Baianos na umbanda: conheça a história, ações, nomes comuns e mais!

Baianos na umbanda: conheça a história, ações, nomes comuns e mais!

Os Baianos são entidades muito importantes dentro da Umbanda. Nesse artigo completo é possível encontrar tudo que precisa saber sobre essa grande falange!


Saiba mais sobre os baianos na umbanda!

baianos da umbanda

A umbanda é uma religião afro-brasileira que traz em suas giras entidades que auxiliam na cura, na evolução divina e com o propósito terrestre dos consulentes. As entidades são dividas em linhas e a linha dos Baianos é uma das mais requisitadas dentro da religião quando se trata de justiça e ouvir verdades que precisam ser escutadas.

Os Baianos são entidades muito pacientes e compreensivas com seus consulentes e médiuns, porque trazem consigo uma história desafiadora de vida na Terra e entendem o caminho que é preciso percorrer para a evolução espiritual.

Por esses motivos os Baianos possuem uma legião de fiéis nos centros de umbanda do Brasil. Conheça mais sobre a história, as linhas de Baianos e mais!

Conhecendo os baianos na umbanda

fitas de nosso senhor do bonfim dos baianos

A linha de Baianos é uma das linhas mais queridas dentro da religião da umbanda, sendo sinônimo de força, amor, alegria e muito trabalho. A linha de Baiano chega dançando, sendo difícil não encontrar essa característica em seu trabalho, trazendo uma força para dentro do terreiro onde causa a sensação de que todo o ambiente se altera.

A vibração e força da linha dos Baianos traz para dentro do terreiro uma nova energia, tendo muito carinho ao atender e ouvir as pessoas. Carinho esse que pode ser entendido pela sua história de luta, sofrimento e resiliência, dos espíritos que encarnam nessa linha.

História das entidades baianas na umbanda

A linha de Baianos na umbanda é muito conhecida por diversas entidades como Seu Zé Baiano, Zé do Coco, Baiano Mandingueiro e outros. As primeiras pesquisas que datam dos anos 1940, 1944 e 1945, afirmam que os primeiros Baianos e Baianas, surgiram na umbanda na década de 40. Isso se deve à migração do povo nordestino para o sudeste.

Entretanto, existem alguns pontos cantados que remontam ao final da década de 20, como o ponto da Vó Joana da Bahia. Se for observado mais de perto, alguns Pretos Velhos já traziam a história da Bahia para dentro dos terreiros, preparando assim o terreno para essa forma de apresentação do povo alegre e abençoado que são os Baianos e as Baianas.

Em um ponto cantado dentro da Tenda de São Jorge (um dos 7 terreiros fundados pelo Caboclo das 7 Encruzilhadas, que em 1908 anunciou a Umbanda no plano terrestre), eles cantavam: “Se ele é baiano, ele é baiano de terreiro”, esse ponto data do início da década de 30, ou seja, antes mesmo da linha de Baiano se manifestar na umbanda, outras linhas já preparavam o plano material para sua chegada.

Algumas vertentes da umbanda acreditam que a Linha dos Baianos foi criada para a manifestação de pais e mães de santo ancestrais, que sem um grau evolutivo suficiente para se tornar um Caboclo ou um Preto Velho, não tinham espaço para se manifestar dentro do terreiro para continuar a sua caminhada no plano espiritual.

Assim diante da necessidade de acomodar esses espíritos e em homenagem à grande migração que o povo do nordeste fez para o sudeste, sendo extremamente mal tratados, nasce a linha de Baianos na umbanda.

Características do guia baiano na umbanda

A linha de Baianos na umbanda é uma linha que não tolera injustiças. Se um Baiano atende a um consulente que está sofrendo injustiça, ele toma as dores para si e faz questão de não sair do lado dessa pessoa até que o problema seja resolvido.

Apesar de ter um instinto paternalista de muito carinho e alegria, essa entidade não costuma ter “papas na língua” e vai falar as verdades que o consulente precisa ouvir. Se ele ver que o problema na vida do consulente está sendo causado pelo próprio, não vai hesitar em dar um chacoalhão para que assuma a responsabilidade e dê direcionamento no seu caminho.

Não se deve mentir para nenhuma entidade espiritual, porém os Baianos não têm tolerância para mentiras. Ao ver que um consulente ou um médium está mentindo, ele sempre pergunta “tem certeza meu filho?”, e ao confirmar a mentira, ele dá o puxão de orelha necessário para a pessoa acordar.

