Pensamentos intrusivos: o que são, tipos, exemplos, tratamento e mais!

Pensamentos intrusivos: o que são, tipos, exemplos, tratamento e mais!

Pensamentos intrusivos são mais comuns do que você imagina. Descubra neste artigo o que são, como lidar e outros aspectos desses tipos de pensamentos!


Você conhece os pensamentos intrusivos?

Homem sentado em sofá pensativo

Durante uma jornada de 24 horas, ainda mais em um dia cansativo, nossa mente tende a processar inúmeras informações, gerando assim vários pensamentos ao longo do dia, seja eles classificados como bons ou como ruins.

Assim acaba nascendo os pensamentos intrusivos. São pensamentos que parecem que ficam presos na sua mente, de tão intensos e presentes que são. Alguns pensamentos são inofensivos e acompanham o modo automático da mente, outros podem ser incomuns e assustadores fazendo com que tenha uma saúde mental afetada.

Neste artigo você vai saber mais sobre os pensamentos intrusivos, como você pode lidar com eles e compreender formas de tratamento caso eles estejam afetando bastante a sua saúde mental. Confira nos próximos tópicos.

Entendendo mais sobre os pensamentos intrusivos

Mulher pensativa com as mãos no rosto

O cérebro de uma pessoa trabalha de uma forma frequente, criando novos e diferentes pensamentos. Na maioria das vezes não conseguimos nem reparar toda essa intensidade de pensamentos. Nos próximos tópicos você vai descobrir em mais detalhes o que são os pensamentos intrusivos, suas causas e como eles podem afetar a sua vida.

O que são os pensamentos intrusivos?

Pensamentos intrusivos são, como o próprio nome diz, pensamentos intrusos. São pensamentos que aparecem, de repente, sem motivos para estarem ali. Todos estão sujeitos a eles. Aparecem com um pouco mais de força do que um pensamento automático comum.

Algumas pessoas podem se prender demais a esses pensamentos, gerando um desconforto e sofrimento, sendo difícil de "se livrar" deles. Normalmente, os pensamentos intrusivos estão relacionados ao transtorno de ansiedade, porém, ela não é um fator determinante para que esses pensamentos apareçam.

No geral, estão conectados a um trauma, um medo, ou um acontecimento do passado. Para a maioria das pessoas os pensamentos intrusivos são apenas pensamentos inadequados que logo conseguem ignorar sem dificuldades.

Sinais e sintomas dos pensamentos intrusivos

Qualquer pessoa pode experienciar pensamentos intrusivos. Eles podem aparecer como pensamentos intrusivos violentos ou perturbadores, sendo pensamentos de natureza sexual, incluindo fantasias. Também são capazes de ser pensamentos que se relacionam a comportamentos que você considera inaceitáveis e abomináveis.

Eles aparentemente aparecem do nada causando muita ansiedade, porém não têm sentido em sua vida. Eles não são considerados a realidade e sim apenas pensamentos que surgiram na sua mente. O sentimento de angústia também pode estar presente quando se depara com pensamentos intrusivos de uma forma mais constante.

Origens e causas dos pensamentos intrusivos

A origem desses pensamentos intrusivos em grande parte das vezes está relacionada ao medo, mesmo o medo ser um sentimento natural de todo o ser humano e estar relacionado ao instinto de sobrevivência. Podem aparecer a qualquer momento e em qualquer hora do dia. Todo ser humano pode se deparar com esse tipo de pensamento.

O medo ou os sentimentos ruins causados por esses tipos de pensamentos pode se considerar, como sendo algo normal, apresentando assim, uma avaliação errada que a pessoa faz da situação vivenciada, chegando a acreditar na chance real de que alguma coisa ruim irá acontecer. Para lidar, é interessante avaliar que o medo não é real e que não há possibilidades de coisas ruins acontecerem.

Como os pensamentos intrusivos afetam a saúde e a vida?

Quando os pensamentos intrusivos se tornam mais frequentes e sendo eles pensamentos negativos, a tendência é que eles afetem tanto a saúde mental quanto a própria vida de uma pessoa.

Tornando-se frequentes na vida de uma pessoa, os pensamentos intrusivos têm a grande capacidade de causar angústia, dor, sofrimento, medo constante, não só de situações diversas, mas também da interação com outras pessoas.

O surgimento de doenças mentais, como é o caso da depressão, também pode ser considerado um dos problemas que os pensamentos intrusivos podem gerar na vida de uma pessoa. Assim, a pessoa acaba perdendo o interesse pela vida, pelas situações que se apresentam no seu dia a dia e pelas pessoas que os cerca. Com tudo, acaba se afastando de tudo e de todos.

Quem possui mais riscos de desenvolver pensamentos intrusivos?

