Numerologia bíblica veja os números da perfeição, condenação e mais!

Numerologia bíblica veja os números da perfeição, condenação e mais!

Aprenda mais sobre o simbolismo dos números nas escritas sagradas e reflita como eles podem conduzir a compreensão detalhada das passagens da Bíblia. Confira!


O que diz a numerologia bíblica?

Bíblia fechada.

A numerologia estuda a presença dos números e a influência deles na vida e no comportamento das pessoas. Existe um segmento na numerologia para estudar a presença dos números no texto sagrado das escrituras judaico-cristãs, a Bíblia. Diversas passagens bíblicas apresentam números que são usados simbolicamente, representando a afirmação de um conceito.

A numerologia bíblica já entendeu que nem todas as numerações citadas na Bíblia têm efetivo carácter simbólico, mas que há outros, em passagens e ocasiões específicas, que são importantes e que, com o entendimento do contexto empregado, podem ajudar a elucidar o contexto da narrativa e entender a vida e trajetória de Jesus.

É importante pontuar que a numerologia bíblica não é usada como a convencional, para a prática de previsão e análise do presente e do futuro, mas sim como um ponto de apoio para aprofundamento de conhecimento das escrituras cristãs. Continue lendo e aprenda a refletir sobre a presença das numerações na Bíblia. Confira!

Significado do número 1 na Bíblia

Bíblia aberta.

O número 1 é referenciado em várias passagens da Bíblia para enfatizar a unidade, o único, o primeiro. Também usado, em algumas ocasiões, para apresentar o início de um ciclo ou ainda a conclusão de um primeiro ciclo, deixando claro que o novo começará. Entenda os detalhes do significado e da presença do número 1 na Bíblia, a seguir.

Um só Deus

A utilização do número 1 como símbolo para enfatizar que Deus é um só é uma constante na Bíblia. Esta visão está presente para expor aos homens que Deus é único e que, toda a humanidade, deve se curvar em louvor a ele. Também há a representatividade do número 1 expondo a singularidade entre Deus e o Diabo, assim como o bem e o mal, pontuando que o bem é um e o mal também é um.

O primeiro

A numeração 1 também aparece com sentido de primeiro, ou seja, demonstrando que Deus é o princípio e que tudo é iniciado por ele. Não há precedência anterior, logo o número 1 representa o primeiro absoluto. Além disso, diversas outras passagens usam o número 1 como sentido para o conceito de primeiro, é o caso da referência aos primogênitos e sua relevância familiar, as primeiras colheitas, as primeiras frutas, entre outros.

O único

A palavra “único” tem como significado a existência de um e que não há outro igual. Na Bíblia, a referência ao número 1 também é muitas vezes ligada ao sentido da palavra único para expressar que Deus é único e sem possibilidade de comparações.

Há ocasiões em que o ser humano em sua versão masculina é referenciado como semelhante a Deus, mas nunca igual, pois único, conforme a literatura cristã, está especialmente vinculado a Deus.

A unidade

A presença de Deus como unidade é enfatizada nas escritas relacionadas aos dez mandamentos. Nesta passagem, o primeiro mandamento expõe o número 1 como unidade: “Adorar a Deus e amá-lo sobre todas as coisas”.

Com isso, o primeiro mandamento consiste na instrução de não adorar outros deuses. A ênfase de que não existe outro Deus e que há a unidade suprema. Outro exemplo desta aplicação está no versículo de João 17:21, onde Jesus pede que todos sejam um, assim como o seu pai Deus.

Significado do número 2 na Bíblia

Pessoa lendo a bíblia.

O número 2 aparece em várias situações da Bíblia para representar a confirmação de que algo é verdadeiro, afirmando a verdade de algo ou alguma coisa. Em outras passagens, o número 2 é apresentado com o sentido de gerência dupla ou de repetição. Siga lendo e conheça os detalhes da presença do número 2 na Bíblia.

Confirmação da verdade

Nas escrituras do Antigo Testamento, o 2 está localizado com a utilização de organizar a confirmação da verdade. No sistema jurídico, por exemplo, era necessário que houvesse, pelo menos, duas testemunhas para confirmar se, diante do exposto, o fato ou a questão eram verdadeiras. Também os discípulos eram enviados para suas atividades em pares, com a visibilidade de que o testemunho em dupla era fidedigno é verdadeiro.

