São Brás: história, imagem, milagres, oração, benção e mais!

São Brás: história, imagem, milagres, oração, benção e mais!

Você sabia que tanto em vida, quanto logo após sua morte, São Brás intercedeu por inúmeros milagres? Conheça a seguir todos os detalhes da vida desse santo.


Quem é São Brás?

Estátua de São Brás

São Brás é natural da Armênia e nasceu em meados do século III. Em vida, foi um grande médico, no entanto, em um dado momento chegou a passar por uma crise pessoal, pois, por mais que ele fosse um excelente profissional, nada era capaz de preencher o espaço de Deus em seu viver.

Assim, ele sentiu a necessidade de buscar a Deus, e começou a ser evangelizado. Desse modo, sua vida passou por certas mudanças, e certamente, elas foram pra melhor. Muitas pessoas passaram a ser evangelizadas através de seus ensinamentos. E assim, ele chegou até mesmo a ser bispo, por vontade do próprio povo que o aclamava.

A história de São Brás reserva inúmeros detalhes brilhantes e cheios de fé. Sucessor dos apóstolos, Brás sempre foi um homem muito corajoso. Se você se interessou pela história.

História de São Brás

Imagem de São Brás de Sebaste

Para entender de fato a história de um santo, é fundamental que você saiba desde sua origem, passando por todas as etapas de sua vida.

Ao ter acesso a todas essas informações, você poderá de fato entender a construção da história do santo, e saber o motivo de sua santificação. Acompanhe a seguir todos esses detalhes.

Nascido em Sebaste, na Armênia

Conhecido hoje principalmente por ser o protetor da garganta, São Brás nasceu em uma cidade chamada Sebaste, na Armênia, próximo ao ano 300. Vindo de uma família nobre, Brás recebeu uma educação cristã desde muito novo, e ainda jovem consagrou-se bispo.

Por ser cristão, sofreu desde cedo muitas perseguições. Em um dado momento teve até mesmo que se retirar até as montanhas. Nessas regiões viviam muitos animais selvagens, no entanto, isso nunca foi um problema para São Brás, que sempre conseguiu domá-los com muito carinho, para o espanto de muitos.

Sempre muito querido pelo fiéis, durante seu período resguardado, sempre recebeu muitas visitas na caverna. Por lá, Brás foi pegando a fama de santo, que logo se espalhou, e daí em diante começou a colecionar histórias e momentos.

De médico a eremita

A história de São Brás como eremita começou no momento em que ele passou a questionar sobre sua profissão como médico. Ele era um excelente profissional, no entanto, apenas isso não preenchia o vazio que ele sentia por não estar servindo a Deus da maneira que ele gostaria.

Nesse momento então, ele decidiu passar a viver em constante oração, tornando-se assim, um eremita. Por conta dessa decisão, Brás passou a viver em uma gruta, onde ficou por muitos anos. Por lá, ajudou muitas pessoas, e isso fez com que a fama de milagreiro se espalhasse. Mas esses detalhes você irá conferir a seguir.

Fama de cura milagrosa

No período em que viveu na gruta, Brás ajudava a todos que procuravam por ele, e assim passou a existir inúmeros relatos na época que diziam que ele era capaz de curar tanto doenças físicas, quanto da alma.

Assim, sua fama logo começou a se espalhar por toda região da Capadócia. A santidade de Brás já era tão visível, que até os animais selvagens conviviam em total harmonia com ele, sem nunca ter sido atacado, ou sofrido qualquer tipo de problema com os bichos.

Se torna Bispo

Assim que o bispo da cidade em que vivia, morreu, quase toda a população que aclamava Brás, foi até ele com um nobre pedido. O desejo do povo era o de que Brás aceitasse ser o novo bispo, e tomasse conta de todos eles.

Acreditando ser sua missão, Brás aceitou e por isso precisou sair da gruta, para morar na cidade. Por lá, se ordenou padre, e então, certo tempo depois consagrou-se bispo. Depois desse feito, Brás construiu uma casa, com o objetivo de abrigar a Diocese. A construção foi feita ao pés da gruta que ele havia morado nas montanhas, e por ali pôde comandar toda a igreja.

