Estudo do Salmo 37: Significado, versículos, a entrega e mais!

Estudo do Salmo 37: Significado, versículos, a entrega e mais!

O Salmo 37 é um dos mais conhecidos salmos da Bíblia. Ele apresenta lições de confiança, paciência e fé. Saiba mais sobre este salmo neste artigo!


Considerações gerais sobre o estudo do Salmo 37

Bíblia aberta.

Entre os salmos mais belos e poderosos da Bíblia Sagrada, está o Salmo 37. Ele aborda diversas questões, como a confiança em Deus, por exemplo. Existem exatamente 150 salmos nas Escrituras, mas nenhum deles enfatiza tanto a confiança em Deus como o Salmo 37. Existe um fato bastante interessante sobre os salmos: eles podem ser considerados orações cantadas.

Muitas vezes, expressam diversas emoções, como a alegria, a tristeza, a indignação e outras coisas. Assim, trazem conforto e força para os momentos difíceis da vida, além de apresentarem sábias palavras para diversas situações. Quer saber mais sobre este poderoso Salmo e entender o que cada versículo quer dizer? Confira neste artigo!

O Salmo 37 e seu significado

Bíblia aberta.

O Salmo 37 é um dos mais belos da Bíblia Sagrada. Ele apresenta conselhos e palavras que incentivam a confiança em Deus. Além disso, é um salmo que combate a inveja e que convida o leitor a descansar. Saiba mais a seguir!

O Salmo 37

O Salmo 37 é um dos mais conhecidos na Bíblia. Existem versículos que até pessoas que nunca leram a Bíblia conhecem. Entre as temáticas centrais deste que é um dos mais belos salmos das Escrituras Sagradas, podemos citar: a confiança na bondade de Deus e no fato de que Ele tem o melhor para as pessoas, a proteção divina e a capacidade de esperar no Senhor.

Todas essas temáticas são abordadas no Salmo 37 e são extremamente relevantes para a vida de todas as pessoas. Este salmo já fortaleceu e continuará a fortalecer muitas pessoas que estão passando por situações difíceis.

Significado e explicação do Salmo 37

Entre as diversas temáticas apresentadas pelo Salmo 37, podemos citar a confiança, a alegria e a entrega. Este salmo é um convite para que o fiel exerça a sua confiança em Deus, a despeito das circunstâncias. Muitas pessoas falam sobre confiar, mas são poucas as que realmente põem isso em prática.

Outro ponto enfatizado pelo Salmo 37 é que não basta apenas confiar em Deus, é preciso expressar confiança nele com alegria. Não é da vontade de Deus que seus filhos confiem nele, mas que estejam abatidos por isso. Por fim, existe mais um ponto enfatizado por este salmo, que é a entrega dos próprios caminhos a Deus, confiando que o resto Ele fará.

Confiança e perseverança do Salmo 37

O Salmo 37 é um dos mais conhecidos dos 150 presentes na Bíblia. Ele apresenta temáticas como a confiança em Deus, a perseverança em seus caminhos, a entrega da vida por inteiro ao Criador, a alegria de confiar nele e também a capacidade de ser paciente e sábio para esperar. Este é um salmo poderoso e que mostra a recompensa que os justos receberão, se forem fiéis às suas crenças.

Assim, o Salmo 37 apresenta um contraste entre os justos e os ímpios, assim como apresenta o futuro que cabe a cada um deles. O mundo está repleto de injustiças, por isso, este salmo é bastante recomendado para as pessoas que se sentem injustiçadas.

Interpretação do Salmo 37 por versículos

Bíblia aberta.

O Salmo 37 apresenta versículos bastante significativos e fortalecedores para qualquer um. Pessoas em situações angustiantes podem encontrar ânimo nas palavras deste salmo. Saiba mais sobre esta poderosa oração nos tópicos a seguir!

Versículos de 1 a 6

Não te indignes por causa dos malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam a iniquidade.
Porque cedo serão ceifados como a erva, e murcharão como a verdura.
Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.

Deleita-te também no Senhor, e te concederá os desejos do teu coração.
Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará.
E ele fará sobressair a tua justiça como a luz, e o teu juízo como o meio-dia.

Os seis versículos iniciais do Salmo 37 fazem uma clara alusão à insatisfação dos justos por conta da prosperidade dos que praticam o mal. Contudo, essa indignação é temporária, pois os malfeitores receberão a devida recompensa por suas más obras. A esperança dos justos deve estar no fato de que Deus é justo.