Repetição

A repetição também é relacionada ao número 2 uma vez que apresenta por duas vezes o mesmo fato, logo em todas as passagens onde há repetição de fatos, ideias, valores, o número 2 está presente na Bíblia. Como exemplo, há a ocasião em que José pondera uma questão apresentada em um sonho ao faraó, esta já foi decidida por Deus, pois o fato do monarca ter sonhado o mesmo sonho duas vezes, salienta que a repetição torna a informação confiável e autêntica, sem margens para o erro.

Governo duplo

A numeração 2 consta na literatura bíblica também como referência ao duplo governo. Tem como significado a divisão e ou a oposição. Essa visão é passada, por exemplo, na passagem em que Daniel anuncia que o carneiro de dois chifres ou duas pontas, que ele mesmo viu representava os dois reis, da Média e da Pérsia, divididos e com oposições de atuação.

Significado do número 3 na Bíblia

Mãos e uma bíblia.

O número 3 também aparece na literatura cristã com a finalidade de atestar a veracidade, porém sua presença também remete a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo) e a completude. Continue lendo e conheça os detalhes da presença do número 3 na Bíblia.

Ênfase

As antigas leis judaicas acreditavam que se a comprovação de duas pessoas servia para atestar a veracidade de algo, a pessoa de número três poderia ser empregada para dar garantia e enfatizar esta verdade. O uso do número 3 como ênfase está presente, por exemplo, no Novo Testamento, na profecia de que Pedro apresentou a negação a Jesus por 3 vezes, mesmo este perguntando se o amava, também por três vezes, depois da traição de Judas.

Completude

A completude é a qualidade, estado ou propriedade de tudo aquilo que é inteiro. A numeração 3 na Bíblia também está relacionada com o sentido de completo e referenciando Deus como triuno, ou seja, três que compõem apenas um. A visão do homem, também é descrita em várias passagens, como concebido tal qual a imagem e também semelhante à Deus. Assim, também é triuno em no espírito, na alma e na essência do corpo.

Trindade

A referência à numeração 3 como trindade no texto bíblico aparece em situações que descrevem o ceio familiar, com informações de que ela precisa estar composta pelo relacionamento de um pai, uma mãe e um filho, mas também em todas as passagens relacionadas ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

No batismo, por exemplo, a criança é batizada sob as bênçãos dos três, na Trindade. A numeração 3 também referência a ressurreição, conforme esta passagem, Jesus Cristo ressuscitou no terceiro dia após a morte do corpo.

Significado do número 4 na Bíblia

Bíblia e coroa de espinhos.

A numeração 4 vem reconhecida pela numerologia bíblica como a da criação. Todas as referências relacionadas com a criação estão descritas por quatro itens, quatro elementos ou 4 forças. Em algumas outras passagens, a numeração 4 também representa força e estabilidade. Continue lendo e conheça os detalhes da presença do número 4 na Bíblia.

Quatro pontos cardeais

Nos textos da Bíblia, as ventanias da terra são representadas por 4 pontos. São os cardeais (ponto norte, ponto sul, ponto leste e ponto oeste). Esta indicação não significava que as ventanias eram apenas quatro, mas sim que elas sopravam aos quatro cantos e pela criação. Os ventos também interferem nas 4 estações que compõem o ano (primavera, verão, outono e inverno). Além disso, o próprio número 4 é constituído de quatro traços que se sustentam entre si, de maneira firme e direta.

Quatro elementos

Os elementos básicos que construíram a criação foram 4: terra, ar, água e fogo. Por isso, de modo geral, o número quatro se comporta nas passagens da Bíblia como aquele que apresenta a criação de Deus e a totalidade das coisas. O número 4 é um símbolo de racionalidade, ordem, organização e de tudo que é concreto ou que é usado para tornar o possível concreto.

Quatro tipos de solos do coração

Nas passagens bíblicas, há uma parábola para falar do semeador que narra o trajeto de um certo trabalhador que, lançando mão de sementes, saiu para semear em quatro concepções de solo. Uma parte caiu à beira do caminho, outra caiu em solo rochoso, outra caiu entre espinho e a quarta caiu em boa terra.