A perseguição de Agrícola

O prefeito da cidade em que Brás morava, Sebaste, era um verdadeiro tirano que combatia o cristianismo com sangue nos olhos, por toda a região da Capadócia. Com essa informação, já se pode imaginar que ele não ficou nenhum pouco satisfeito ao saber que tinha um homem na região, com fama de santo.

O nome do mesmo era Agrícola, e para piorar toda a situação, ele era amigo do Imperador da região do oriente, chamado Licinius Lacinianus. Esse por sua vez, era cunhado de Constantino, Imperador da região do Ocidente, que optou por parar de perseguir os cristãos. Assim, para Licinius, continuar a perseguição aos religiosos era um afronte e uma espécie de disputa ao cunhado.

Um certo dia, Agrícola ordenou que seus soldados fossem até um local próximo a gruta na qual Brás ficava, para buscar alguns animais selvagens como leões, por exemplo, para que os mesmos servissem como um cruel espetáculo durante o martírio que era feito aos cristãos prisioneiros.

No entanto, ao chegarem no local, os soldados observaram que todos os animais selvagens viviam em perfeita paz com Brás, o que os deixou chocados. Assim, não perderam tempo e logo correram ao encontro do prefeito para lhe contar a descoberta. Isso acabou resultando na prisão do Brás, e esses detalhes você poderá conferir a seguir.

Prisão de São Brás

Ao descobrir que Brás convivia em perfeita harmonia com os animais selvagens, em sua gruta, Agrícola ficou furioso, e ordenou que prendessem o santo. Brás por sua vez em nenhum momento relutou, não oferecendo portanto, nenhum tipo de resistência aos soldados.

Ao chegara a frente do prefeito, o mesmo ordenou que São Brás renunciasse a Jesus Cristo, e também a toda Igreja Católica. Além disso, Agrícola ordenou que Brás passasse a cultuar os seus deuses.

No entanto, São Brás se mostrou firme, e disse com todas as palavras que jamais renunciaria tanto a Deus, quanto a Jesus Cristo. O santo ainda fez questão de afirmar que a Igreja Católica jamais se acabaria, pois a mesma era guiada pela força do Espírito Santo.

O prefeito tentou fazer Brás mudar de opinião por inúmeras vezes, no entanto, intacto, o santo manteve a sua postura. Tudo isso, aumentou ainda mais a ira de Agrícola, que por sua vez, manteve a ordem de prisão contra o santo.

Durante todo o período em que esteve preso, inúmeros fiéis continuaram a visitar São Brás na prisão, afim de pedir orações e bênçãos. Apesar do santo ter passado por momentos muito difíceis na cadeia, e ter sofrido muito com torturas, ele nunca deixou de atender a nenhum fiel.

O milagre da garganta

No dias atuais, São Brás é conhecido principalmente por ser o protetor da garganta. O que muitos não sabem é a história que fez com que ele ganhasse essa fama. Um certo dia, uma mãe encontrava-se em total desespero, pois seu filho estava engasgado com um espinho na garganta, e por esse motivo estava quase vindo a óbito.

A mãe então, procurou por São Brás, desesperada. Ao se separar com a situação, São Brás olhou para o céu, fez uma prece, e logo em seguida fez o sinal da cruz na garganta do menino, que no mesmo segundo foi milagrosamente curado. Por conta disso, até hoje o Santo recebe muitos pedidos de intercessão quando o assunto são males na garganta.

A morte de São Brás

Durante o período que esteve na prisão, muitos fiéis iam até lá, tanto para pedir ajuda, quanto para ajudar, com relação aos ferimentos que ele sofria. No entanto, um certo dia, algumas dessas mulheres foram encontradas pelos soldados, que as mataram jogando-as no lago.

Em seguida, fizeram o mesmo com Brás, porém, para a surpresa de muitos, ele andou sobre as águas e nada aconteceu. Esse episódio enfureceu ainda mais Agrícola, que ordenou que decapitassem São Brás. Desse modo, ele morreu tendo a sua garganta cortada, no dia 3 de fevereiro de 316.