Baiano também não gosta de pessoas preguiçosas. Se ele vê que tem merecimento, vai tentar despertar todos os sentimentos de desejo, fazendo o consulente arregaçar as mangas e ir para a batalha, mas se ele vê que a pessoa é preguiçosa, vai deixar que o mesmo siga a sua caminhada como desejar.

Ação dos Baianos na umbanda

Apesar da provocação e gracejo que se diz sobre baianos que não gostam de trabalhar, essas entidades trabalham e muito. São espíritos que gostam de batalha, como se fossem mel e abelha. Esses espíritos não medem esforços para ajudar aos seus médiuns e consulentes quebrando demandas e energias negativas.

O perfil dessa entidade é alegre, trabalhador, que não se nega a entrar numa batalha para defender a quem merece e quase sempre sai vitorioso. Essa é a característica de trabalhos da linha de Baianos na umbanda.

A linha baiana representa o povo baiano?

Sendo uma das linhas que traz regionalidade mais presente dentro das suas manifestações, será difícil não ver um Baiano na umbanda que fala com o sotaque marcado, que não usa elementos regionais como o coco ou que não apele para santos como Nosso Senhor do Bonfim ou até mesmo a figura de Padim Ciço. Todos esses elementos são em homenagem e representatividade do povo nordestino.

A Umbanda tem a característica de trazer a cultura de povos regionais que há muito tempo foram oprimidos e marginalizados, sendo de fácil visualização dentro do terreiro essa homenagem e empoderamento, com os espirito dos Índios, dos negros escravos, das mulheres subjugadas, da cultura cigana e diversos outros que tiveram a margem da sociedade.

Diferentes linhas dos baianos na umbanda

baianos de umbanda

A umbanda é uma religião plural, livre de estrutura vertical de comando, por isso cada região ou até cada terreiro tem uma particularidade em seus cultos. Quando a linha de Baiano começou a ser fundamentada no plano terreno, algumas interpretações e formas de cultuá-la surgiram e se dividiram em duas principais, fundamentadas pela forma de culto de cada região, no caso o eixo Rio - São Paulo.

Em essência a forma de trabalho das entidades não se altera, a única diferença é no entendimento da linha de trabalho. Entendimento esse que, com o passar dos anos, foi fundamentado pelo plano espiritual, tirando assim as dúvidas e tornando hoje mais homogênea a compreensão dessa linha. Conheça a seguir algumas dessas linhas.

Linhas de baianos em São Paulo

A linha de pensamento apresenta os Baianos como uma linha de homenagem aos imigrantes vindos do nordeste para o eixo Rio - São Paulo, na década de 60. Nessa época todos os imigrantes, vindos dessa região eram chamados de baianos, algumas vezes até de forma pejorativa.

Em meio ao crescimento das metrópoles, esses imigrantes representavam a força de trabalho, na construção civil, na faxina, ganhando pouco e trabalhando muito. Na década de 70, quando o Brasil entrou em crise econômica, esses imigrantes começaram a sofrer muito preconceito, sendo a eles atribuída a falta de vagas de trabalho e a lotação das cidades, além de ser relacionados à coisas de mal gosto.

Quem tinha esse entendimento de homenagem ao povo imigrante, já instituiu a Linha de Baianos como uma nova linha dentro dos trabalhos de umbanda, com estrutura e fundamentos próprios e independentes.

Linha de baianos no Rio de Janeiro

Existem duas grandes linhas de pensamento sobre a formação da linha dos Baianos, a do Rio de Janeiro e a de São Paulo.

A primeira linha, muito difundida nos terreiros cariocas, diz que a linha dos Baianos é composta por espíritos de negros, grandes feiticeiros, pais e mães de santo da antiguidade do candomblé, grandes pessoas que tiveram contato com os ritos africanos e que desenvolveram um conhecimento de mandingas e de demandas.

Hoje todas essas pessoas, que entendem a necessidade de prestar a caridade e ajudar outras pessoas, se concentram na linha dos Baianos.

Linhas de baianos em outros locais

Hoje em dia a linha dos Baianos já é bem fundamentada e enraizada dentro da religião e seu culto e fundamento é quase universal em todo o país, apenas diferente das correntes de pensamento no início, graças ao tempo e a espiritualidade o entendimento do mistério dessa linha foi desvendado.