As explicações detalhadas sobre a passagem do semeador foram ditas, segundo a Bíblia, aos doze discípulos de Jesus em particular. Jesus diz a eles que a semente é a Voz de Deus, aquele semeador é o evangelista e ou pregador, e o solo é o coração do homem.

O semeador saiu a semear. Enquanto lançava a semente, parte dela caiu à beira do caminho, e as aves vieram e a comeram. Parte dela caiu em terreno pedregoso, onde não havia muita terra; e logo brotou, porque a terra não era profunda. Mas quando saiu o sol, as plantas se queimaram e secaram, porque não tinham raiz. Outra parte caiu entre espinhos, que cresceram e sufocaram as plantas. Outra ainda caiu em boa terra, deu boa colheita, a cem, sessenta e trinta por um. Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça! ”

Quatro aspectos do Apocalipse

O livro Apocalipse na Bíblia está repleto de indicações orientadas ao número quatro. Esta passagem indica a ideia de universalidade do número quatro, sobretudo nos seguintes aspectos: são 4 os cavaleiros que trazem as 4 pragas maiores; são 4 os anjos destruidores que ocupam lugar nos 4 quantos da terra e por fim, são 4 os campos das doze tribos de Israel

Significado do número 6 na Bíblia

Homem orando com uma bíblia.

Diferente do número 4, que é a numeração da perfeição, o 6 é representado com um número incompleto, por tanto, sinônimo de imperfeito. Por conta desta correlação, frequentemente, em passagens e ocasiões da Bíblia é associado àquele contrário à Deus, seu inimigo. Siga lendo e conheça os detalhes da presença do número 6 na Bíblia.

O número da imperfeição

Na literatura cristã além de ser reconhecido como a numeração da imperfeição, o número 6 também é comentado como a referência ao homem. Isso porque consta que o homem foi concebido no sexto dia dentro do espaço de sete dias da criação. Em outras passagens o número seis é, por diversas vezes, citado como o número imperfeito e antagônico ao bem. O fato de estar repetido três vezes significa a plenitude.

O número do diabo

A numeração do diabo ou marca da besta, como é referenciado em algumas literaturas cristãs, é citado no livro Apocalipse na seguinte passagem: "Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, porque é número de homens, e seu número é seiscentos e sessenta e seis." (Apocalipse 13:18). Visto que o número "666" representa uma trindade humana imitando a trindade divina ou ainda, o homem enganado pelo diabo para tomar o poder da criação.

A marca do anticristo

O livro do Apocalipse fala de duas bestas que surgirão. Uma delas vai emergir do mar, o anticristo, que, na Grande tribulação, irá se levantar contra todos os cristãos remanescentes, os que não acreditarem em Cristo. A outra besta se levantará da terra e "será um homem comum", porém terá a cobertura do anticristo, que dará poder a esse homem para operar prodígios e maravilhas. Por ser o oposto é relacionado ao diabo e ao número imperfeito 6.

Significado do número 7 na Bíblia

Homem lendo uma bíblia.

A numeração 7 é um dos números que mais se repetem na Bíblia e este pode representar tanto a conclusão quanto a perfeição. Apresenta-se como a numeração de Deus, aquele que é único e perfeito. Continue lendo e conheça os detalhes da presença do número 7 na numerologia bíblica.

O número da perfeição

A numeração 7 tem a mesma explicação do 3: totalidade e perfeição. Só que, enquanto a numeração 3 é reconhecida como a plenitude de Deus, o 7 é a exatidão das suas atividades na história, no espaço e no tempo da igreja. Com a numeração 7, os demais números são compostos dos anteriores.

A numeração 3 é a do Deus Triuno, que está se unindo à sua obra explicada pelo número 4. Tudo o que é dito sobre atividades divinas no tempo e durante a sua obra é 7. A partir dessa leitura, o 7 também é reconhecido como a referência da perfeição.

O sétimo dia

O dia sétimo é comentado na literatura cristã constantemente e em diversas passagens como o dia final ou o espaço de dias necessário para se cumprir uma ação ou uma atividade. Até hoje usamos essa indicação para os dias da semana.

