Deus Shiva: origem, mantra, importância mitológica e mais!

Deus Shiva: origem, mantra, importância mitológica e mais!

Com seu potencial criador e, ao mesmo tempo destruidor, o Deus Shiva emana ensinamentos e o poder da meditação. Clique e conheça toda a sua história!


Conheça tudo sobre o Deus Shiva!

Estátua de Shiva

No hinduísmo, tradição religiosa originada no continente indiano, Shiva é o Deus superior, conhecido como aquele que traz a energia vital. É benéfico e tem a capacidade de destruir para trazer algo novo. As forças de destruição e de regeneração são suas principais características. .

Segundo a literatura hindu, o Deus Shiva faz parte de uma Trindade composta por Brahma, Vishu e Shiva. Em equivalência à literatura cristã (catolicismo), a Trindade Hindu faz referência a esses três deuses como o “Pai”, o “Filho” e o “Espírito Santo”, os seres supremos que direcionam a vida e que devem ser respeitados por seu conhecimento e poderes.

O Deus Shiva também é reconhecido como o fundamentador da yoga por suas capacidades em gerar mudanças tanto físicas quanto mentais e emocionais. Conheça esse Deus do hinduísmo, sua origem, história e principais características. Siga lendo e aprenda mais!

Conhecendo o Deus Shiva

Estátua dourada de Shiva

Na Índia, e em diversos outros países, acredita-se ainda hoje que o Deus Shiva tem poderes de destruição e de regeneração e que estes são usados para acabar com os devaneios e deficiências do mundo. Com isso, os caminhos estariam abertos para mudanças favoráveis e propícias.

Nos valores do hinduísmo, a atuação do Deus Shiva na destruição e regeneração não é por acaso, mas sim direcionada e construtiva. Por isso, em muitas literaturas, ele é comentado como o Deus tanto do bem quanto do mal, combinando estas forças contraditórias. Entenda mais sobre o Deus Shiva e seus ensinamentos. Confira!

Origem

A figura de Shiva já aparece comentada, segundo as tradições religiosas da Índia, no momento da criação do Universo. Além disso, tem presença no desenvolvimento da humanidade e de tudo o que a rodeia, como um gerador de tudo o que compõe o planeta, assim como um grande semeador escondido nos bastidores, mas ajudando no todo.

O Deus Shiva também aparece no final de tudo, como o poder da destruição, mas também de renovação e transformação. A literatura hinduísta acredita que o universo tem forças de regeneração, que ocorrem em ciclos constantes, a cada 2.160 milhões de anos. O poder de destruição é do Deus Shiva, que também é o facilitador para a criação da próxima essência do Universo, recompondo-o.

História

Segundo a história contida em escrituras antigas das tradições religiosas da Índia, o Deus Shiva tinha o hábito de descer à Terra em sua forma humana. Normalmente, aparecia no corpo de um sábio praticante da yoga. Por isso, até hoje, serve como um grande exemplo para todos que praticam a arte da meditação.

Embora, o intuito de sua presença na Terra fosse entender a humanidade e libertar-se das formas de prazer e indulgências da carne humana, Shiva acabou despertando o incômodo no rei dos demônios, que enviou uma cobra para matá-lo. Ele domou a cobra, transformando a em sua escudeira leal e passou a utilizá-la como enfeite em seu pescoço. Novos ataques surgiram contra Shiva, e todos foram superados.

Os relatos sobre a veneração desse Deus e de todas as suas ações datam dos anos 4.000 antes de Cristo, tempos em que era também referenciado como Pashupati.

Esse nome traz a junção de “Pashu” que significa animais e feras, com “Pati”, com o significado de mestre ou senhor. Em suas habilidades, estava presente a capacidade de interagir com diversas feras, externa e interiormente, e transcender a sua própria existência.

Características visuais

A imagem mais difundida sobre o Deus Shiva consiste na representação de um homem com quatro braços, sentado com as pernas cruzadas. Os dois braços principais ficam sobre as pernas.

