Amor-próprio: conheça o significado, como desenvolver e mais!

Amor-próprio: conheça o significado, como desenvolver e mais!

Sabia que desenvolver o amor-próprio é muito importante para a construção da sua autoestima? Confira este artigo e saiba mais sobre esse assunto!


O que é amor-próprio?

Mulher feliz e se abraçando.

Desenvolver o amor próprio pode não ser uma tarefa fácil para muitas pessoas. Em uma definição simples, amor-próprio é um estado de apreço por si mesmo que provém de ações que ajudam a crescer de forma psicológica, física e espiritual, sendo construído através do processo de autoconhecimento ao longo da vida.

Assim, o amor-próprio vai muito além da beleza e aparência. É algo mais profundo e que se relaciona muito mais sobre a aceitação de nós mesmos como seres complexos e com suas peculiaridades. Para entender ainda mais sobre como desenvolver o amor-próprio e suas características, acompanhe as informações do artigo!

Significado de amor-próprio

Mulher com amor-próprio se abraçando.

Para muitas pessoas, o amor-próprio significa ter carinho, cuidado e admiração por quem é. De fato, esse significado não está errado. Porém ter amor-próprio pode ser muito mais profundo do que você imagina. Acompanhe mais sobre alguns aspectos de amor-próprio nos tópicos a seguir!

Definição de amor-próprio

O primeiro passo para entender o conceito de amor-próprio é entender que, mesmo este sendo um sentimento que está associado à autoestima, não vai ser de uma hora para outra que você vai adquiri-lo. Amor-próprio é um estado de apreço por si mesmo.

Aceitar que todos temos falhas, defeitos e que a cada dia estamos buscando evoluir e fazer nosso melhor nesse mundo também inclui o ato de amor-próprio. Buscar ter um amor por nossas próprias escolhas e por quem somos e aceitar nossas limitações e defeitos são ações caracterizadas como um processo de busca por amor-próprio.

O desafio de desenvolver amor-próprio

Cultivar o amor-próprio está entre uma das coisas mais difíceis na existência humana. Essa dificuldade encontra-se pela falta de autoestima, os resquícios de uma criação rígida, traumas, transtornos mentais, pensamentos pessimistas, medo de se relacionar e ser amado, insatisfação com a vida, entre outros.

Assim, são aspectos de incômodos emocionais, e, quando são compreendidos e curados, o processo de desenvolvimento do amor-próprio torna-se mais fácil. A falta de amor a si mesmo acaba resultando na crença de não merecimento, tornando essa busca muito mais difícil.

Por isso, o processo de desenvolver o amor-próprio é algo que dura a vida inteira. É um processo longo de autoconhecimento, que conta com obstáculos no meio do caminho e que coloca à prova vários sentimentos presentes dentro de cada pessoa.

Amor próprio e sucesso

Buscar o amor-próprio é um importante pilar para desenvolver a autoconfiança, a autoestima e o autoconhecimento. Sem esse amor interno, fica muito difícil desenvolver esses pilares e, com isso, você acaba deixando de aproveitar a vida quando está em seu ápice.

Além disso, quando nos amamos, tendemos a nos importar mais com a nossa saúde mental, física e emocional, passando a construir uma vida muito mais sólida e madura. Desenvolver o amor-próprio vai ajudar a obter sucesso quando você precisar passar por desafios e problemas, pois esse aspecto te deixa mais confiante e forte.

Amor próprio e egoísmo

A busca por desenvolver o amor-próprio pode gerar um sentimento de confusão. Muitas pessoas confundem o ato de se amar com ser egoísta. O fato de querer o seu próprio bem não quer dizer que você está sendo uma pessoa egoísta, já que, para conseguir ajudar o próximo, é necessário estar bem consigo mesmo.

Por outro lado, quando desenvolvemos o amor-próprio, estamos melhorando o relacionamento conosco, e tudo o que for aprendido vai ser utilizado no mundo, seja por meio das relações, do trabalho que executamos ou da nossa forma de pensar. Tudo, quando construído de forma equilibrada, dará mais sustentabilidade emocional.

Como aumentar o amor-próprio

Você pode dar início à sua jornada de amor-próprio a qualquer momento. Basta, inicialmente, criar a vontade interna de querer se amar e aceitar que esse caminho pode ser longo, durando a vida inteira.

Com isso, buscar efetivamente o processo de autoconhecimento de forma consciente é fundamental para conseguir desenvolver o seu amor-próprio. Somente olhando internamente para si, buscando ser sincero com seus sentimentos e com quem você é, será capaz de despertar o seu amor-próprio.