Em outras situações, a numeração 7 também aparece em: na sequência da entrada de Noé entrou na arca, foram 7 dias de espera; Jacó foi escravo de Labão durante 7 anos; no Egito, foram 7 anos de bonança e 7 anos de falta de alimentos; a comemoração dos tabernáculos tinha a duração de 7 dias, refletindo a glória. A luta de Jericó foi realizada com 7 sacerdotes, com o uso de 7 trombetas e marchas de 7 dias, como simbolismo da vitória perfeita.

O número do perdão

A numeração 7 também é usada por Jesus em uma das passagens da Bíblia para ensinar a Pedro, seu discípulo, sobre o perdão. Na ocasião, Jesus teria dito a Pedro para perdoar não sete, mas até setenta e sete vezes os seus irmãos. O emprego do 7, neste contexto, sugere que o emprego do perdão não tem limite e deve ser praticado quantas vezes forem necessárias.

Significado do número 10 na Bíblia

Bíblia em cima do joelho.

A numeração 10 simboliza a plenitude do mundo, que é natural. Nas palavras contidas na Bíblia, o dez, é normalmente composto do número cinco duas vezes ou do número seis somado ao número quatro. Ambos remetem a dupla responsabilidade. Entende-se como a completa responsabilidade do homem diante de suas ações e atividades. Siga lendo e conheça os detalhes da presença do número 10 na numerologia bíblica.

Os mandamentos

A primeira aparição dos mandamentos na Bíblia é no momento em que Deus dita diretamente à Moisés, ambos estão no Monte Sinai. Na segunda, é quando Moisés retransmite os mandamentos aos hebreus. De acordo com a narrativa bíblica, os mandamentos foram escritos em duas tábuas de pedra pelo dedo de Deus. Em nenhuma dessas ocasiões, a expressão "dez mandamentos" é utilizada; isso ocorre apenas em outras passagens da Bíblia

As virgens

Nas passagens bíblicas, há a parábola sobre as dez virgens, também conhecida como passagem sobre as virgens néscias, é uma das mais conhecidas parábolas de Jesus. De acordo com a literatura, a noiva reúne 10 virgens para receber seu noivo. Elas devem iluminar o caminho dele até a chegada. As cinco virgens que estão preparadas para a chegada do noivo são recompensadas enquanto que as cinco que não estão são excluídas de seu banquete de casamento.

O Reino dos céus será, pois, semelhante a dez virgens que pegaram suas candeias e saíssem ao encontro do seu noivo. Cinco delas eram insensatas, e cinco eram prudentes. As insensatas pegaram suas candeias, mas não levaram óleo. As prudentes, porém, levaram óleo em vasilhas, junto com suas candeias. O noivo demorou a chegar, e todas ficaram com sono e adormeceram. À meia-noite, ouviu-se um grito: O noivo se aproxima! Saiam para encontrá-lo! Então todas as virgens acordaram e prepararam suas candeias. As insensatas disseram às prudentes: Deem-nos um pouco do seu óleo, pois as nossas candeias estão se apagando. Elas responderam: Não, pois pode ser que não haja o suficiente para nós e para vocês. Vão comprar óleo para vocês. E saindo elas para comprar o óleo, chegou o noivo. As virgens que estavam preparadas entraram com ele para o banquete nupcial. E a porta foi fechada. Mais tarde vieram também as outras e disseram: Senhor! Senhor! Abra a porta para nós! Mas ele respondeu: A verdade é que não as conheço! Portanto, vigiem, porque vocês não sabem o dia nem a hora!"

As pragas no Egito

Na tradição bíblica, as pragas do Egito são comumente referidas como as dez pragas do Egito. Foram dez calamidades que, de acordo com o livro bíblico do Êxodo, o Deus de Israel impôs no Egito para convencer o faraó a libertar os hebreus maltratados pela escravidão. O faraó aceitou as condições de libertação de Deus (ou seja, desistiu) após a décima praga, provocando o êxodo do povo hebreu, que seguiram pelo deserto a caminho da terra prometida.

Significado do número 12 na Bíblia

Bíblia aberta com um homem lendo.

O número 12 tem a mesma significação do 7, mas com diferenças dele, uma vez que o 7 é a plenitude das atividades de Deus no registro do ser humano no tempo. Já a numeração 12 é pura e somente a plenitude de suas atividades contribuem para a eternidade. Continue lendo e saiba os detalhes da presença do número 6 na Bíblia.