A imagem de São Brás

Imagem de São Brás de Sebaste na Armênia

A imagem de São Brás traz consigo muitos elementos especiais que possuem um grande significado. Desde sua mitra, passando pela túnica verde, até chegar nas velas do santo, que formam uma cruz.

Saiba que tudo que compõe a imagem de São Brás, possui uma razão, e nada está ali atoa. Entenda esses detalhes na sequência.

A mitra de São Brás

Cada componente presente na imagem de São Brás, conta detalhes importantes da vida desse santo. A sua mitra, por exemplo, é um grande símbolo de sua missão episcopal. Vale lembrar que em um certo momento de sua vida, Brás foi bispo da Igreja de Sebaste, em um período em que as perseguições contra cristãos eram frequentes e severas.

Assim, mesmo com todas essas dificuldades, São Brás se mostrou um grande líder espiritual, além de ser sido um pastor exemplo para seus fiéis. Nessas funções, Brás sempre ajudou e curou os aflitos que o procuravam. Tanto nas saúdes do corpo, quanto da alma.

A casula vermelha de São Brás

A imagem de São Brás traz uma representação dele como bispo, na qual entre suas vestes, encontram-se uma casula vermelha. Essa cor é uma representação do sangue dos mártires, e claro, também do próprio martírio de São Brás. Vale lembrar afinal, que pelo fato de ser cristão, São Brás foi preso na Armênia, onde foi torturado e por fim, morto.

Desse modo, esse é um dos motivos para sua casula possuir o tom de vermelho. Afinal, por não renunciar a Jesus Cristo, São Brás foi morto brutalmente, de maneira decapitada.

A túnica verde de São Brás

Nas vestes de São Brás também pode-se observar sua túnica verde. Ela é uma representação da túnica litúrgica do tempo comum. Além disso, ela também possui um outro significado muito forte, representando a vida que vence a morte em Cristo. Afinal, São Brás morreu de forma brutal, mas subiu ao céus para viver a vida eterna.

Assim, ao preferir morrer do que negar Jesus Cristo, São Brás ganhou a coroa da vitória no céu. Ele venceu a morte brutal que sofreu, e ainda fez com que sua história e milagres ficassem marcados na memória de todos por séculos e séculos.

A mão direita de São Brás abençoando

Nas representações de sua imagem, São Brás sempre aparece abençoando com a mão direita. Isso é uma forma de relembrar o gesto que ele fazia com frequência quando rezava pelos enfermos.

Vale lembrar, que por intercessão de suas orações, muitos doentes se curaram de doenças tanto físicas, quanto da alma.

As velas de São Brás formando cruz

Em sua mão esquerda, São Brás carrega duas velas em formato de cruz, que simbolizam a bênção de Brás, ainda quando era bispo. Além disso, essa representação possui objetivo de lembrar o episódio em que São Brás salvou uma criança que estava morrendo engasgada com um espinho de peixe na garganta.

Após esse acontecimento, ele passou a ser considerado o protetor da garganta. Assim, no dia de suas comemorações, sempre em 3 de fevereiro, os padres costumam fazer a bênção da garganta, utilizando duas velas em formato de cruz para benzer essa região do corpo.

Milagres de São Brás

Os milagres de São Brás

Como todo bom santo, é claro que São Brás cultivou muitos milagres ao longo de sua vida. Assim, existem muitas de suas histórias que são conhecidas entre os fiéis do mundo todo.

Desde o bebê salvo da morte, até o vendedor que foi convertido por intermédio de São Brás, acompanhe a seguir alguns dos milagres de Brás.

Bebê salvo da morte

No ano de 1953, um criança que tinha por volta de 5 anos, e era filho de um Pastor chamado José, contraiu uma grave doença na garganta. A doença foi se agravando com o passar dos dias. Até que em um dado momento, o médico chegou a comunicar os pais de que não havia mais nada que pudesse ser feito para salvá-la.