Já os demais, carregam informações que ajudam a entender todos os poderes e atuação deste Deus frente a humanidade. Na mão direita aberta para cima, por exemplo, há a representação da bênção e na esquerda a presença de um tridente.

Qual é a aparência de Shiva?

Na forma humana, algumas representações do Deus Shiva aparecem com a imagem de um homem. Em livros e representações coloridas, seu rosto e corpo são sempre pintados com a cor azul. Tem as pernas longas e os braços torneados. O tórax está nu e também bem delineado. Em todas as artes, sempre é representado com evidência para os músculos, tanto das partes inferiores quanto superiores.

O olho de Shiva

O Deus Shiva também é representado com um terceiro olho desenhado na testa, no meio dos dois olhos já existentes em todo ser humano. Segundo a lenda mitológica, o terceiro olho de Shiva tem como simbolismo a configuração da inteligência e da lucidez. Através desse olho, Shiva seria capaz de liberar uma energia incontrolável, provocando a destruição de tudo.

O que o Deus Shiva representa?

Mesmo com sua face destruidora, Shiva normalmente é representado como uma pessoa calma, tranquila e sorridente. Em alguns casos, também aparece como metade homem e metade mulher, no mesmo corpo. Suas representações trazem a discussão da busca pela felicidade completa e perfeita.

Mesmo com um lado obscuro e voltado para a liderança dos espíritos do mau, o Deus Shiva representa uma paixão indomável, que pode representar a bondade, a proteção e um ser benevolente. Mas também está ligado com o tempo, por suas ações destruidoras e transformadoras de tudo ao redor.

Shiva e a Yoga

Nas crenças e valores da Yoga, acredita-se que o Deus Shiva tenha sido o percussor da meditação e dos ensinamentos relacionados a esta arte. Isso porque vinha à Terra para tentar libertar a sua alma de limitações, possivelmente geradas pelo corpo ou até mesmo pela convivência com outros humanos. Assim, as técnicas empregadas por Shiva são até hoje utilizadas na yoga e repassadas de geração para geração.

Relações com o Deus Shiva

Shiva e Pavarti

Shiva tem relação com outros deuses e personagens da história religiosa da Índia. Como frutos dessas interações, nasceram ensinamentos e ou marcos na história dos indianos que são, na atualidade, respeitados e usados como conhecimento pleno da existência humana. Entenda melhor a relação de Shiva com outras figuras hinduístas e saiba mais sobre este Deus. Siga lendo!

Shiva e a Trindade Divina Hindu

A Trindade Hindu é composta pelas três principais figuras do hinduísmo, os deuses Brahma, Vishnu e Shiva. Esses deuses simbolizam a geração da humanidade e de toda a existência, a conservação e o desenvolvimento, e também a destruição e a transformação, respectivamente nesta ordem.

Logo, entender a Trindade é reconhecer que cada um deles exerce um papel marcado e com poderes específicos no mundo.

O Deus Brahma é o primeiro e criador de todo o universo Já Vishnu é o Deus que mantém e faz a preservação. O Deus Shiva é aquele que tem as forças e poderes para destruir, mas também refazer o universo, como uma nova chance ou uma nova tentativa. Dessa forma, a trindade representa os poderes complementares entre estes três deuses.

Deus Shiva e Parvati

Acredita-se que o Deus Shiva era casado com Parvati, que em algumas escrituras também aparece com o nome de Kali ou Durga. Parvati era a filha reencarnada do Deus Daksha, que não aprovava seu casamento com Shiva. Em suas comemorações, o Deus Daksha realizou uma cerimônia com sacrifícios e oferenda a todos os deuses, menos para o Deus Shiva.

Segundo a lenda, Shiva ficou enfurecido com o desapreço de Daksha e, durante a cerimônia, Parvati assumiu as dores do marido e se jogou ao fogo, em sacrifício. Shiva, desolado, reagiu criando imediatamente dois demônios com o intuito de acabar com a cerimônia.