Totalidade

Aquilo que é visto como eterno no livro do Apocalipse, segundo a Bíblia, é regido por 12, já tudo aquilo que tem um final é 7. Com isso, a totalidade é gerada em uma parte do espaço de 7 anos, por ser uma atividade plena de Deus, mas esta também acaba e tem um fim. Os 7 selos e as 7 trombetas são uma atividade inteira de Deus, mas apenas por um tempo, enquanto tudo o que é 12 é eterno.

Na literatura bíblica há diversas passagens com a utilização do número doze: são 12 as portas da cidade de Jerusalém, 12 as pedras preciosas que estão no peito e nos ombros do reconhecido como sumo sacerdote, 12 pães de trigos. Jesus estava em Jerusalém com 12 anos. São 12 os esquadrões de anjos. A cidade de Nova Jerusalém tinha 12 portais, 12 regras, 12 cadeiras de reis, 12 pérolas e 12 pedras que eram preciosas. Os temas eternos em sua totalidade, são regidos pelo número 12.

Os discípulos

Os 12 discípulos de Cristo, foram os homens escolhidos por ele para ajudar a espalhar a voz de Deus na Terra. Mesmo após Judas, um dos discípulos, se enforcar devido ao peso da culpa por sua traição à Jesus, ele fora substituído por Matias, mantendo, assim, a numeração de 12 apóstolos. Alguns estudos interpretam o número 12 como representando a autoridade e governo. Portanto, os 12 apóstolos seriam símbolos de autoridade no antigo Israel e na doutrina cristã.

Os meses do ano

A numerologia bíblica, a partir da literatura cristã, acredita que o calendário bíblico surgiu a mais de 3300 anos e que foi instituído por Deus quando instruiu Moisés sobre a saída do povo hebreu do Egito. No livro Êxodo, logo após a última praga, foi ordenada a celebração da Páscoa do Senhor: “Este mês será para vocês o principal dos meses; será o primeiro mês do ano”. Com este contexto, os demais 12 meses do ano foram contados até a libertação do povo hebreu.

Idade de Jesus em Jerusalém

Segundo algumas passagens, todos os anos os filhos primogênitos tinham o compromisso de ir à Jerusalém na Páscoa. Após completar 12 anos, cada menino se tornava um "filho da lei" e assim podia participar das festas. Jesus aos 12 anos, após as festividades, passou três dias em um templo sentado entre os mestres, ouvindo-os e fazendo perguntas. Com doze anos, em Jerusalém, Jesus buscava esclarecimentos e entender os pensamentos bons dos mestres.

Significado do número 40 na Bíblia

Bíblia aberta na mesa.

O número 40 faz parte dos numerais que são de bom sinal dentro das escrituras bíblicas. Costuma ser empregado de forma simbólica para representar períodos de julgamento ou condenação. Siga lendo e conheça os detalhes da presença do número 40 na numerologia bíblica.

Julgamento e condenação

No contexto bíblico, o número 40 significa a realização, a provação e o julgamento, mas também pode remeter à conclusão, assim como o número 7. As passagens onde este número é localizado mostram este contexto, a saber: o período em que Moisés residiu em um monte; os filhos de Israel comeram maná por 40 anos até que entrassem na terra prometida; enquanto era tentado por Satanás, Jesus Cristo jejuou durante quarenta dias para a busca de orientação divina; durante o dilúvio de Noé choveu por 40 dias e 40 noites; o tempo da quaresma é de quarenta dias.

Jesus no deserto

O livro de Lucas na Bíblia, narra o início do ministério de Jesus que movido pelo Espírito Santo recolheu-se em jejum de 40 dias no deserto. Passou por provações humanas. Durante esse tempo foi tentado pelo Diabo. Inclusive ao passar fome, pois nada comeu até o final do jejum. Jesus tinha cerca de 30 anos de idade quando enfrentou essas tentações. Em todos os registros, esse tempo no deserto foi logo depois do batismo de Jesus e pouco antes de ele começar seu ministério público.

Os números têm de fato significado na Bíblia?

Bíblia.