Somente aqueles que obedecem a Deus e se entregam inteiramente a Ele verdadeiramente prosperarão. A prosperidade dos ímpios é passageira. O coração dos justos deve se alegrar no Senhor, em saber que Ele é bom e justo eternamente. Além disso, a prosperidade material não é tudo. É preciso ter um coração puro e confiar em Deus.

Versículos 7 a 11

Descansa no Senhor, e espera nele; não te indignes por causa daquele que prospera em seu caminho, por causa do homem que executa astutos intentos.
Deixa a ira, e abandona o furor; não te indignes de forma alguma para fazer o mal.

Porque os malfeitores serão desarraigados; mas aqueles que esperam no Senhor herdarão a terra.
Pois ainda um pouco, e o ímpio não existirá; olharás para o seu lugar, e não aparecerá.
Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz.

Os versículos 7 a 11 dão continuidade a uma temática dos versículos 1 a 6, a de que, muitas vezes, pessoas justas se sentem indignadas com a prosperidade de gente perversa. Contudo, o convite que o salmista faz é para que os benfeitores não fiquem irados com isso e esperem no Senhor, pois Ele fará justiça.

Assim, o Salmo 37, neste trecho, também mostra um alerta, pois sentir ódio dos malfeitores torna as pessoas boas semelhantes a eles. Por isso, os justos devem aguardar pela justiça que vem de Deus. As pessoas mansas, que deixarem de lado o ódio contra os seus semelhantes, herdarão a Terra, como diz um dos versículos deste salmo.

Versículos de 12 a 15

O ímpio maquina contra o justo, e contra ele range os dentes.
O Senhor se rirá dele, pois vê que vem chegando o seu dia.

Os ímpios puxaram da espada e armaram o arco, para derrubarem o pobre e necessitado, e para matarem os de reta conduta.
Porém a sua espada lhes entrará no coração, e os seus arcos se quebrarão.

No trecho acima do Salmo 37, o salmista apresenta os ímpios enfurecidos contra os justos e tramando planos contra eles. Pessoas perversas são capazes de tudo para destruir os outros e ver seus planos serem concretizados. Contudo, os justos podem se sentir seguros, pois, em um dos versículos 12 a 15, o Salmo 37 mostra que Deus está observando a má conduta dos ímpios e agirá no momento certo.

Assim, apesar de atualmente os ímpios não levantarem espadas e arcos contra os justos, eles ainda tramam planos e tentam de todas as formas causar males a pessoas boas. Contudo, a verdade é que os planos deles serão frustrados e o mal que eles fizerem retornará para si mesmos.

Versículos de 16 a 20

Vale mais o pouco que tem o justo, do que as riquezas de muitos ímpios.
Pois os braços dos ímpios se quebrarão, mas o Senhor sustém os justos.
O Senhor conhece os dias dos retos, e a sua herança permanecerá para sempre.

Não serão envergonhados nos dias maus, e nos dias de fome se fartarão.
Mas os ímpios perecerão, e os inimigos do Senhor serão como a gordura dos cordeiros; desaparecerão, e em fumaça se desfarão.

Os versículos 16 a 20 do Salmo 37 traz uma mensagem muito importante. Muitas pessoas consideram que o dinheiro e os bens que elas possuem são apenas um fruto de seus próprios esforços, mas a verdade é que, se Deus não houvesse permitido e nem dado forças e inteligência para que elas trabalhassem, elas jamais conseguiriam o que possuem. Por isso, é o Senhor que sustém os justos.

Além disso, os justos estão buscando um tesouro e bens superiores aos que existem na Terra, onde tudo é perecível. Por isso, a prosperidade dos ímpios é passageira, mas a dos justos será eterna. Só Deus pode prover um tesouro eterno para os Seus filhos.

Versículos de 21 a 26

O ímpio toma emprestado, e não paga; mas o justo se compadece e dá.
Porque aqueles que ele abençoa herdarão a terra, e aqueles que forem por ele amaldiçoados serão desarraigados.

Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor, e deleita-se no seu caminho.
Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor o sustém com a sua mão.
Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.
Compadece-se sempre, e empresta, e a sua semente é abençoada.