Os demônios arrancaram a cabeça de Daksha. Mas, sob os apelos dos demais deuses presentes, Shiva voltou atrás, e trouxe Daksha de volta à vida. Porém, Shiva transformou a cabeça de Daksha em uma cabeça de carneiro, e ele passou a existir metade homem e metade animal. Parvati também voltou a vida reencarnada casando-se novamente com Shiva.

Deus Shiva, Khartikeya e Ganesha

Da união de Shiva e Parvati, nasceram dois filhos, o deus Ganesha e o deus Kartikeya. Segundo a história, Ganesha foi gerado a partir da terra e da argila com a responsabilidade de fazer companhia a mãe e de protegê-la na ausência de Shiva, enquanto este estivesse em suas práticas de meditação.

Diz a lenda que, um dia, voltando de suas peregrinações, Shiva não reconheceu o menino que estava do lado de fora do quarto da mãe. Então, invocou seus demônios que arrancaram a cabeça de Ganesha, matando-o.

A mãe, ao saber do fato, foi ao encontro gritando que se tratava sim do filho de ambos. Shiva, diante do erro, mandou buscar uma cabeça para recompor o filho, mas a mais próxima era de um elefante. Assim, até hoje Ganesha aparece com a cabeça de um elefante em suas representações.

Sobre o deus Kartikeya, há várias versões de histórias, mas a mais contada é que ele ficou conhecido por ser o Deus da Guerra, lutou como um grande guerreiro. Como parte da numerologia indiana, o número 6 aparece constantemente nas atuações desse deus. Dessa forma, são seis os vícios pelos quais homem pode estar passível: o sexo, a raiva, a paixão, os ciúmes, a ganância e o ego.

Simbologias do Deus Shiva

Shiva em uma grande estátua

A história de Shiva está permeada por fatos que envolveram aventuras e situações que permitem criar a imagem de suas características, com aptidões e capacidades, e do modo como viveu e repassou seu conhecimento para a humanidade. Confira uma seleção das simbologias marcadas pelo Deus Shiva na história e entenda mais sobre seus motivos e ensinamentos.

O trishula

Na maioria das ilustrações representativas de Shiva, ele aparece segurando um tridente ou este está presente compondo a imagem. Esse tridente é conhecido como trishula, uma arma carregada por Shiva que possui o número 3 como simbologia. Logo, cada dente de seu tridente representa uma das qualidades da matéria a saber: a existência, o firmamento e o equilíbrio.

Em algumas outras literaturas, o trishula também representa o passado, o presente e o futuro. Outros deuses da mitologia indiana também carregam um tridente, representando sua capacidade de lutar e encarar os desafios, sejam terrenos ou não.

A serpente

A serpente, enviada pelo rei dos demônios para acabar com Shiva, é domada com o tridente (trishula). No decorrer de sua história, Shiva carrega a serpente em volta do pescoço como um adorno, um enfeite. O uso da serpente com esse fim está diretamente ligado à representação do ego e da necessidade de exibir seus feitos e suas conquistas.

Em outras passagens, sendo a serpente uma naja mortal e vencida por Shiva, denota a simbologia de imortalidade do Deus, pois uma vez que venceu e aprisionou a fera, ganhou a capacidade de se tornar imortal.

Jata

Na maioria das representações de imagens de Shiva, pode-se perceber que em sua cabeça há a presença de uma espécie de jato de água. Na Índia, está localizado um dos maiores rios do mundo em extensão: o Rio Ganges. Segundo a simbologia hindu, os cabelos de Shiva controlam as águas deste rio, levando sua pureza para todos os indianos.

Lingam

Encontrada em um único lugar do mundo, o rio Narmada, a Lingam é uma pedra sagrada dentro da religião indiana. O rio onde é encontrada divide os limites entre o norte e o sul da Índia. Ela possui cores que variam entre o marrom, o cinza e o vermelho com pequenas manchas. Além disso, a palavra “Lingam” é um símbolo que está ligada ao Deus Shiva.

Assim, os indianos acreditam que a pedra aguça a vivacidade e os níveis de energias da fertilidade. Por isso, a pedra representa também a sexualidade dentro das crenças indianas, sem fazer referência ao sexo, mas sim à atração que pode existir entre duas pessoas e como elas a concretizam.