Podemos dizer que há pelo menos três usos principais das numerações bíblicas. O primeiro é o uso convencional dos números. Essa é a aplicação mais geral no texto bíblico e diz respeito ao seu valor matemático. Entre os hebreus, o método mais comum de contagem era o sistema decimal.

O segundo uso das numerações bíblicas é o uso retórico. Nesse tipo de uso, os escritores bíblicos não aplicaram os números com o objetivo de expressar o seu valor matemático, mas de expressar certos conceitos ou pensamentos.

Por fim, o terceiro uso é o do simbólico. A literatura dos povos antigos, como os egípcios e os babilônios, trazem muitos exemplos de aplicação de simbolismo através do uso dos números. O mesmo também ocorre na literatura cristã. Por isso é esperado que nos textos bíblicos esse tipo de uso também esteja presente.

Levando em consideração estes três principais conceitos dos números bíblicos a numerologia bíblica é empregada para tentar relacionar os números aos acontecimentos e esclarecer as passagens e as ocasiões em que são citados. As numerações são, claramente recursos que podem ajudar a entender os caminhos de Jesus e seus ensinamentos. Gostou? Compartilha agora com a galera.

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


religiões

Artigos relacionados


0303 e significado: numerologia, Bíblia, anjos, horas iguais e mais!

0303 e significado: numerologia, Bíblia, anjos, horas iguais e mais!

Entenda quais são os significados e as mensagens trazidas pelo número 0303 para sua vida. Leia também suas mensagens na Bíblia e de seu anjo!


Sonhar com Jesus Cristo: na cruz, no céu, falando, de branco e mais!

Sonhar com Jesus Cristo: na cruz, no céu, falando, de branco e mais!

Os sonhos com Jesus Cristo são considerados ótimos sinais, indicando positividade e grandes realizações. Veja como interpretar este sonho!


Sonhar com Deus: nas nuvens, no céu, falando, orando, com Jesus e mais!

Sonhar com Deus: nas nuvens, no céu, falando, orando, com Jesus e mais!

Sonhar com Deus é uma das experiências mais intensas que podemos ter durante o sono. Veja algumas interpretações deste sonho na sua vida.


O que significa sonhar com Oxum? Chorando, dançando, na cachoeira, e mais!

O que significa sonhar com Oxum? Chorando, dançando, na cachoeira, e mais!

Quer saber o que significa sonhar com Oxum? Entenda o que sonhar com essa deusa nos mais diferentes jeitos revela sobre sua vida!


Sonhar com o papa: em minha casa, abençoando, conversando e mais tipos!

Sonhar com o papa: em minha casa, abençoando, conversando e mais tipos!

Sonhar com o papa tem relação direta com a sua vida espiritual. Confira o que cada detalhe desse sonho significa aqui!


Últimos posts


Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Os benefícios da ora-pro-nobis: Para imunidade, anemia e mais!

Conheça a ora-pro-nóbis, uma planta rica em fibras, proteínas e vitaminas com diversos atributos positivos para a saúde. Entenda aqui como consumir!


Horas iguais 22:22: significado no amor, para os anjos, espiritual e mais!

Horas iguais 22:22: significado no amor, para os anjos, espiritual e mais!

As horas iguais são uma mensagem divina com vibrações poderosas. Leia o texto e entenda qual mensagem as horas 22:22 quer entregar a você.


Chá de Cana-do-brejo: para que serve, efeitos colaterais, como fazer e mais!

Chá de Cana-do-brejo: para que serve, efeitos colaterais, como fazer e mais!

O chá de cana-do-brejo conta com propriedades anti-inflamatórias, adstringentes e que melhoram o funcionamento dos rins. Veja mais!


Pedra Sodalita: significado, propriedades, para que serve e mais!

Pedra Sodalita: significado, propriedades, para que serve e mais!

A Sodalita é um cristal azul real ligado a mente, intuição e cura, e pode melhorar a sua vida em diferentes níveis. Entenda mais sobre nesse artigo!


Planta Crista-de-Galo: origem, benefícios medicinais, como cuidar e mais!

Planta Crista-de-Galo: origem, benefícios medicinais, como cuidar e mais!

Conheça aqui a planta crista de galo, que traz diversos benefícios para a saúde, e saiba como cuidar dessa preciosidade em sua casa!