Ao longo do Salmo 37, o salmista, divinamente inspirado, faz diversas comparações entre o caráter dos justos e dos ímpios. A verdade é que aqueles que não obedecem os mandamentos de Deus trazem maldições sobre si mesmos. Isso se deve ao fato de que o mandado de Deus serve para proteger o ser humano do mal.

A partir do momento em que o ímpio desobedece a Deus, ele colherá o fruto das próprias ações. Com relação aos justos, Deus está sempre pronto a dar forças a eles, para que possam se sustentar. O salmista, relatando a bondade de Deus através das gerações, diz que nunca viu um justo desamparado, porque é o Senhor quem os sustém.

Versículos de 27 a 31

Aparta-te do mal e faze o bem; e terás morada para sempre.
Porque o Senhor ama o juízo e não desampara os seus santos; eles são preservados para sempre; mas a semente dos ímpios será desarraigada.

Os justos herdarão a terra e habitarão nela para sempre.
A boca do justo fala a sabedoria; a sua língua fala do juízo.
A lei do seu Deus está em seu coração; os seus passos não resvalarão.

O salmista, nos versículos 27 a 31 do salmo 37, faz um convite para que os justos se apartem ainda mais do mal. A recompensa para aqueles que decidirem andar corretamente é ter uma morada eterna. No versículo seguinte, o salmista exalta a bondade de Deus em não desamparar os seus filhos e também preservar eles.

Contudo, a sorte dos ímpios é diferente: infelizmente, eles optaram pelo caminho da perdição e colherão os frutos das suas más obras. Os versículos seguintes do Salmo 37 também relatam que a boca do justo profere palavras sábias e que os mandamentos de Deus estão em seus corações, por isso, os passos deles não resvalam.

Versículos de 32 a 34

O ímpio espreita ao justo, e procura matá-lo.
O Senhor não o deixará em suas mãos, nem o condenará quando for julgado.
Espera no Senhor, e guarda o seu caminho, e te exaltará para herdares a terra; tu o verás quando os ímpios forem desarraigados.

Uma pessoa ímpia é aquela que vive para praticar perversidades, além de considerar que tudo o que ela faz de ruim não tem consequências. Por isso, a tendência é que elas se tornem cada vez mais perversas. Contudo, a verdade é que Deus julgará os atos dessas pessoas e retribuirá com justiça.

Por isso, o Salmo 37 faz um convite aos fiéis, para que eles esperem confiantes em Deus, pois Ele os exaltará e mostrará Sua justiça. Mas, para que isso aconteça, os justos precisam preservar a própria conduta.

Versículos de 35 a 40

Vi o ímpio com grande poder espalhar-se como a árvore verde na terra natal.
Mas passou e já não aparece; procurei-o, mas não se pôde encontrar.
Nota o homem sincero, e considera o reto, porque o fim desse homem é a paz.

Quanto aos transgressores, serão à uma destruídos, e as relíquias dos ímpios serão destruídas.
Mas a salvação dos justos vem do Senhor; ele é a sua fortaleza no tempo da angústia.
E o Senhor os ajudará e os livrará; ele os livrará dos ímpios e os salvará, porquanto confiam nele.

De acordo com os versículos 35 a 40, não é possível negar o fato de que muitas pessoas perversas acabam prosperando bastante em todos os aspectos. Mas a verdade é que essa prosperidade é passageira, pois chegará o momento em que a justiça será feita e a recompensa dos ímpios não será boa, pois eles colherão o que plantaram.

Em contraste com este fato, por mais que sofram nesta Terra, os justos desfrutarão de paz eterna. Quanto aos que transgridem os mandamentos de Deus, o fim deles será a destruição, mas os justos serão salvos, pois Deus será a Fortaleza deles nos momentos mais angustiantes.

Confiar, deleitar e entregar no Salmo 37

Pessoa lendo bíblia.

Analisando os versículos do Salmo 37, é possível notar que existem três palavras que se destacam em meio aos versículos, são elas: confiar, deleitar e entregar. Elas são a base de toda a discussão do Salmo 37. Saiba mais nos tópicos a seguir!

Confiar no Senhor e fazer o bem

Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.

Salmos 37:3

Antes de mais nada, o Salmo 37 mostra que é necessário entender o que significa confiar no Senhor. Muitas pessoas têm dificuldade em depositar sua confiança em Deus. Isso se deve ao fato de que elas, muitas vezes, não têm familiaridade com Ele. Contudo, mesmo que o ser humano não possa ver a Deus, é possível perceber o cuidado e a proteção dele.