Damaru

O damaru, na cultura indiana, é um tambor que leva a forma de uma ampulheta. É comumente utilizado em celebrações na Índia e no Tibet.

Segundo a lenda, é usando um damaru que o Deus Shiva compõe o ritmo do universo, como em uma dança. Por essa passagem, Shiva também é conhecido como o Deus da Dança. Se alguma vez deixa de tocar o instrumento, para afiná-lo ou voltar ao ritmo, o universo se desfaz, aguardando o retorno da sinfonia.

Fogo

O fogo é um elemento poderoso que representa a alteração ou a conversão. Por isso, está diretamente ligado à Shiva. Na literatura indiana, nada que passa pelo poder do fogo continuará da mesma forma. Como exemplos: os alimentos que, quando passam pelo fogo, se modificam e podem se transformar em cor, forma, consistência e gosto, também a água que, ao passar pelo fogo pode evaporar.

A relação do fogo com Shiva está no conceito de transformação, uma vez que ele é o Deus que convida todos os que o seguem a mudar. Na yoga, o fogo é representado pelo calor do corpo que, ao ser produzido, pode ser canalizado para liberar os próprios limites do corpo e ajudar no processo de transmutação.

Nandi

O touro conhecido por Nandi é o animal que serve de montaria para o Deus Shiva. Segundo a história, a mãe de todas as vacas passou a dar à luz a muitas outras vacas de cor branca, em uma quantidade absurda. O leite proveniente de todas as vacas alagou a casa de Shiva que, incomodado durante suas meditações, atingiu-as com o poder de seu terceiro olho.

Dessa forma, todas as vacas brancas passaram a ter manchas em tons de marrom. Para acalmar a ira de Shiva, foi lhe oferecido um touro perfeito e reconhecido como um exemplar único e maravilhoso, Nandi, o filho da mãe de todas as vacas. Então, o touro simbolicamente representa a proteção para todos os outros animais.

A lua crescente

As mudanças de fase da lua representam o ciclo constante da natureza e como ela permeia as mudanças contínuas que todos os humanos estão suscetíveis. Nas imagens de representação de Shiva, é possível notar uma lua crescente em seus cabelos. Esse uso significa que Shiva está além das emoções e dos humores que podem ser influenciados por esse astro.

Nataraja

A palavra Nataraja significa “Rei da Dança”. Dessa forma, usando sua dança, Shiva é capaz de criar, manter e destruir o universo. A partir do uso do damaru seu tambor, Shiva dança marcando o eterno movimento do universo. Segundo a lenda, Nataraja realiza sua dança, bailando sobre um demônio anão, o que representa a superação da escuridão e a possível passagem do divino para o material.

Pashupati

O nome Pashupati é dado a uma das encarnações do Deus Shiva, principalmente cultuada no Nepal. Nessa encarnação, o Deus teria voltado como o senhor de todos os animais, representado com três cabeças para conseguir estar atento ao passado, ao presente e a o futuro. Assim, a imagem de Pashupati também está sentada com as pernas cruzadas em posição de meditação.

Ardhanaríshvara

Em muitas imagens, Shiva é representado como um homem, mas é possível perceber que possui o lado direito mais masculino que o lado esquerdo, devido à presença da serpente, do tridente e de outros artefatos mais próximos do universo masculino.

Já em seu lado esquerdo estão os trajes e os brincos típicos do uso feminino. Logo, a palavra ardhanaríshvara representa a união destes dois aspectos, entre os princípios masculino e feminino.

Outras informações sobre o Deus Shiva

Ilustração de Shiva

Shiva está presente em diversas culturas, mas com representações diversas. Na cultura da Ásia, o Deus Shiva aparece com detalhes específicos e, normalmente, está nu. Mesmo ainda representado com diversos braços, aparece com os cabelos presos em um coque ou com um topete.