A linha estruturada na umbanda é própria e não é possível vê-la em outra religião, mas isso não significa que não possamos ver essas entidades se manifestando em outros cultos ou até mesmo vindo de outros cultos para a umbanda.

Por exemplo, uma entidade que durante muito tempo se manifestou dentro da linha dos Baianos e hoje tem sua própria linha de trabalho, o Seu Zé Pilintra. Origem do culto de mestres da Jurema chamado de catimbó.

O catimbó é um culto de origem nordestina, resultado do encontro entre o europeu com o índio brasileiro e o africano. Considerado um culto xamânico nacional, o catimbó utiliza a incorporação de espíritos que por eles são chamados de mestre.

Alguns desses espíritos, aos poucos foram se apresentando na umbanda e o principal deles é Seu Zé Pilintra, que incorporava nas giras de Baiano e hoje tem a sua própria linha chamada Linha dos Malandros.

Alguns nomes comuns de baianos na umbanda

orixás de umbanda

Ao se tornarem guias de umbanda, os espíritos entram para uma hierarquia chamada de falange. As falanges são regidas por um ou mais orixás e podem trabalhar dentro da força dos demais orixás. Quando se fala de nomes das entidades, não se refere a um indivíduo, a uma entidade específica, mas sim à falange à qual aquela entidade integra.

Por isso, é normal ter duas ou mais entidades no mesmo terreiro com o mesmo nome. Isso não significa que uma entidade se incorpora em 3 pessoas ao mesmo tempo. Significa que aqueles 3 médiuns incorporam espíritos diferentes, mas que fazem parte da mesma falange.

Esses espíritos se unem a uma falange, por afinidade e energia compatível com o método de trabalho, abaixo veremos alguns nomes de Baianos e dentro de qual mistério eles atuam.

João do Coco

Os espíritos que se manifestam nessa linha, são regidos pelo orixá Xangô e atuam dentro da linha de Oxalá. Essa entidade se manifesta de diversas maneiras, mas a sua atuação é na justiça ligada à fé, ou seja, se algo ou alguém atentou contra a sua fé, causando uma injustiça com você, essa falange de Baianos pode ajudar.

Costumam receber suas oferendas em pedreiras e campos abertos, e suas velas podem variar além da cor amarela que é da linha dos Baianos, podendo ser marrom ou brancas, ligadas a Xangô e Oxalá.

Zé Baiano

O Zé Baiano tem em sua atuação de trabalho o desmanche de trabalhos negativos, abertura dos caminhos e proteção, dos consulentes e de seus médiuns. É uma entidade regida pelo orixá Ogum, por isso sua atuação se faz bastante nos campos de batalhas.

As oferendas feitas para eles podem ser realizadas nos “caminhos”, em uma estrada, em uma linha de trem. O ideal é que seja um caminho longo que ligue o ponto A ao ponto B. A vela oferecida a essa entidade pode ser azul escura também.

Os médiuns dessa entidade, tendem a ser leais e verdadeiros, não admitindo de nenhuma maneira a injustiça, sempre lutando pelos mais fracos, gostam de uma briga, mas principalmente para defender seus entes queridos. Tendem a se afastar da família para viver grandes aventuras, principalmente amorosas.

Manoel do Facão

Manoel do Facão é um Baiano muito alegre e muito rígido. É aquele Baiano que faz pensar e refletir. Trabalha na irradiação de Ogum e a moral de uma de suas histórias reflete bem quem ele é: “Melhor ser um bobo alegre debaixo de um céu cinza, do que um bobo triste debaixo de um céu azul com coração de ranzinza.”

Manoel do Facão deixa o ensinamento de que apesar das dificuldades, somos nós que escolhemos como reagir a elas, você pode ser o bobo, que de tudo reclama e nada está bom ou você pode ser o bobo alegre que não se deixa abater pelas adversidades, pois sabe que aquilo é o que te faz crescer.

Pedro da Bahia

A entidade Pedro Bahia, manifesta e traz consigo a energia do orixá Xangô. São por excelência calmos e moderados, pesam os fatos com muito cuidado e sempre procuram a justiça para seus médiuns e consulentes.

São entidades diretas e às vezes podem parecer até rudes, mas o único objetivo deles é guiar e direcionar de modo que você possa visualizar as soluções de sua vida.