Como desenvolver amor-próprio

Homem feliz e abraçando a si mesmo.

Você deve estar se perguntando como fazer para desenvolver o amor-próprio de uma maneira mais prática. Pensando nisso, vamos listar alguns aspectos para, a partir de hoje, você começar a desenvolver o amor a si mesmo. Confira nos próximos tópicos!

Cuide de si como cuida de quem ama

Muitas vezes, algumas pessoas possuem uma dedicação enorme com aqueles que elas amam, ou seja, não medem esforços para fazerem algo pelo próximo. Porém essa atitude em excesso pode fazer você se esquecer de si, das suas vontades e seus desejos.

As suas necessidades devem ser prioridades nesse processo, pois a negligência com seus próprios desejos internos pode te levar a uma depressão, um esgotamento mental ou uma ansiedade. Cuidar de si, como você cuidaria de quem ama, é um ato de amor próprio, já que, se você não estiver bem consigo, é certeza que a sua entrega para o outro não terá as melhores condições.

Elimine o que não te faz bem

Ter a consciência e vivenciar seu processo de autoconhecimento te ajudará a entender o que não faz bem para você. Somente tendo o contato com experiências é que você vai conseguir compreender o que não te agrada.

Portanto, procure ser honesto com seus sentimentos, tomando a atitude de se distanciar de tudo aquilo que você sente que não vai te ajudar na busca pelo amor-próprio, seja relações, situações ou ambientes que não te proporcionem experiências boas. Fazer esse filtro vai te ajudar a se conectar com o seu amor interno.

Inclua o que te faz bem

Ter em mente e fazer mais coisas que te façam bem é fundamental para você se conectar com seu amor-próprio. Comece a observar coisas que você faz no seu dia a dia que te geram sentimentos bons, tenha consciência de quais são elas e busque incluí-las em sua vida.

Além disso, filtrar quais aspectos te geram sensações e sentimentos bons te ajudará a se relacionar melhor com você e com a vida, pois te dará prazer. Por isso, procure sempre ficar atento a esses sentimentos. Trazer isso a seu favor vai te ajudar na busca do amor próprio.

Busque ter consciência

Para que a sua busca por amor-próprio seja a cada dia mais efetiva, é fundamental ter consciência de que esse é um processo que leva tempo ou a vida inteira. Nada na vida se transforma do dia para a noite, pois tudo leva um tempo necessário por natureza, e não vai ser diferente nessa jornada.

Então, trazer a consciência de que leva tempo e que esse processo é para você se relacionar melhor com a sua própria vida te ajudará a ser mais forte diante de desafios na área da autoestima. Ter consciência do porquê está fazendo isso te ajudará a ter motivação quando as coisas estiverem pesadas.

Faça o que tem que ser feito

Encarar a vida com mais amor e simplicidade é aceitar a naturalidade das coisas. Só conseguimos crescer a cada dia, quando aceitamos que, nesse processo, vão existir questões que simplesmente precisam ser feitas, e não questionadas.

Portanto, pense que, para você adquirir o seu amor-próprio, algumas coisas vão ter que ser feitas. Aceitar alguns defeitos, compreender profundamente quem você é, mudar situações que não aceita ou que não te fazem bem estão dentro desses contextos que podem aparecer nessa jornada. Pela mudança e por uma saúde mental mais equilibrada, vale o esforço.

Mantras e dinâmicas positivas

Na busca pelo amor-próprio, repetir alguns mantras pode te deixar mais confiante e forte. Um exercício simples que pode ser feito é repetir por alguns minutos coisas que gostaria de acreditar que você é, por exemplo: "sou bom, estou forte, sou feliz, sou criativo, sou um ser de paz".

Esse tipo de exercício pode ser feito em qualquer horário, mas tem mais resultado se for feito quando você acorda ou antes de se deitar. Outras pessoas também fazem esse exercício olhando para um espelho. A repetição das palavras e o ato de olhar para o espelho ajudam o seu inconsciente a reprogramarem o que possa ser sabotador, aumentando a sua autoestima.

Supere o passado

Existem pessoas com pouco amor-próprio que se apegam demais ao passado e ficam presas de tal forma que acabam perdendo todo o brilho da vida no presente. Elas se apegam ao erro que cometem, aos conflitos que criam, ao que poderiam ter feito diferente e não fizeram, etc. Portanto, lembre-se: o que passou não pode voltar atrás.

Compreender que a vida é uma busca eterna de transformação e melhora vai te ajudar a viver mais o presente. O presente proporciona algo muito valioso: mais tempo para fazer algo de uma outra maneira. Por isso, tente não viver no que passou, olhe ações passadas como aprendizados e tente fazer diferente no hoje e no agora.