A lua crescente, que nas representações indianas está presa aos cabelos, aparece em algumas culturas como um cocar junto com uma caveira. Nos punhos, carrega pulseiras e, no pescoço, um colar de cobras. Quando está de pé, aparece apenas com uma perna a da esquerda. A perna da direita aparece dobrada na frente do joelho.

Em cada cultura, a composição da imagem do Deus Shiva e de suas ações carregam simbologias que servem de guias para os povos que acompanham e estudam seus ensinamentos. Continue lendo e conheça algumas outras passagens da vida deste Deus em outras culturas, aprenda sua oração e seu mantra. Confira!

A Grande Noite de Shiva

A grande noite de Shiva é uma festa realizada todos os anos pelos povos de cultura indiana. Ela ocorre na décima terceira noite do calendário indiano. É uma noite de orações, realização de mantras e vigília. Os hindus praticam a espiritualidade e realizam uma grande comemoração, sobretudo, nos templos de adoração ao Deus Shiva.

Como se conectar com o Deus Shiva?

A meditação é um bom caminho para se conectar com os ensinamentos do Deus Shiva. Não é preciso estar em um templo ou um lugar sagrado da cultura indiana para esta conexão. Basta criar seu próprio ambiente. Conforme a lenda, a conexão deve começar com o Deus Ganesha, que abrirá os caminhos de acesso até Shiva.

Por isso, vale aprender mantras e orações para Ganesha e elevar seus pensamentos através da meditação. Então, pratique a meditação limpando os seus pensamentos e direcionando sua mente para a transformação e para todos os ensinamentos de Shiva, pois a prática da yoga e da meditação auxiliam na conexão com as energias desse Deus.

Altar para o Deus Shiva

Para criar um altar para cultuar ou homenagear o Deus Shiva, você vai precisar escolher um bom espaço em sua casa, onde saiba que as energias fluam. Pode ser no canto do quarto ou em um espaço reservado da sala. Selecione objetos que façam sentido para você e que se conectem com a sua intenção.

Além disso, você pode escolher uma estátua de Ganesha e também uma do Deus Shiva, incensos e sinos ou pequenos instrumentos musicais que te conectem com a música do universo. Lembre-se de iluminar o altar usando uma lamparina ou até mesmo velas que, uma vez acesas, devem apagar sozinhas, sem sua intervenção.

Assim, separe bons momentos para estar em seu altar e limpar sua mente, buscando as orientações de Ganesha e os ensinamentos de Shiva. Pratique a meditação em seu altar e torne esse ambiente cada vez mais completo com energias positivas e boas vibrações.

Mantra

Os mantras são palavras ou sílabas combinadas que, quando pronunciadas constantemente, podem ajudar no poder de concentração da mente e interagir com a energias dos deuses. O mantra mais usado para conexão ao Deus Shiva é o OM NAMAH SHIVAYA que quer dizer: “Eu honro o Lorde Shiva”.

Ele é usado para demonstrar ao Deus Shiva que seu poder é reconhecido e que se está em reverência diante de todo o seu poder, com boas-vindas à vida, a partir de sua adoração. Então, use esse mantra quando estiver diante de seu altar e medite, repetindo em voz alta ou mentalmente.

Oração para o Deus Shiva

Eu me uno hoje a grandeza de Shiva para dirigir-me.
Ao poder de Shiva para proteger-me.
À sabedoria de Shiva para iluminar-me.

Ao amor de Shiva para libertar-me.
Ao olho de Shiva para discernir.
Ao ouvido de Shiva para escutar.

A palavra de Shiva para esclarecer e criar.
À chama de Shiva para purificar.
A mão de Shiva para me abrigar.

Ao escudo de Shiva para defender-me contra as armadilhas, contra as tentações e vícios.

Com seu trishula de proteção a minha frente, as minhas costas, na minha direita, na minha esquerda, acima de minha cabeça e abaixo de meus pés. Com a graça dos devas e devis, eu estou sob a proteção do Senhor Shiva."

Shiva é conhecido também como destruidor e regenerador da energia vital!