Por terem como irradiador o orixá Xangô, essa entidade recebe suas oferendas em pedreiras e as cores podem ser amarelo e marrom. Procuram transmitir para seus médiuns sempre a energia de obstinação, coragem e força. Dão firmeza de propósito e direcionamento.

Simão

Simão era um pescador que conheceu Jesus por meio de seu irmão André e na ocasião disse-lhe que a partir de então não seria mais pescador de peixes, mas de homens. Mais tarde, durante o ministério de Jesus, o nome Simão foi trocado por Cefas/Kephas (traduzido como Pedro).

O significado deste novo nome remetia diretamente à missão dada mais tarde a Pedro, o qual se tornaria a pedra (base) sobre a qual a Igreja de Cristo deveria ser construída.

Portanto, as mesmas características apresentadas acima para o Baiano Pedro da Bahia podem ser atribuídas a essa linha de trabalho, são falanges diferentes, porém com o mesmo campo de atuação e características de trabalho.

Maria do Rosário

Essa falange de Baianas, Maria do Rosário, tem similaridade com a linha das Pretas Velhas Vó Maria do Rosário. Essas entidades se manifestam na linha de Iemanjá e Oxum. São entidades que trabalham nas energias de geração e amor. Suas cores podem ser amarelo, rosa ou azul claro e os pontos de força da natureza podem ser praias e cachoeiras.

Quando falamos das entidades que trabalham nessas forças, geralmente estão ligadas à maternidade, seja na concepção ou geração, casos de mulheres que gostariam de engravidar, casos de mães que estão sofrendo pelos seus filhos, etc. A Baiana Maria do Rosário tende a ter mais atenção na resolução.

Baiana do Balaio

Muito conhecida no culto de nação Tambor de Mina que é praticado no Maranhão, Piauí, Pará e na Amazônia, uma religião afro-brasileira. Baiana do Balaio é originária da umbanda, muito requisitada principalmente pelo seu conhecimento em cura através das ervas.

Essa Baiana é irradiada pela força de Iansã, porém trabalha na energia de diversas Iabás (orixás femininos), sendo bem específico de cada entidade. Sua cor pode ser o amarelo, o rosa e o vermelho, e suas oferendas podem ser colocadas em campo aberto, cachoeiras e pedreiras. Com sua alegria e sua dança, a Baiana do Balaio chega descarregando o terreiro, médiuns e consulentes.

Maria Quitéria

Baiana muito forte, que atua na quebra de demanda, desmanche de magia negra e encaminhamento dos espíritos negativados. A entidade Maria Quitéria trabalha sustentada pelas forças de Iansã, senhora dos ventos, tem o poder do sopro, de afastar, de limpar todo mal que possa estar presente na vida do consulente ou dos médiuns.

É uma entidade que, às vezes pode se apresentar como uma mulher negra anciã, vista também como uma bruxa, pois é grande detentora de conhecimento em magia. Gosta de cores quentes como amarelo, laranja e vermelho, suas oferendas podem ser feitas em campos abertos, pedreiras e estradas.

Amigo do Vitorino

Essa linha é uma falange que faz parte dos Baianos na umbanda. São entidades alegres e que se movimentam no terreiro, ajudando em questões familiares e quebra de baixa magia. Sempre muito solícitos aos consulentes e médiuns, fazem seus trabalhos elevando o local e as pessoas que estão nele, espiritualmente.

Gostam muito de desmanchar demandas. As entidades da falange Amigo do Vitorino bebem batidas de coco e comem comidas típicas da cozinha baiana. Suas cores são branco ou amarelo. E suas vestes, geralmente roupas brancas e casaco de couro. Usam chapéu de palha ou de couro. Sua oferenda pode ser feita em campos abertos e pedreiras.

Maria Bonita

Maria Bonita é uma falange que se manifesta em diversas outras linhas também, sempre com muita fé. É uma entidade que trabalha na irradiação da orixá Oxum.

Oxum é a senhora do amor, do ouro e da beleza, do trabalho das Baianas. Nessa linha de atuação é um trabalho voltado a ajudar pessoas a equilibrar o amor em suas vidas, atrair a prosperidade e também na concepção da vida.

Maria Bonita, uma mulher conhecida no folclore brasileiro, representa o empoderamento, a força e a vitalidade feminina. Ajudando especialmente mulheres a crescer e se desenvolver, não permitindo abusos ou menosprezo. É uma entidade forte, concentrada, animada e muito solícita. O local para suas oferendas pode ser a cachoeira e a sua cor pode ser amarela ou rosa.