Abandone as comparações

Quando se busca se comparar ao próximo, há um grande sinal de que o seu amor-próprio está afetado. A comparação afeta diretamente a sua autoestima, fazendo com que você se sinta incapaz. Afinal de contas, cada pessoa nasce de um jeito diferente, possui estímulos diferentes, enxerga o mundo de uma maneira diferente, e não tem porque comparar esses pontos.

Dessa forma, comparar a sua vida com os resultados de outras pessoas pode te gerar mais tristeza. Por isso, procure identificar onde você se encontra e busque comparar apenas os seus próprios resultados. Foque na sua evolução e no que te faz bem, procurando colocar valor em tudo o que você faz.

Autoaceitação e autoperdão

Aceitar-se é muito diferente de se sentir conformado. Conformar-se com uma situação ruim não é muito bom, mas aceitá-la, compreendê-la e querer mudar vai ser muito construtivo para a sua vida. Aceitar quem você é e onde você está vai te ajudar a tornar as coisas menos tensas e auxiliar seu amor-próprio.

Para isso, é importante procurar se perdoar por erros cometidos no passado. A aceitação interna surge a partir do momento em que conseguimos perdoar nossas próprias falhas e entender que sempre há um novo dia para recomeçar e fazer diferente. Por isso, aceite quem você é e perdoe seus erros, já que errar é algo natural.

Busque autoconfiança

Ninguém melhor do que você sabe as suas necessidades e o que realmente te faz feliz. Portanto, olhe para elas com carinho e busque a confiança necessária para que você consiga fazer mudanças efetivas na sua vida. Acredite no seu potencial e que só você é capaz de mudar sua vida, pois isso é um passo à frente para o amor-próprio.

Para aumentar a sua autoconfiança, procure aceitar que você precisa se arriscar e enfrentar desafios. Somente enfrentando-os é que vai conseguir saber que é capaz de superá-los. Os erros fazem parte de qualquer processo de transformação, por isso, vá em frente na busca de se conhecer melhor nesse mundo.

Dedique-se a você

No processo de alcançar o amor-próprio, é importante se dedicar a você. Por isso, não meça esforços para dedicar o seu tempo em atividades que te façam bem. Alimente-se bem, faça atividades físicas, tenha um hobby e procure se cercar de pessoas que tragam energias boas para sua vida. Isso vai fazer total diferença nesse processo.

Além disso, procurar mudar seus hábitos é um passo muito importante para a construção da sua autoestima. Procurando ter essa atitude, o seu corpo e sua mente irão reagir muito melhor diante da vida. Por isso, dedique um momento para você construir uma saúde emocional mais sólida.

Características da falta de amor-próprio

Mulher triste e sem amor-próprio.

No processo de autoconhecimento, é importante ficar de olho nos aspectos que caracterizam que você está com falta de amor-próprio. Portanto, confira nos próximos tópicos alguns exemplos!

Questiona o que fazem por você

O ato de sempre questionar o que as pessoas fazem por você pode caracterizar uma baixa autoestima. Tudo isso pode estar por trás de pensamentos e sentimentos negativos que fazem parte de si com uma frequência. Por isso, você vai sempre questionar o feito dos outros com relação a si.

As pessoas que têm baixa autoestima tendem a questionar o que os outros falam e fazem. Elas costumam pensar que ninguém as ama e sentem-se muito afetadas com as críticas, pensando que há algo suspeito por trás das boas ações de outras pessoas.

Vive na defensiva

Estar sempre procurando se defender em uma situação de constante defensiva é um sinal de que existe a falta de um amor-próprio. A falta de confiança em si e a insegurança te mantém em um estado de alerta que, muitas vezes, não justifica.

Então, estar na defensiva faz com que você aja prevendo sempre o pior, não permitindo que seja objetivo sobre os assuntos que acontecem ao seu redor. Permanecer nesse estado vai potencializar os seus sentimentos de tristeza, fazendo com que você vivencie um estado de medo constante.

Evita conflitos

Se você é do tipo de pessoa que busca sempre evitar conflito, fingindo que está tudo bem - ou seja, em vez de se impor sobre algo que te desagrada, você prefere desistir para evitar problemas -, fique atento, pois esse pode ser um sinal de autoestima baixa.

O problema é que essa falta de amor-próprio não dará forças o suficiente para defender o que realmente te interessa. O medo de que os outros fiquem com raiva de você ou te desprezem por defender a sua opinião faz com que você aceite coisas não verdadeiras para si, apenas para deixar a outra pessoa feliz.