Desesperados, os pais da criança pediram para o pároco Don Ernesto Valiani, para que ele permitisse que as relíquias de São Brás ficassem na casa da família durante toda a noite, na esperança de alcançarem uma graça por intermédio do santo. O sacerdote permitiu que assim fosse feito, no entanto, no dia seguinte a criança ainda se encontrava da mesma forma.

As relíquias precisaram ser levadas novamente para igreja, pois seriam usadas durante uma procissão. Assim que o cortejo passou próximo ao local onde a família morava, o pai aflito, reforçou o seu pedido pela cura do filho. Logo após a procissão, quando o padre foi visitar os doentes, o mesmo percebeu que a criança havia melhorado, escapando portanto, da morte.

A fogueira de São Brás

Houve uma época há muitos e muitos anos atrás, que era costume fazer uma fogueira na véspera do dia de São Brás, para homenageá-lo. Assim, um fiel foi até uma fazenda, e pegou uma boa quantia de lenha, levando-a para o local onde a fogueira seria feita.

No entanto, ao perceber, o fazendeiro ficou muito bravo e foi atrás. Chegando lá, mesmo com sua esposa sendo contrária a sua decisão, o dono da terra, com a intervenção da polícia, acabou conseguindo recuperar sua madeira.

No meio do caminho, ao passar por uma igreja de São Brás, o seu cavalo paralisou e não andava de maneira nenhuma. Assim, o fazendeiro precisou tirar um pouco da madeira de cima da carroça para que a mesma pudesse seguir viagem. Assim, ele assumiu de que toda aquela quantidade de maneira era demais para ele.

Depois desse episódio, convencido por alguns jovens da região, o fazendeiro doou toda a madeira para ser queimada em honra do santo. Após isso, de maneira milagrosa, o cavalo voltou a andar. A partir disso, o fazendeiro passou a doar todos os anos, a lenha para a festa de São Brás.

O vendedor arrependido

Um certo vendedor de amendoim, possuía sua banca próximo a uma igreja de Santa Sofia, onde costuma ocorrer a procissão de São Brás. Assim, em um belo dia, esse mesmo vendedor se espantou ao ver a quantidade de pessoas que estavam chegando para a procissão.

Ao ver que a imagem de São Brás era pequena, pois tratava-se apenas de um busto, o vendedor com desdém falou a seguintes palavras. Uma festa tão grande, para um meio busto daquele. A procissão seguiu, e o vendedor retornou para sua casa.

No entanto, ao entrar em seu lar, ele sentiu um grande aperto na garganta, como seu algo tirasse o seu fôlego. Nervoso, o homem começou a gritar, e foi nesse momento que ouviu uma voz que dizia, eu sou aquele meio busto que você viu em Corsano.

Naquele momento, o homem entendeu que o que havia dito anteriormente tinha sido palavras cheias de blasfêmia. Ele então pediu perdão, e prometeu sua devoção eterna a São Brás. Logo em seguida ele curou-se.

Para se conectar com São Brás

Pessoa se conectando com São Brás

No decorrer desse artigo, você pôde conhecer todos os detalhes da história de São Brás. Assim, se sentiu afinidade com esse santo, e deseja conectar-se com ele, é fundamental que conheça sua oração, novena e claro, sua famosa bênção.

A seguir, você poderá ficar por dentro de todas essas informações. Siga sua leitura com atenção.

Dia de São Brás

São Brás morreu decapitado no dia 3 de fevereiro do ano de 316. Assim, sempre nessa data é comemorado o dia do santo. Por ser o protetor da garganta, em todo dia 3 de fevereiro, em igrejas do mundo todo, costuma se ter missas dedicadas a ele com a famosa bênção da garganta, que é feita pelos sacerdotes com duas velas em formato de cruz.

Oração à São Brás

“Ó glorioso São Brás, que restituístes com uma breve oração a perfeita saúde a um menino que, por uma espinha de peixe atravessada na garganta, estava prestes a expirar, obtende para nós todos a graça de experimentarmos a eficácia do vosso patrocínio em todos os males da garganta.

Conservai a nossa garganta sã e perfeita para que possamos falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores a Deus. Amém”.