Lampião

As entidades conhecidas como Lampião representam uma sublinha dentro da linha dos Baianos. Tende a vir em trabalhos específicos de limpeza e desobsessão. Essa linha não costuma ser chamada para consultas dentro da umbanda. É uma linha relativamente nova que trabalha dentro das energias da orixá Iansã. Sua cor pode ser o amarelo e o vermelho e o seu lugar de oferenda pode ser em campos abertos e pedreiras.

O objetivo dessa linha é ajudar dentro dos trabalhos, trazendo ao médium e ao consulente a autoconfiança e o fortalecimento mental. Vale ressaltar que essa linha de cangaceiro, não necessariamente agrega aqueles membros de bandos como de Lampião, os espíritos que se manifestam nessa linha, assim o fazem por afinidade ao cangaço, então são representantes daquela região.

Zé da Peixeira

A falange de Zé da Peixeira é irradiada pelo orixá Ogum e traz consigo o poder ordenador e poder cortador do orixá. Os Baianos têm seu jeito particular de trabalhar e cortar demanda, mirongas e mandingas.

Essa entidade é leal, confiável e amigável, sendo muito irreverente e concentrada. Essa linha traz consigo o poder da Bahia, poder esse que durante muito tempo foi usado por diversos cultos e não sendo à toa a primeira casa de candomblé conhecida ser da Bahia.

Outras informações sobre os baianos na umbanda

colares de contas umbanda

Essas entidades possuem suas particularidades e personalidade. Cada uma varia dentro de sua falange e também da característica de cada espírito, já que cada entidade é um espírito com vivências diferentes.

Os guias Baianos surgiram para firmar a proximidade da cultura de um lugar entre as pessoas, são vários ensinamentos que essas entidades passam, principalmente pelo fato de que carregam uma forte energia positiva. Representam autoconhecimento, paz, amor, saúde, proteção e prosperidade para a vida de todos que os buscam. Veja mais a seguir.

Dia dos Baianos

Por sincretismo e devoção a Nosso Senhor do Bonfim, o dia de comemoração dos Baianos é dia 2 de fevereiro, segundo a umbanda raiz. O seu dia da semana varia entre segunda, terça ou sexta feira, segundo cada tradição.

Cores dos Baianos

Cada Baiano traz consigo um orixá que rege o seu campo de atuação, então é normal ver os Baianos utilizando diversas cores para seus trabalhos. Porém, existe uma cor “universal” para todos os Baianos, é o amarelo.

Oferenda aos Baianos

A oferenda para os Baianos pode ser feita em casa ou em diversos pontos de força naturais. Tudo vai depender do orixá regente daquela entidade e seu propósito. A oferenda não precisa ter todos os itens a seguir, e pode variar pela necessidade a ser alcançada, mas segue abaixo uma oferenda completa da linha dos Baianos na umbanda:

Toalha ou pano amarelo e branco; velas amarelo e branco; fitas de amarelo e branco; linhas amarelo e branco; pembas amarelo e branco; frutas (coco, caqui, abacaxi, uva, pera, laranja e manga); flores (flor do campo, cravo e palmas); comidas (acarajé, bolo de milho, farofa, carne seca cozida e com cebola); bebidas (batida de coco, de amendoim).

Ervas dos baianos na umbanda

As ervas na umbanda são usadas para banhos e defumações, não existe uma regra única de combinações, nessa caso cada entidade pode passar um conjunto de ervas específicas para determinados fins.

Separamos um conjunto de ervas que você pode usar para se conectar a energia dos Baianos. E durante o seu banho ou enquanto faz sua defumação, você pode pedir a presença e a força dessas entidades. As ervas são: eucalipto, pau tenente, aroeira, arruda, levante, alecrim do norte, cipó cruz, angélica, algodoeiro.

Saudações aos baianos

A saudação aos Baianos na umbanda varia de tradição para tradição, mas as mais comuns são:
- "Saravá os Baianos";
- "Saravá as Baianas",
- "Saravá todo povo da Bahia";
- "Salve a Bahia";
- "Salve os da Bahia".

