Deuses hindus: Brahma, Shiva, Vishnu, Parvati, Rama, Krishna e mais!

Deuses hindus: Brahma, Shiva, Vishnu, Parvati, Rama, Krishna e mais!

Conheça os principais deuses hindus: quem são, como se parecem, o que regem, e sua importância para nossas vidas.


Quem são os deuses hindus?

Estátuas de deuses hindus

Os deuses hindus são todas as divindades que pertencem à religião chamado hinduísmo. A história dos deuses hindus e da religião em sua totalidade, é considerada uma das mais antigas da humanidade. Atualmente, o hinduísmo é a terceira maior religião do mundo, predominante na Índia, no Nepal e em alguns países do sudeste asiático.

Por se tratar de uma religião politeísta bastante complexa e com tradições diversas, a maneira mais simples de compreender a mística em torno dos deuses hindus é através das suas principais divisões. Neste artigo, você conhecerá as principais ramificações dos deuses hindus, assim como as divindades pertencentes a cada uma delas.

Trimurti, os três principais deuses hindus

O conceito de Trimurti está associado à ideia de trindade. Segundo o hinduísmo, há três deuses hindus responsáveis pelo equilíbrio e funcionamento de todo universo: Brahma, Vishnu e Shiva. Essas divindades representam as forças e as energias contidas em cada ser e em cada pessoa neste mundo, assegurando sua transformação. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir.

Brahma, o Deus da criação

Estátua do deus Brahma

O deus Brahma é um dos principais deuses hindus, representado como o deus criador. Ele é habitualmente representado por uma figura humana com quatro cabeças, quatro braços e por seu tom de pele avermelhado.

A relação entre Brahma e o fenômeno da criação possui duas interpretações. A primeira delas remonta à narrativa de que este deus foi “autogerado” a partir de um ovo dourado criado por si mesmo. Em outras versões, é atribuído ao deus Brahma a criação e o conhecimento dos Vedas (os textos religiosos mais antigos da Índia).

Embora faça parte da trindade suprema dos deuses hindus, não é comum no hinduísmo os cultos direcionados para essa divindade, tampouco a construção de templos para ela.

Vishnu, o Deus da preservação

Ilustração do deus Vishnu enquanto cercado de mulheres

Vishnu é reconhecido como o deus preservador na Trimurti. Ele possui a pele azulada, quatro braços e é comumente representado repousando sobre uma cobra.

No hinduísmo, a narrativa sobre a história do deus Vishnu se concentra em seus avatares (ou encarnações). Acredita-se que sempre que o mundo estiver ameaçado pelas forças do caos e da destruição, esse deus voltará à Terra preparado para restaurar a ordem e para proteger o Dharma (os comportamentos que tornam a vida e a ordem possíveis no mundo).

Como aquele capaz de sustentar a justiça e o equilíbrio no mundo, os escritos sagrados preveem dez encarnações de Vishnu na história, cada uma sob uma forma diferente.

Shiva, o Deus da destruição

Estátua do deus Shiva

O deus Shiva é apresentado dentro da Trimurti como o deus destruidor, ou transformador. Sua representação mais comum o retrata com cabelos emaranhados, garganta azul, um terceiro olho na testa e quatro braços, em que um deles segura um tridente.

Nos textos sagrados hindus, pode-se encontrar versões contrastantes sobre a personalidade de Shiva. De um lado, esse deus é definido pela sua benevolência, através da prática do Yoga e de um modo de vida ascético.

Por outro lado, também é comum encontrarmos referências ao deus Shiva coberto de cinzas e matando demônios, simbolizando a finitude dos seres e da natureza.

As três Shaktis companheiras dos Deuses da trimurti hindu

As três Shaktis são as três deusas supremas no hinduísmo. Elas representam a dimensão feminina da transcendência e possuem uma forte relação com as tradições e práticas do Tantra. Em muitos textos sagrados, essas divindades são as companheiras dos deuses da Trimurti hindu.

Saraswati, a Deusa da sabedoria e das artes

Ilustração da deusa Saraswati acompanhada por um pavão

Saraswati é a esposa do deus Brahma, considerada a divindade do conhecimento, da aprendizagem, da música e das artes. Ela é representada sobre uma lótus branca tocando uma veena, instrumento de corda parecido com um alaúde.

