando for separado o joio do trigo, que é um dos objetivos do juízo.

Versículo 6

“Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; porém o caminho dos ímpios perecerá”.

O sexto e último versículo é uma advertência que ocorre várias vezes tanto no Livro dos Salmos quanto na Bíblia inteira. De nada vale fingir ou mentir, pois nada é segredo para Deus. Neste versículo fica bem clara a separação de justos e ímpios no tempo do juízo, indo cada um para o lado que as suas ações indicaram.

Entretanto, estas consequências só são sentidas por meio da fé, pois é a crença na onipresença e onisciência de Deus que induz o crente ao caminho da retidão moral. A força do Salmo 1 está na reflexão que os opostos costumam provocar, um recurso muito utilizado nos salmos.

Mensagens apresentadas no Salmo 1

Bíblia aberta.

Por ser um salmo curto é possível que o Salmo 1 passe despercebido por alguns, mas em seus seis versículos aparecem conceitos que serão vistos em muitas partes dos textos bíblicos. A beleza dos textos está em enviar uma mensagem direta para quem está lendo, e você verá alguns exemplos de mensagens que o Salmo 1 transmite.

O retrato do justo e o compromisso com a Lei de Deus

O retrato do justo é pintado pelo salmista logo no início do salmo ao descrever o que um homem justo não poderia fazer e nem compactuar com os feitos. Ao mesmo tempo, o salmista já dá ao justo o título de bem-aventurado, que é a recompensa máxima que o homem justo pode almejar por resistir às essas tentações.

O salmista completa o retrato do justo relacionando o prazer em seguir a lei, o conhecimento ao meditar sobre a lei e o compromisso com a Lei Divina como uma coisa só, tudo interligado para mostrar ao crente as bem-aventuranças que esperam pelos que vivem em Deus.

O retrato do ímpio e a reprovação diante da Lei de Deus

O Salmo 1 manda uma mensagem para que os ímpios sejam reconhecidos e evitados pelo crente fiel. O retrato do ímpio representa para o salmista todos os desvios morais que afastam o crente de Deus. É um símbolo do que precisa ser vencido na trajetória do verdadeiro cristão.

Certamente que atitudes diferentes geram resultados também distintos, o que faz com que o caminho do ímpio seja o da morte, já que o do justo é a bem-aventurança. A reprovação da lei de Deus aos atos dos ímpios é que faz justiça sobre eles, uma vez que geralmente escapam das leis dos homens.

A confirmação do justo e a ruína do ímpio

O salmista descreve os procedimentos próprios do justo colocando-os em contraste com os ímpios, para que o fiel entenda bem o que a lei de Deus espera dele. Por outro lado, o destino final de cada um é descrito separando os dois de modo definitivo, pois enquanto os justos gozarão as bem-aventuranças, os outros ainda serão julgados segundo as suas obras.

Em resumo, o Salmo 1 trata de alguns dos mais importantes artigos de fé, como as penas e recompensas eternas, por exemplo. Refletindo sobre o salmo, o crente pode ler em poucas palavras todo o roteiro que leva à vida eterna.

Informações adicionais sobre os Salmos

Bíblia aberta.

Um salmo é uma maneira diferente de orar e atende aqueles que não têm muita inspiração para criar a sua própria oração. Nos próximos blocos serão fornecidas informações gerais sobre os salmos, que você pode usar para saber mais sobre os mesmos e escolher o seu favorito.

O que são os Salmos?

Os salmos são cânticos religiosos que foram escritos em um período de quase mil anos por diversos autores, e que eram usados nas cerimônias judaicas. Por meio de um salmo é possível louvar, agradecer, pedir ou apenas ampliar o seu conhecimento sobre Deus e as escrituras.

Existem salmos longos ou curtos, mais ou menos profundos nos temas, mas todos são agradáveis de ler e transmitem informações importantes de como agradar a Deus. Por meio dos salmos você fica conhecendo as virtudes que precisa trabalhar em si para viver em comunhão com Deus.

Qual o poder dos Salmos?

O salmo tem o poder de uma oração, mas o verdadeiro poder está na fé de quem ler ou canta um salmo. Os salmos foram escritos em forma de cânticos, mas a forma da oração tem pouca importância para Deus, que sempre prioriza a intenção, a necessidade e a fé do crente, não obrigatoriamente nesta ordem.

O salmo faz a comunicação entre quem ora e Deus, mas a sinceridade aplicada no ato vai sempre prevalecer sobre o conteúdo da prece. Portanto, antes de entoar um salmo limpe sua mente e coração das coisas deste mundo, pois isso vai facilitar a sua inspiração e comunicação.

Como os Salmos atuam e funcionam?

A obtenção de um resultado positivo em um pedido expresso por meio de um salmo depende de muitos fatores, entre os quais o merecimento e a real necessidade do pedinte.

De fato, os pedidos muitas vezes não podem ser atendidos porque o fiel precisa passar por uma prova ou expiar algum erro, o que acontece por meio das dificuldades da vida. Entretanto, o crente pode obter compreensão, esperança e alívio em suas dores ao sintonizar a sua mente com Deus por meio dos salmos.