Isso leva muitas pessoas a confiarem em Deus, entregando a vida por inteiro a Ele. Acreditar que Deus é bom e que está sempre buscando o melhor para os seus filhos é uma expressão da mais genuína confiança nele. Como expressão da confiança em Deus, os justos praticam o bem, não para serem recompensados, mas porque sabem que Deus é bom.

A palavra confiar no Salmo 37

Confia no Senhor e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.

Salmos 37:3

Existem muitas pessoas que não conseguem compreender a essência da palavra “confiar” no Salmo 37. A verdade é que esta palavra indica uma entrega por inteiro a Deus. É importante ressaltar que existe uma grande diferença entre apenas acreditar em Deus e depositar a sua confiança nele.

Por isso, a essência da palavra “confiar” no Salmo 37 é uma entrega completa do ser a Deus, confiante de que Ele fará o melhor. Nem sempre é fácil entregar o controle da própria vida a alguém, mas, quando você tem proximidade com Deus, isso se torna uma tarefa fácil.

O que realmente significa confiar?

De acordo com o salmo 37, é de suma importância entender que confiar não se refere apenas à crença em Deus e não basta apenas acreditar que Ele existe, pois é preciso se relacionar com Ele, para que um laço de confiança possa ser construído. Afinal de contas, só é possível confiar genuinamente em Deus, quando se conhece o caráter dele.

Por isso, confiar em Deus é entregar toda a vida nas mãos dele e confiar que Ele pode e vai cuidar de todos os seus planos. É acreditar que Deus não falhará e cumprirá com Sua palavra. Para que a confiança seja construída, é necessário conhecer a Deus, e isso só pode ser feito através do estudo das Escrituras.

Como conhecer e confiar em Deus

Apesar de Deus ser alguém pessoal, Ele está em uma luz inacessível ao ser humano. Isso faz com que surja a pergunta: “como conhecer e confiar em Deus?”. Apesar de não ser possível ver o Criador, existe Alguém que veio a esta terra e se revelou para toda a humanidade.

Assim, Jesus é a suprema manifestação e revelação de Deus. É em Cristo que o ser humano é capaz de conhecer a Deus. É por meio de Jesus Cristo que podemos conhecer a Deus, o Seu caráter e a Sua justiça.

O conceito de deleitar

A palavra “deleitar”, que aparece diversas vezes na Bíblia Sagrada e também no Salmo 37, significa agradar-se, ter prazer em Deus. Contudo, esta palavra tem um significado ainda mais profundo, que é o de amamentar-se. Isso quer dizer que “deleitar-se em Deus” significa que o ser humano precisa ter prazer nele e se colocar como uma criança em seu colo.

O ser humano é pequeno, por isso, precisa de Deus para cuidar dele e o proteger. O deleite em Deus é algo primordial para que se possa estabelecer um relacionamento com Ele, pois mostra a dependência dele e também o anseio pelo puro e genuíno leite espiritual.

Desejos de Cristo, do Espírito e não do egoísmo

Quando o ser humano conhece o caráter de Deus, ele passa a confiar nele, em Suas palavras e em Suas promessas. Isso faz com que seja estabelecido um relacionamento de confiança. A partir do momento em que se confia em Deus, também é possível ter prazer em estar próximo a Ele.

Portanto, o relacionamento com Deus é composto por etapas e, em todas elas, o que deve prevalecer no coração humano é o desejo de servir e obedecer a Deus. Contudo, nem sempre é o que acontece, pois o egoísmo está presente no coração humano. Por isso, todo o ser humano que deseja ser fiel a Deus deve renunciar seus desejos egoístas e obedecer.

O conceito de entregar

Conforme o ser humano se relaciona com Deus através da oração e do estudo de Sua Palavra, ele compreende o caráter de um Deus de amor e misericórdia, mas também de justiça. Por isso, é natural que a confiança no Criador se fortaleça cada vez mais. Entregar, na Bíblia, denota a confiança plena em Deus, que faz com que o ser humano dedique todas as áreas da sua vida ao Senhor.

Por isso, o conceito de “entregar”, no Salmo 37, nada mais indica do que a submissão à vontade de Deus. Já não é mais o desejo de um coração egoísta que prevalece, mas a vontade do Senhor.