Apesar dos pensamentos intrusivos serem mais comuns do que imaginamos, existem algumas pessoas que possuem mais riscos de desenvolvê-los, mesmo eles podem ser experienciados por todos nós, através do cotidiano e do contato que temos com diversas atividades ao longo de um dia.

Por isso deve-se ficar atento quando esses pensamentos estão aparecendo de uma maneira descontrolada ou com muito frequência, gerando muito incômodo e sentimentos ruins. No entanto, para algumas pessoas, pensamentos intrusivos podem se apresentar como sendo um sintoma e uma condição de saúde mental.

Esse é o caso de pessoas diagnosticadas com transtorno de estresse pós-traumático, transtorno obsessivo compulsivo ou depressão. Confira nos próximos tópicos um pouco mais sobre como os pensamentos intrusivos se apresentam nestes casos.

Transtorno de estresse pós-traumático

Pessoas que vivem com transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), frequentemente vivenciam pensamentos intrusivos que podem estar ligados a um evento traumático, desencadeando alguns sintomas físicos, como aumento da frequência cardíaca e sudorese. Em alguns casos, esses pensamentos podem trazer lembranças traumáticas causando sofrimento psicológico.

Transtorno obsessivo compulsivo

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) ocorre quando os pensamentos intrusivos se tornam cada vez mais incontroláveis. Esses pensamentos podem fazer com que você repita comportamentos na esperança de fazer acabar com os pensamentos e evitar que ocorram no futuro. Pensamentos como, se preocupar em trancar a porta várias vezes, desligar forno ou temer bactérias em superfícies são exemplos.

Depressão

A depressão é uma doença muito conhecida que afeta muitas pessoas. Pessoas clinicamente deprimidas podem apresentar pensamentos intrusivos com mais intensidade, acabando distorcendo a realidade e passando a se enxergarem como sendo pessoas inúteis ou que não servem para nada, mexendo assim com a sua autoestima e conexão com a própria vida.

Principais tipos de pensamentos intrusivos

Mulher pensativa sentada com mão na cabeça

Agora, para entendermos ainda mais sobre pensamentos intrusivos, é interessante sabermos quais são os principais tipos desses pensamentos. Confira abaixo quais são eles e suas principais características.

Autoestima

Sabe aqueles pensamentos como, "nossa, estou muito feio hoje", "não fico muito bem com nenhuma roupa", “meu corpo não está me agradando muito, estou muito gordo". É possível que já tenha se deparado com algumas dessas falas e pensamentos.

Esses são alguns exemplos de pensamentos que estão relacionados à autoestima - que é fundamental para todo o ser humano. É possível afirmar que esse tipo de pensamento pode estar relacionado a algum tipo de ansiedade, por exemplo.

Esse tipo de pensamento intrusivo muitas vezes pode estar associado a um caso de depressão não identificada, afetando muito a relação da pessoa com o seu próprio corpo, suas qualidades e como leva a própria vida.

Relacionamentos

Quando recebemos um abraço, um carinho ou um elogio de alguém, e bate aquela sensação de que não somos merecedores desse momento. E esse é o tipo de pensamento intrusivo que está relacionado a aspectos de relacionamento.

Esses pensamentos, quando surgem, trazem a ideia de que não somos dignos do amor que estamos recebendo, criando uma sensação de não merecimento, quando potencializados. Tudo isso pode contribuir para uma pessoa ter sérios problemas com o relacionamento, seja, amoroso ou simplesmente com amigos e familiares.

Sexuais

Esses tipos de pensamentos estão relacionados, muitas vezes, a pensamentos eróticos, tendo como fonte do pensamento o desejo por relações com pessoas ou situações que muitas vezes são impensáveis.

Desejar ter relação com um familiar, ou um colega de trabalho, ou talvez uma pessoa muito amiga e próxima de você, podem ser classificados como tipos de pensamentos intrusivos sexuais. Às vezes esse tipo de pensamento é voltado para uma possível infidelidade dos parceiros, ou muitos questionamentos sobre a sinceridade dos seus sentimentos. Tudo isso, pode mexer com a estabilidade de uma relação amorosa.

Religiosos

São as ideias relacionadas a sensação de que alguns atos executados estão contra a vontade de Deus, ou seja, refere-se a sensação ou percepção de estar cometendo algum tipo de pecado ou infração, que aos olhos divinos, é muito errado e passível de punição.

Esse tipo de pensamento tende a julgar nossas ações e nossos valores de acordo com o que é certo ou errado voltado para pensamentos religiosos, algo mais moralista. É um tipo de pensamento que tende limitar uma pessoa, principalmente com desejos e vontades próprios que grande parte das vezes são podados pelos ensinamentos e pensamentos religiosos.

Obsessivos

Pensamentos intrusivos obsessivos é o tipo de pensamento desagradável, muitas vezes constantes e insistentes, e uma característica muito presente neste tipo é o fato dele ser indesejado em todas as vezes que ele vem à tona.