Em sua origem, a deusa Saraswati era associada a uma divindade dos rios, devido à sua propriedade de purificação. Com o tempo, tornou-se aquela capaz de purificar o espírito dos homens, por isso são tantas as suas associações com o conhecimento e com as artes.

Saraswati é uma das divindades mais cultuadas no hinduísmo. Sendo muitos os templos dedicados ao seu culto, dentro e fora da Índia.

Lakshimi, a Deusa da riqueza e da prosperidade

Estátua de bronze da deusa Lakshimi

Lakshimi é a esposa do deus hindu Vishnu. Suas representações a colocam como uma mulher de pele dourada, sentada em uma flor de lótus, rodeada por elefantes e geralmente distribuindo ou segurando potes com moedas de ouro.

Muitas virtudes são atribuídas à Deusa Lakshimi, como riqueza (material e espiritual), amor, prosperidade, fortuna e beleza.

Lakshimi sempre acompanha seu marido, Vishnu, toda vez que ele retorna à Terra em uma de suas encarnações. Quando isso acontece, ela assume a forma de outras deusas também importantes para o Hinduísmo.

Parvati, a Deusa do amor e da fertilidade

Parvati ilustrada sentada ao lado de seu marido, Shiva, e de seu filho, Ganesha.

Considerada como a deusa-mãe do hinduísmo, Parvati é a deusa do amor, da fertilidade, do casamento e da harmonia. Essa divindade possui muitas representações diferentes. Nas mais comuns, ela é retratada com um vestido vermelho enquanto acompanhada de seu marido, Shiva.

Da mesma forma como seu marido, Parvati pode assumir um aspecto benevolente ou destruidor. Ela é responsável tanto pelas energias nutritivas, quanto pelas energias destrutivas do universo.

Em muitas tradições, seu lado feroz e incontrolável é considerado a sua verdadeira manifestação espiritual, um momento em que Parvati é tomada por uma ira capaz de destruir tudo que existe em sua volta.

Outros deuses hindus

Existem muitos outros deuses hindus importantes para a religião. Tratam-se de divindades que podem ser tanto manifestações e transformações de outras, como também filhos e filhas de divindades maiores. Veja a seguir algumas informações sobre elas.

Ganesha, o Senhor removedor dos obstáculos

Face da estátua de mármore do deus Ganesha.

Dentre todas as divindades do panteão hindu, não há dúvidas de que Ganesha seja a mais conhecida e cultuada em todo mundo. Filho do deus Shiva com a deusa Parvati, esse deus é conhecido por possuir quatro braços e uma cabeça de elefante.

Cultuado como o Senhor Removedor dos Obstáculos, Ganesha também é reconhecido por ser o deus da inteligência. Em muitas tradições do hinduísmo, esse deus pode tanto evitar e remover os obstáculos, como também criá-los.

Existem muitas explicações sobre a sua representação com uma cabeça de elefante. A mais comum alega que seu pai, Shiva, tenha o decapitado quando criança e colocado uma cabeça de elefante em seu lugar.

Kali, a furiosa mãe do tempo

Estátua da deusa Kali.

A deusa Kali é uma das mais perigosas e violentas divindades do hinduísmo. Representada como a deusa da morte e do tempo, em muitas tradições ela é tomada como uma das manifestações da Deusa Parvati. Kali pode ser descrita possuindo de quatro a dez braços, pele escura, uma enorme língua para fora da boca e segurando a cabeça de um demônio.

Embora seja violenta e aterrorizante, a deusa Kali é responsável pela destruição do mal. Sendo a representação feminina do tempo, ela representa tudo que tem um começo e um fim - aquela que traz consigo a vida e a morte.

Durga, a Deusa da proteção

Rosto de estátua da deusa Durga.

A deusa Durga é uma das manifestações da deusa-mãe, Parvati. Ela representa uma variação mais feroz, responsável pela guerra, força e proteção. Durga se manifesta para combater o mal e os demônios que comprometem a paz no mundo. Ela é uma deusa hindu que é representada com dez braços, segurando inúmeras armas, e geralmente montada em um tigre.

Ainda que se trate de uma deusa associada às guerras, o comportamento violento de Durga não se justifica no prazer pela batalha e pelo sangue. O rosto calmo e sereno que aparece em suas imagens simboliza a necessidade de lutar pelo desejo de um bem maior e pela libertação dos oprimidos.