Descansar e esperar, um ato de fé, confiança e conhecimento

No Salmo 37, a partir do momento em que o ser humano confia em Deus, ele entrega todos os seus caminhos ao Criador. Depois de entregar tudo, o que resta é descansar e esperar, confiante de que Deus fará o melhor. O descanso e a espera são apenas consequências que se evidenciam na pessoa que decidiu confiar e entregou tudo a Deus.

Assim, descansar e esperar nada mais é do que uma consequência da confiança que foi depositada inteiramente em Deus e em sua providência. Por isso, o descanso e a espera em Deus são atos de fé e confiança, e somente quem tem conhecimento de quem Deus é pode tomar decisões assim.

Por que descansar e esperar é considerado um ato de fé e confiança no Salmo 37?

Pessoa lendo bíblia.

Descansar e esperar são atos de confiança em Deus. Isso porque essas atitudes são consequências da confiança no Criador. Ninguém decide esperar e descansar em Deus sem, antes, ter conhecimento do Seu caráter ou sem ter familiaridade nenhuma com o Senhor. Por isso, o descanso e a espera em Deus são apenas uma consequência de um relacionamento com Ele.

Uma das principais ênfases do Salmo 37 está na confiança em Deus. É possível notar que ela é construída através de um processo. Primeiro, o ser humano procura conhecer a Deus através do estudo da Bíblia Sagrada e da oração; depois, ele procura obedecer a Deus e, após isso, decide descansar e esperar no Senhor.

Autor deste artigo

Palavras-chave relacionadas


religiões salmos

Artigos relacionados


Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

A mediunidade é um assunto fascinante que desperta diferentes sentimentos nas pessoas. Aprenda sobre seus segredos neste artigo e saiba se você é um médium!


Os símbolos do budismo: Significado, ensinamentos, origem e mais!

Os símbolos do budismo: Significado, ensinamentos, origem e mais!

Constituindo a mente, os símbolos budistas caracterizam o iluminar das ideias e todas as manifestações divinas. Saiba mais!


Pomba Gira Maria Quiteria: características, trabalho, oferenda e mais!

Pomba Gira Maria Quiteria: características, trabalho, oferenda e mais!

Maria Quitéria é uma das pombas-gira mais famosas na umbanda e no candomblé. Leia esse artigo para saber mais sobre essa entidade!


Exu Tata Caveira: história, características dos filhos, ponto e mais!

Exu Tata Caveira: história, características dos filhos, ponto e mais!

Longe de ser uma entidade maléfica, o Exu Tata Caveira é um ser de alma caridosa que carrega uma história de batalha e luta. Saiba mais aqui!


Significado do número 0303: Numerologia, anjos, horas iguais e mais!

Significado do número 0303: Numerologia, anjos, horas iguais e mais!

Entenda quais são os significados e as mensagens trazidas pelo número 0303 para sua vida. Confira nesse artigo em detalhes a sua mensagem!


Últimos posts


Como aumentar a imunidade do corpo? Dicas, vitaminas, alimentos e mais!

Como aumentar a imunidade do corpo? Dicas, vitaminas, alimentos e mais!

Quer saber como aumentar sua imunidade e ter acesso a outras informações relevante? Leia este artigo e veja como melhorar sua saúde com a alimentação!


Sonhar com girino: em águas claras, águas turvas, virando sapo e mais!

Sonhar com girino: em águas claras, águas turvas, virando sapo e mais!

Sonhar com girino é um presságio de desenvolvimento e mudanças. Confira aqui essas e outras interpretações para esse sonho, e descubra também como se comportar!


Sonhar com ferro: panela, grade, porta, ponte, ferro de passar e mais!

Sonhar com ferro: panela, grade, porta, ponte, ferro de passar e mais!

Sonhar com ferro pode indicar um mau presságio? Descubra tudo sobre esse sonho neste artigo e saiba como agir!


Como acender vela para o Anjo da Guarda com copo de água? Entenda!

Como acender vela para o Anjo da Guarda com copo de água? Entenda!

Realizando uma conexão com a espiritualidade, acender uma vela para o Anjo da Guarda com um copo de água abre portais. Saiba mais!


Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Afirmações positivas "eu sou": o que são, exemplos, como criar a sua e mais!

Você sabe o que são afirmações positivas e lei da atração? Então leia esse artigo e descubra o que é afirmação positiva, exemplos, como criar e mais!