A pessoa que tem esse tipo de pensamento sente muita culpa em tê-lo por não concordar com o que é apresentado, buscando não fazer o que esses pensamentos sugerem que se faça. É um tipo de pensamento em que a pessoa tende a brigar contra seus próprios pensamentos, fazendo o possível para controlá-los e afastá-los, mesmo sabendo que isso é praticamente impossível.

Afinal, quanto mais ele deseja não ter aquele pensamento, mais ele fixa aquilo na sua cabeça - ou seja, é o efeito contrário. É válido lembrar que pessoas que já têm depressão podem apresentar a presença mais constante desse tipo de pensamentos intrusivos.

Violentos

Já nesse tipo de pensamento intrusivo, acabam sendo os pensamentos que sugerem atos de violência contra alguém que você ama, alguém da sua família ou também contra uma pessoa desconhecida.

Só o ato de ter esse desejo por uma atitude violenta pode se entender por um tipo de pensamento intrusivo violento. Muitas vezes esse tipo de pensamento surge em momentos de raiva e descontrole sobre uma determinada situação.

Outras informações sobre os pensamentos intrusivos

Mulher triste apoiada na parede

Para conseguir lidar melhor com os pensamentos intrusivos e apresentar a identificá-los, nos próximos tópicos você vai descobrir mais detalhes sobre os pensamentos intrusivos e como obter um resultado positivo ao lidar com eles.

Como lidar com os pensamentos intrusivos?

Como um aprendizado fundamental, é importante saber antes de tudo que pensamentos intrusivos são apenas pensamentos, e não condizem com a realidade ou uma definição sobre você. Sabendo disso, é importante conseguir enfrentar esses pensamentos, se questionando se você seria capaz de fazer aquilo que você imaginou, ou se teria reais chances de acontecer.

Ao fazer isso você mesmo vai conseguir fazer com que esses pensamentos desapareçam, simplesmente por não dar atenção a eles. Também é indicado fazer o uso da meditação, ainda mais se for a mindfulness, que tende a ajudar a trabalhar a sua atenção e foco no presente, ajudando a lidar melhor com esses pensamentos. Por fim, fazer o uso da respiração consciente é essencial.

Como avaliar os pensamentos intrusivos

O primeiro passo que listamos para conseguir avaliar os pensamentos intrusivos é de extrema importância se atentar. Aceitar que são apenas pensamentos e que eles não são você, te ajuda a se distanciar do que é real para o que a sua própria mente está criando. Lembre-se que é impossível controlar que pensamentos intrusivos aparecem.

O que esses pensamentos costumam transmitir, quando ruins, não querem dizer que de fato vão acontecer. São apenas ideias, por tanto, não apresentam uma verdadeira realidade, são apenas uma idealização delas. Porém, quando esses pensamentos repetitivos não vão a lugar ou causam sofrimento desnecessário, é um sintoma que esses sejam pensamentos intrusivos.

Quando os pensamentos intrusivos são bons?

Geralmente, são pensamentos em que os temas são bem variados, mas o importante a se saber é que eles são capazes de gerar sentimentos de alegria e felicidade, causando assim, um bem-estar. Para ter mais contato com os pensamentos intrusivos bons, é importante estar em ambientes que estimulem isso, seja viajando, em reuniões com amigos ou simplesmente fazendo atividades que goste, vai ajudar a produzi-los.

Quando os pensamentos intrusivos são ruins?

Muitas vezes esses pensamentos podem estar conectados a algum medo, ou um trauma do passado, por isso merece a atenção de um especialista. Sendo assim, esse tipo de pensamento se torna ruim quando ele é fixo e sua vida passa a ser organizada a partir do que não é verdadeiro.

Qual profissional procurar para o tratamento dos pensamentos intrusivos?

Se você perceber que está com uma frequência de pensamentos intrusivos e isso acaba te incomodando muito procure a ajuda de um especialista em saúde mental, principalmente um psicólogo. Há vários meios de você conseguir aprender a lidar com esses pensamentos e fazer um tratamento eficaz.

A psicoterapia ou terapia cognitivo-comportamental são as mais indicadas quando a queixa são pensamentos intrusivos. A psicoterapia vai ajudar a encontrar os melhores caminhos para adquirir mais autoconfiança e aprender a identificar recursos próprios para conseguir lidar com esses tipos de pensamentos.

Tratamento para os pensamentos intrusivos

Existem diversos meios para você conseguir fazer um tratamento para os pensamentos intrusivos. Geralmente o melhor caminho é você conseguir reduzir a sua sensibilidade ao pensamento criado e o conteúdo que ele carrega. Sendo assim, além de maneiras simples que você pode fazer no seu dia a dia, existem alternativas junto com um profissional, para que você consiga lidar melhor com esses pensamentos.