Ponto de baiano

Alguns pontos cantados de Baiano e Baiana:

Baiana faz e não manda/Não tem medo de demanda/Baiana faz e não manda
Não tem medo de demanda/Baiana feiticeira/Filha de Nagô
Trabalha com pó de pemba/Pra ajudar Babalaô
Baiana sim/Baiana vem/Quebra a mandinga com dendê
Baiana sim/Baiana vem/Quebra a mandinga com dendê

_________________________________________

Ai, ai, ai meu Senhor do Bonfim / Valei-me São Salvador
Oi, vamos saravá minha gente/Que o povo da Bahia chegou
Bahia, Bahia, Bahia de São Salvador / Quem nunca foi à Bahia, oi peça a Deus nosso senhor.

_________________________________________

Baiano bom/Baiano bom/ Baiano bom é o que sabe trabalhar
Baiano bom/É o que sobe no coqueiro/Tira o coco, bebe a água
E deixa o coco no lugar

_________________________________________


Quando eu vim da Bahia estrada eu não via
Quando eu vim da Bahia estrada eu não via
Cada encruza que eu passava uma vela eu acendia
Cada encruza que eu passava uma vela eu acendia
Coquinho Coquinho Baiano, Coquinho lá da Bahia
Coquinho venceu demanda com a Senhora da Guia

Oração aos Baianos

"Salve Nosso Senhor do Bonfim, Salve todo povo da Bahia, clamo neste momento a vossa presença, me ajude na minha caminhada e me dê a vossa proteção, conforme o meu merecimento.


Peço que toda injustiça cometida contra mim, segundo os seus olhos, seja desfeita. Peço que toda e qualquer energia negativa e demanda que possa estar agindo em mim ou no meu lar seja quebrada, removida e encaminhada para o seu lugar de merecimento.


Peço perdão pelas minhas falhas e os meus erros e que continue caminhando comigo, me dando direcionamento para não mais errar.


Em nome de Deus, Santa Cruz, amém. Saravá a todo o povo da Bahia."

Os baianos na umbanda representam um povo alegre!

baianos

Os Baianos são entidades muito formosas, cheias de vibrações positivas e energia.
Mesmo quando seus consulentes aparentam problemas ou tristeza, após o contato com os Baianos na umbanda sente quase que imediato a calmaria e a alegria fluir dentro de si.

Sempre muito solícitos e engraçados ganham uma legião de fiéis, esses que buscam a leveza e a habilidade de solucionar questões em seu caminho, como os baianos.

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


religiões energias bem-estar

Artigos relacionados


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Qual o significado espiritual da estrela cadente? Ver, sonhar e mais!

Qual o significado espiritual da estrela cadente? Ver, sonhar e mais!

Ver estrelas cadentes tem inúmeros significados, e pode ser uma oportunidade de fazer pedidos se sentindo mais perto do universo. Saiba mais no artigo!


Qual o significado da cor da aura? Amarela, verde, vermelha, azul e mais!

Qual o significado da cor da aura? Amarela, verde, vermelha, azul e mais!

A cor da aura sinaliza as energias que envolvem o ser humano. Descubra aqui o que as cores significam, como fazer para enxergá-las e muito mais.


Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

A mediunidade é um assunto fascinante que desperta diferentes sentimentos nas pessoas. Aprenda sobre seus segredos neste artigo e saiba se você é um médium!


As leis do universo: lei da atração, da vibração, da unidade, do retorno e mais!

As leis do universo: lei da atração, da vibração, da unidade, do retorno e mais!

As leis do universo regem os movimentos humanos e de todo o cosmos. Elas sinalizam qual caminho devemos seguir, visando a evolução espiritual. Confira!


Últimos posts


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Aprenda aqui como fazer o banho de Artemísia. A erva possui diversos benefícios para a saúde, além de promover limpeza energética, atrair proteção e muito mais!


Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sabia que sonhar com nota de 2 reais traz vários significados? Pode revelar prosperidade, mas não fala só de dinheiro. Clique e entenda todas as interpretações!


Sonhar com ar condicionado: ligado, quebrado, pegando fogo e mais!

Sonhar com ar condicionado: ligado, quebrado, pegando fogo e mais!

Neste artigo nós desvendamos as interpretações de 19 tipos de sonhos com ar condicionado. São bons e maus presságios, além de alertas e conselhos. Confira!


Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Você sabia que as fases da lua interferem e trazem diferentes significados para o ciclo menstrual? Leia o artigo e entenda mais sobre seu equilíbrio interior!