Está sempre se comparando

O hábito de sempre se comparar é um sinal claro de que você não é uma pessoa que se ama. O problema é que as pessoas que não se amam acabam exagerando na comparação, especialmente em aspectos em que estão mal preparadas.

Além disso, uma pessoa que não se ama sempre vai buscar motivos para se comparar, mesmo não existindo, evidenciando a falta de amor-próprio ou a insegurança.

Suas vitórias são atribuídas à sorte

É claro que algumas coisas da vida acontecem com alguns aspectos que envolvem um momento de sorte. Porém pessoas que não têm amor-próprio o suficiente, quando conquistam algo, não são capazes de reconhecer o seu próprio valor no que conquistaram.

Por esse motivo, elas acabam não valorizando o seu próprio resultado e suas próprias habilidades, por acharem que o seu esforço não foi o suficiente para determinada conquista. Muitas vezes, acabam depositando todos os seus créditos pelo fator sorte.

Maiores chances de relações abusivas

Quando a pessoa não consegue reconhecer o seu amor-próprio, ela fica totalmente aberta a imposições de outros indivíduos. Por não conseguir identificar o que a faz bem ou quais são os seus limites, fica mais exposta a ter relações abusivas.

Além disso, por não acreditar muito na sua capacidade e ter uma baixa autoestima, ela tem medo de se posicionar, quando se depara com relações abusivas.

Qual é a importância de desenvolver o amor-próprio?

Mulher feliz e com amor-próprio.

A busca por desenvolver o amor-próprio pode não ser uma tarefa simples, assim como qualquer aspecto que se relaciona com sentimentos humanos. Porém o seu desenvolvimento é muito importante para melhorar a sua relação com a vida.

Assim, desenvolvendo o seu amor-próprio, você vai entender que a sua felicidade está nas suas próprias mãos e que, sendo algo de muito valor, você não pode deixar isso submetido ao controle dos outros. Por isso, ame a si mesmo e encontre o seu valor nesse mundo!

Autor deste artigo

Jornalista e taurina apaixonada por escrita desde aprendeu a escrever. Desde a sua formação, se dedica a escrever textos sobre diversos assuntos, e temas como o autoconhecimento e saúde da mente têm feito parte dos seus trabalhos e pesquisas mais frequentes.

Palavras-chave relacionadas


autocuidado

Artigos relacionados


Plantas medicinais: indicações, nomes, propriedades, benefícios e mais!

Plantas medicinais: indicações, nomes, propriedades, benefícios e mais!

As plantas apresentam inúmeras propriedades benéficas à saúde e são utilizadas com fins medicinais há séculos. Confira aqui como elas podem te ajudar!


Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Você sabia que as fases da lua interferem e trazem diferentes significados para o ciclo menstrual? Leia o artigo e entenda mais sobre seu equilíbrio interior!


Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda é a fase mais grave do transtorno psicológico, mas tem tratamento e o paciente precisa de apoio. Saiba mais aqui!


Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Você sabe o que são afirmações positivas e lei da atração? Então leia esse artigo e descubra o que é afirmação positiva, exemplos, como criar e mais!


Pensamentos intrusivos: o que são, tipos, exemplos, tratamento e mais!

Pensamentos intrusivos: o que são, tipos, exemplos, tratamento e mais!

Pensamentos intrusivos são mais comuns do que você imagina. Descubra neste artigo o que são, como lidar e outros aspectos desses tipos de pensamentos!


Últimos posts


Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lente de contato: azul, verde, de grau, em outra pessoa e mais!

Sonhar com lentes de contato denotam má sorte? Descubra tudo sobre esse sonho e seus significados nesse atigo!


Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Salmos da cura: conheça 8 orações que irão ajudar na cura de doenças!

Os Salmos da Bíblia cristã são um convite a expressar a fé e pedidos genuínos, aliados a um profundo senso de gratidão a Deus. Conheça mais sobre esses textos!


Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Caboclo sete flechas: características, história, ponto e mais!

Conhecido por ser um grande guerreiro, o Caboclo Sete Flechas quebra qualquer demanda e ensina de forma branda e serena. Confira!


Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Anjo Miguel: conheça sua história, significado, oração e mais!

Você conhece o Anjo Miguel? Conheça a história, significado, oração e muito mais sobre esse poderoso Arcanjo e como pode trazer auxílio em sua vida.


Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Oração de Santa Maria Madalena: para o amor, para pedir, pelo perdão e mais!

Santa Maria Madalena é a padroeira de todos os pecadores arrependidos, das mulheres e das mães solteiras. Confira aqui como pedir a sua intercessão!