É muito importante manter conseguir aprender a manter a calma quando esses pensamentos aparecem, por isso, exercícios de meditação e respiração são super indicados para conseguir esse resultado. Além desses dois meios, nos próximos tópicos você vai conhecer outras alternativas de tratamento.

Terapia

A busca por uma terapia ou psicoterapia pode te ajudar muito no processo de você conseguir entender as causas desses pensamentos. Ela te ajudará a encontrar novos caminhos para você conseguir adquirir mais autoconfiança, proporcionando formas efetivas de lidar com esses pensamentos intrusivos.

Medicamentos

Em alguns casos, um profissional de saúde, como é o caso do psiquiatra, pode prescrever medicamentos para ajudar a equilibrar as substâncias químicas do seu cérebro. Esses medicamentos é comum terem o uso em casos como o TOC e depressão.

Tratamentos naturais

Se atentar para os próprios hábitos é uma forma de tratamento muito efetiva. Procurar se perceber mais e trabalhar a ideia de reconhecer esses pensamentos como sendo apenas pensamentos, aprendendo a ressignificá-los é uma ótima alternativa. Além de procurar construir hábitos que você consiga promover uma saúde mental mais equilibrada, como é o caso da atividade física, podendo ser simplesmente uma caminhada.

Fique atento à Síndrome do Pensamento Intrusivo e procure um médico se necessário!

Mulher sentada encostada na parede e pensativa

Como você pode ler neste artigo, o pensamento intrusivo faz parte da experiência de todo ser humano, não tem como fugir. O que muda de uma pessoa para outra é como ela vai lidar com esses pensamentos no decorrer da sua vida.

Porém, há muitas maneiras de você conseguir tratar a síndrome do pensamento intrusivo, desde a introdução de hábitos mais saudáveis na sua rotina, ou um acompanhamento com um profissional da saúde da mente qualificado.

A procura pela psicoterapia é um meio muito eficaz de você aprender a lidar com os pensamentos intrusivos. Com ela, é possível resgatar a qualidade de sua qualidade de vida e saúde mental, identificando as causas desses pensamentos e sempre procurando soluções e recursos internos ou externos para solucioná-los.

Portanto, procure investir tempo e dedicação no seu processo de autoconhecimento, para conseguir se compreender melhor a cada dia. Ter um olhar atento para seus sentimentos e pensamentos também é uma forma de cuidado e carinho com você. Caso necessário, se sentir que não consegue lidar sozinha com os pensamentos intrusivos procure a ajuda de um psicólogo ou um médico especialista.

Autor deste artigo

Jornalista e taurina apaixonada por escrita desde aprendeu a escrever. Desde a sua formação, se dedica a escrever textos sobre diversos assuntos, e temas como o autoconhecimento e saúde da mente têm feito parte dos seus trabalhos e pesquisas mais frequentes.

Palavras-chave relacionadas


autocuidado

Artigos relacionados


Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Você sabia que as fases da lua interferem e trazem diferentes significados para o ciclo menstrual? Leia o artigo e entenda mais sobre seu equilíbrio interior!


Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda é a fase mais grave do transtorno psicológico, mas tem tratamento e o paciente precisa de apoio. Saiba mais aqui!


Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Você sabe o que são afirmações positivas e lei da atração? Então leia esse artigo e descubra o que é afirmação positiva, exemplos, como criar e mais!


Depressão na gravidez: o que é, causas, sintomas, tratamento e mais!

Depressão na gravidez: o que é, causas, sintomas, tratamento e mais!

A depressão gestacional é muito comum e quando não tratada, pode causar diversas consequências, sobretudo, para mãe e o bebê. Leia o artigo para saber mais!


Síndrome do pensamento acelerado: o que é, sintomas, tratamento e mais!

Síndrome do pensamento acelerado: o que é, sintomas, tratamento e mais!

A Síndrome do pensamento acelerado se manifesta pela aceleração dos pensamentos. Mas não é só isso. Confira todas as características do quadro aqui!


Últimos posts


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Aprenda aqui como fazer o banho de Artemísia. A erva possui diversos benefícios para a saúde, além de promover limpeza energética, atrair proteção e muito mais!


Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sabia que sonhar com nota de 2 reais traz vários significados? Pode revelar prosperidade, mas não fala só de dinheiro. Clique e entenda todas as interpretações!


Sonhar com ar condicionado: ligado, quebrado, pegando fogo e mais!

Sonhar com ar condicionado: ligado, quebrado, pegando fogo e mais!

Neste artigo nós desvendamos as interpretações de 19 tipos de sonhos com ar condicionado. São bons e maus presságios, além de alertas e conselhos. Confira!


Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Você sabia que as fases da lua interferem e trazem diferentes significados para o ciclo menstrual? Leia o artigo e entenda mais sobre seu equilíbrio interior!