Assim, leia os salmos até que encontre um que toque o seu coração, para que você possa escolher o que melhor lhe atende.

Benefícios de entoar salmos

Um salmo pode mudar a sua sintonia mental fazendo você vibrar em outra frequência, tirando de sua mente pensamentos negativos e destrutivos. Na verdade, esse é o grande poder das orações, pois Deus sabe mais do que o pedinte do que ele precisa.

Assim, a oração é um meio de manter o foco em Deus, e os salmos por suas características musicais, atende bem essa demanda. O mundo moderno exige demais das pessoas que quando não se vigiam acabam negligenciando e afastando-se de Deus. A leitura frequente dos salmos muda a faixa mental, diminuindo as tensões e preocupações diárias.

Quais os Salmos mais poderosos da Bíblia?

Você não precisa encontrar o salmo mais poderoso, pois essa classificação, caso exista, está apenas na imaginação das pessoas. Você só precisa ter um salmo que atenda as suas esperanças, que toque nas questões que lhe causam preocupações. Por isso, existem salmos que tocam em todos os temas importantes que estão na Bíblia.

O poder dos salmos está não apenas no texto, mas principalmente na confiança que o crente deposita nestas palavras. Assim você pode perfeitamente adaptar um salmo e falar com as suas palavras, pois a atenção divina não se fixa em detalhes como a escrita, uma vez que analfabetos também precisam orar.

O Salmo 1 revela dois caminhos: o da bênção e o do juízo!

Bíblia aberta.

O Salmo 1 realmente trata do caminho do juízo onde informa a situação dos ímpios, que por sua postura egoísta não se habilitam para receber as bênçãos divinas. O julgamento será o meio de avaliação desse grupo, mas é sempre de modo individual, pois cada um não responde senão pelos seus atos.

O caminho da benção normalmente é percorrido desde cedo, mas também pode começar após uma conversão sincera, quando o crente percebe os erros cometidos e volta a trilhar o caminho divino. Neste caso, as coisas costumam fluir bem, e os problemas que aparecem não perturbam a fé dos que vivem na graça divina.

Por fim, o salmo 1 deixa muito claro a diferença entre estes dois caminhos, especificando qual grupo terá determinado caminho, sendo que a escolha se faz pelas atitudes e intenções. Por isso, medite no Salmo 1, pratique as virtudes do justo e não terá que se preocupar com o juízo.

Autor deste artigo

Escritor, cordelista, redator freelancer. Meu trabalho é escrever, mas meu passatempo é ler. Leio principalmente sobre temas ligados ao transcendental. Ufologia, espiritualidade, filosofia, misticismo, astronomia. Apesar de 24 horas acabar logo, às vezes consigo jogar uma partida de xadrez, ou assistir um bom filme.

Palavras-chave relacionadas


salmos

Artigos relacionados


Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Os Salmos da Bíblia cristã são um convite a expressar a fé e pedidos genuínos, aliados a um profundo senso de gratidão a Deus. Conheça mais sobre esses textos!


Quem é o meu anjo da guarda? Descubra pelo nascimento, pelo seu nome e mais!

Quem é o meu anjo da guarda? Descubra pelo nascimento, pelo seu nome e mais!

O anjo da guarda é um ser celestial que oferece proteção e estabelece um relacionamento próximo com as pessoas. Quer saber mais? Leia o nosso artigo completo.


Oração para o trabalho: confira essa lista com 15 orações que vão ajudar!

Oração para o trabalho: confira essa lista com 15 orações que vão ajudar!

Quer saber como melhorar a sua relação com o trabalho? Confira neste artigo as 15 orações que vão te ajudar no mundo laboral e mudar sua vida profissional!


7 salmos para afastar espíritos obsessores e encostos de sua vida!

7 salmos para afastar espíritos obsessores e encostos de sua vida!

Existem alguns salmos específicos para afastar espíritos obsessores, que são entidades malignas que trazem diversos prejuízos. Conheça esses salmos aqui!


10 salmos para cirurgia: Confira os melhores para cura e saúde!

10 salmos para cirurgia: Confira os melhores para cura e saúde!

Existem alguns salmos que falam sobre cura e libertação que podem ser rezados nos momentos que antecedem uma cirurgia. Neste artigo, você vai conhecer 10!


Últimos posts


Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lentes de contato denotam má sorte? Descubra tudo sobre esse sonho e seus significados nesse atigo!


Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Os Salmos da Bíblia cristã são um convite a expressar a fé e pedidos genuínos, aliados a um profundo senso de gratidão a Deus. Conheça mais sobre esses textos!


Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Conhecido por ser um grande guerreiro, o Caboclo Sete Flechas quebra qualquer demanda e ensina de forma branda e serena. Confira!


Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Você conhece o Anjo Miguel? Conheça a história, significado, oração e muito mais sobre esse poderoso Arcanjo e como pode trazer auxílio em sua vida.


Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Santa Maria Madalena é a padroeira de todos os pecadores arrependidos, das mulheres e das mães solteiras. Confira aqui como pedir a sua intercessão!