Grande estátua de Shiva

Ao mesmo tempo que é reconhecido como o criador por estar na trindade como terceiro deus, Shiva tem o olhar supremo, pois conhece a criação, sabe como ela foi mantida, organizada e é capaz de destruí-la para promover a transformações e as mudanças necessárias para um universo melhor.

Por ter essa visão completa, Shiva também é conhecido por conseguir acabar com a energia vital, mas sempre com a intenção de regenerá-la, a deixando em estado ainda mais forte. Além disso, a metáfora de sua atuação com o universo pode ser aplicada aos problemas pessoas e a tudo que permeia o mundo terreno.

Diante dos problemas, através da meditação, orações e da espiritualidade, o ser humano é capaz de se conectar com as forças criadoras e convertê-las para que se transformem. Os pensamentos e as atitudes positivas são grandes impulsionadoras, mas, sobretudo, a crença em si mesmo e em seu poder de transformação, é o principal ensinamento do Deus Shiva. Pense sobre tudo isso e pratique!

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


religiões

Artigos relacionados


0303 e significado: numerologia, Bíblia, anjos, horas iguais e mais!

0303 e significado: numerologia, Bíblia, anjos, horas iguais e mais!

Entenda quais são os significados e as mensagens trazidas pelo número 0303 para sua vida. Leia também suas mensagens na Bíblia e de seu anjo!


Sonhar com Jesus Cristo: na cruz, no céu, falando, de branco e mais!

Sonhar com Jesus Cristo: na cruz, no céu, falando, de branco e mais!

Os sonhos com Jesus Cristo são considerados ótimos sinais, indicando positividade e grandes realizações. Veja como interpretar este sonho!


Sonhar com Deus: nas nuvens, no céu, falando, orando, com Jesus e mais!

Sonhar com Deus: nas nuvens, no céu, falando, orando, com Jesus e mais!

Sonhar com Deus é uma das experiências mais intensas que podemos ter durante o sono. Veja algumas interpretações deste sonho na sua vida.


O que significa sonhar com Oxum? Chorando, dançando, na cachoeira, e mais!

O que significa sonhar com Oxum? Chorando, dançando, na cachoeira, e mais!

Quer saber o que significa sonhar com Oxum? Entenda o que sonhar com essa deusa nos mais diferentes jeitos revela sobre sua vida!


Sonhar com o papa: em minha casa, abençoando, conversando e mais tipos!

Sonhar com o papa: em minha casa, abençoando, conversando e mais tipos!

Sonhar com o papa tem relação direta com a sua vida espiritual. Confira o que cada detalhe desse sonho significa aqui!


Últimos posts


Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Conheça a ora-pro-nóbis, uma planta rica em fibras, proteínas e vitaminas com diversos atributos positivos para a saúde. Entenda aqui como consumir!


Horas iguais 22:22: significado no amor, para os anjos, espiritual e mais!

Horas iguais 22:22: significado no amor, para os anjos, espiritual e mais!

As horas iguais são uma mensagem divina com vibrações poderosas. Leia o texto e entenda qual mensagem as horas 22:22 quer entregar a você.


Chá de Cana-do-brejo: para que serve, efeitos colaterais, como fazer e mais!

Chá de Cana-do-brejo: para que serve, efeitos colaterais, como fazer e mais!

O chá de cana-do-brejo conta com propriedades anti-inflamatórias, adstringentes e que melhoram o funcionamento dos rins. Veja mais!


Pedra Sodalita: significado, propriedades, para que serve e mais!

Pedra Sodalita: significado, propriedades, para que serve e mais!

A Sodalita é um cristal azul real ligado a mente, intuição e cura, e pode melhorar a sua vida em diferentes níveis. Entenda mais sobre nesse artigo!


Planta Crista-de-Galo: origem, benefícios medicinais, como cuidar e mais!

Planta Crista-de-Galo: origem, benefícios medicinais, como cuidar e mais!

Conheça aqui a planta crista de galo, que traz diversos benefícios para a saúde, e saiba como cuidar dessa preciosidade em sua casa!