Krishna, o Deus da devoção

Ilustração do deus Krishna criança sentado embaixo de árvore e rodeado de bois.

Krishna é a oitava encarnação (avatar) de Vishnu, um dos três deuses hindus primordiais. É habitualmente retratado como uma criança brincalhona tocando uma flauta.

Trata-se de uma divindade presente em inúmeras tradições sagradas do Hinduísmo. Na maioria delas, é comum encontrar descrições de sua trajetória de vida, desde um bebê até a sua vida adulta.

Em sua vida adulta, Krishna é um deus que possui oito esposas. Cada uma delas representa um aspecto diferente de si. Por isso ele é tomado como o deus da devoção, pois foi capaz de devotar seu amor a todas as suas mulheres, e todas elas devotaram seu amor a ele.

Rama, Deus da verdade e da virtude

Ilustração do deus Rama sentado ao lado de Sita, enquanto aponta seu arco e flecha para um lado.

O deus Rama é a sétima encarnação (avatar) de Vishnu, parte da trindade suprema do hinduísmo. Suas imagens o representam como um deus de pele escura, braços longos e possuidor de um arco e flechas. É considerado como o deus da verdade e da virtude.

As histórias de Rama são particularmente complexas e desafiadoras. Ele é entendido tanto como um humano, quanto como uma divindade. Sua mortalidade não o impediu de conquistar todas as qualidades morais desejáveis entre os homens.

Segundo ele, para viver plenamente, deveríamos buscar igualmente por três objetivos: a virtude, os desejos e a riqueza.

Hanumam, símbolo da força e devoção

Estátua do deus Hanuman.

Hanumam é filho do deus hindu do vento, Vayu, e um devoto fiel do deus Rama. Sua relação com Rama o transformou em um símbolo de força, devoção, coragem e autodisciplina. São comuns as representações de Hanumam rasgando o próprio peito, revelando dentro dele as imagens de Rama e a esposa, Sita.

Entendido como a combinação perfeita entre força e devoção, Hanumam possuía inúmeros atributos valiosos como um deus, dentre eles a imortalidade, o autocontrole, a capacidade de mudar de forma e habilidades curativas.

Deuses védicos hindus

Os deuses védicos hindus são aqueles que aparecem nos Vedas, textos litúrgicos que se tornaram fundamentais para a estruturação do hinduísmo. Conheça a seguir os principais deuses hindus que compõem o panteão védico.

Agni, a Divindade do fogo

Ilustração de Agni com chamas em volta.

Agni é o deus hindu do Fogo. Com o Espaço, o Ar, a Água e a Terra, ele compreende os cinco elementos fundamentais que se combinam para dar forma à toda realidade existente. Sua aparência é a de um deus com duas ou três cabeças, quatro braços, pele avermelhada ou escura com chamas saindo do topo de suas cabeças. 

Em muitas tradições, o deus Agni é compreendido como a forma final da trindade suprema do hinduísmo, como aquele que governa a Terra. A simbologia do fogo, entendida como o elemento que cria, transforma e destrói, está profundamente associada à energia que esse deus pode transmitir.

Indra, a Divindade das tempestades e dos trovões

Ilustração de deus Indra.

Famoso no hinduísmo por ser o rei do céu, Indra é a divindade das tempestades e dos trovões. Ele é o deus mais celebrado entre o panteão védico, responsável por matar o grande demônio, Vritra, trazendo a prosperidade para os seres humanos.

Sua imagem é retratada como um deus de pele vermelha montado em um elefante, com um dos braços empunhando uma arma em forma de relâmpago. 

Suas características tornam essa divindade muito parecida a alguns deuses de outras mitologias, como Thor e Zeus. Em algumas versões dos textos sagrados, Indra aparece como irmão gêmeo do deus Agni e, em outras versões, ambos os deuses são a mesma pessoa.

Surya, a Divindade solar

Ilustração da face de Surya.

Surya é a divindade solar no hinduísmo. Ela aparece sendo carregada por uma carruagem com sete cavalos, simbolizando os sete espectros visíveis da luz e também os sete dias da semana.

Ela é uma divindade associada ao dia de domingo e também ao signo de Leão do zodíaco hindu. Hoje em dia, a figura de Surya é sincretizada em outros deuses hindus, como Shiva, Vishnu e Ganesha. Por esse motivo, são raros os lugares e templos que ainda prestam cultos para essa divindade.

Varuna, a Divindade da água e dos céus

Ilustração do deus Varuna aparecendo nas águas em frente a mortais.

Varuna é uma divindade védica do hinduísmo associada aos céus, aos mares, à justiça e à verdade. Ele aparece montando um crocodilo e empunhando uma Pasha (laço de corda) como arma. É o deus que se funda na água. 

Essa divindade está associada às ações de cobrir, amarrar ou cercar, uma referência aos oceanos que cercam e cobrem o mundo todo. Varuna é um deus hindu justo, responsável pela punição daqueles que praticam a injustiça sem remorsos e pelo perdão daqueles que se arrependem de seus erros. 

Varuna também possui ligações com a medicina e com o conhecimento, sendo considerado o protetor de todos os médicos.

Yama, a Divindade da morte

Estátua do deus Yama.

Yama é um dos deuses védicos hindus mais antigos, a divindade da morte e da justiça. Geralmente ele é descrito como um deus de pele escura, cavalgando em um búfalo e portando uma maçã como arma para capturar as almas. 

O deus Yama está associado à lei, às regras morais, às permissões e proibições. Em algumas versões das escrituras, Yama aparece como filho do deus Surya, e em outras como filho do deus Brahma. Sua função é de ceifar as almas dos pecadores e de levá-las para o Yamaloka, o equivalente hindu para inferno.

Como os deuses hindus estão presentes em nossas vidas?

Fiéis hindus cultuando estátua de Ganesha.

A presença dos deuses hindus nas vidas das pessoas pode assumir muitas dimensões. Eles podem estar presentes através do seu mapa astral e do zodíaco, influenciando suas decisões e o seu destino. Além disso, os deuses hindus podem se manifestar positivamente em sua vida através de exercícios espirituais tradicionais, como o Yoga.

Autor deste artigo

Antropólogo e professor de filosofia. Apaixonado por culturas tradicionais, mitologias e espiritualidade.

Palavras-chave relacionadas


religiões bem-estar

Artigos relacionados


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Qual o significado espiritual da estrela cadente? Ver, sonhar e mais!

Qual o significado espiritual da estrela cadente? Ver, sonhar e mais!

Ver estrelas cadentes tem inúmeros significados, e pode ser uma oportunidade de fazer pedidos se sentindo mais perto do universo. Saiba mais no artigo!


Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

A mediunidade é um assunto fascinante que desperta diferentes sentimentos nas pessoas. Aprenda sobre seus segredos neste artigo e saiba se você é um médium!


Os símbolos do budismo: Significado, ensinamentos, origem e mais!

Os símbolos do budismo: Significado, ensinamentos, origem e mais!

Constituindo a mente, os símbolos budistas caracterizam o iluminar das ideias e todas as manifestações divinas. Saiba mais!


Pomba Gira Maria Quiteria: características, trabalho, oferenda e mais!

Pomba Gira Maria Quiteria: características, trabalho, oferenda e mais!

Maria Quitéria é uma das pombas-gira mais famosas na umbanda e no candomblé. Leia esse artigo para saber mais sobre essa entidade!


Últimos posts


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Aprenda aqui como fazer o banho de Artemísia. A erva possui diversos benefícios para a saúde, além de promover limpeza energética, atrair proteção e muito mais!


Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sabia que sonhar com nota de 2 reais traz vários significados? Pode revelar prosperidade, mas não fala só de dinheiro. Clique e entenda todas as interpretações!


Sonhar com ar condicionado: ligado, quebrado, pegando fogo e mais!

Sonhar com ar condicionado: ligado, quebrado, pegando fogo e mais!

Neste artigo nós desvendamos as interpretações de 19 tipos de sonhos com ar condicionado. São bons e maus presságios, além de alertas e conselhos. Confira!


Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Menstruar na lua minguante: entenda as fases da lua e o ciclo menstrual!

Você sabia que as fases da lua interferem e trazem diferentes significados para o ciclo menstrual? Leia o artigo e entenda mais sobre seu equilíbrio interior!