Benção de São Brás

“Por intercessão de São Brás, Bispo e Mártir, livre-te Deus do mal da garganta e de qualquer outra doença. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. São Brás, rogai por nós. Amém.”

Novena de São Brás

Ó bem-aventurado São Brás, que recebeste de Deus o poder de proteger os homens contra as doenças da garganta e outros males, afastai de mim a doença que me aflige.

(Faça seu pedido)

Conservai a minha garganta sã e perfeita para que eu possa falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores de Deus. Com a graça de Deus e com a Vossa ajuda, prometo esforçar-me, ó glorioso Mártir São Brás, para que a fala que sair da minha garganta seja sempre:

De verdade e não de mentira; De justiça e não de calúnia; De bondade e não de aspereza; De compreensão e não de intransigência; De perdão e não de condenação; De desculpa e não de acusação; De respeito e não de desacato; De conciliação e não de intriga; De calma e não de irritação; De desapego e não de egoísmo; De edificação e não de escândalo;

De ânimo e não de derrotismo; De conformidade e não de lamúrias; De amor e não de ódio; De alegria e não de tristeza; De fé e não de descrença; De esperança e não de desespero.

São Brás intercedei diante de Deus por mim, por minha família e por todos os que sofrem dos males da garganta. Que por nossas palavras possamos bendizer a Deus e cantar os seus louvores.

São Brás, rogai por nós! (3 x)

Ó Deus, por intercessão de São Brás bispo e mártir, nos livre dos males da garganta e de toda e qualquer doença. Amém.

Qual é a principal causa de São Brás?

Imagem de São Brás de Sebaste e seus milagres

São Brás é considerado o padroeiro dos veterinários, animais, pedreiros, escultores, operários de construção, e protetor da garganta. No entanto, com toda certeza, pode-se dizer que a razão pela qual mais ficou conhecido, foi essa citada por último.

Após um episódio em que salvou uma criança que estava morrendo com um espinho engasgado na garganta, a fama de São Brás para a proteção dessa região do corpo, logo se espalhou, e dura até os dias atuais. Por isso é muito comum entre os devotos, sempre que alguém se engasga, dizer em voz alta: “São Brás, São Brás”.

Dessa forma, fiéis em torno do mundo todo recorrem a esse santo quando o assunto são males na garganta. Independente de qual seja a doença, São Brás é um intercessor nessas causas, e se você confia de fato nele, saiba que sempre poderá contar com a sua compaixão.

Autor deste artigo

Olá! Me chamo Anne e sempre tive paixão por escrever. Desde pequena já gostava de produzir histórias e viajar por aquele mundo descrito no papel.

Palavras-chave relacionadas


orações salmos religiões

Artigos relacionados


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Oração para encontrar um amor: a pessoa certa, o amor verdadeiro e mais!

Oração para encontrar um amor: a pessoa certa, o amor verdadeiro e mais!

Se você está procurando um grande amor, não perca tempo e faça uma oração. Leia o artigo e confira o que é preciso para encontrar a sua alma gêmea!


Qual o significado espiritual da estrela cadente? Ver, sonhar e mais!

Qual o significado espiritual da estrela cadente? Ver, sonhar e mais!

Ver estrelas cadentes tem inúmeros significados, e pode ser uma oportunidade de fazer pedidos se sentindo mais perto do universo. Saiba mais no artigo!


Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

Sintomas de mediunidade: sinais, sintomas físicos, como desenvolver e mais!

A mediunidade é um assunto fascinante que desperta diferentes sentimentos nas pessoas. Aprenda sobre seus segredos neste artigo e saiba se você é um médium!


Os símbolos do budismo: Significado, ensinamentos, origem e mais!

Os símbolos do budismo: Significado, ensinamentos, origem e mais!

Constituindo a mente, os símbolos budistas caracterizam o iluminar das ideias e todas as manifestações divinas. Saiba mais!


Últimos posts


O que significa sonhar que ganhou na Mega-Sena: quina, prêmio, bilhete e mais!

O que significa sonhar que ganhou na Mega-Sena: quina, prêmio, bilhete e mais!

Nesse compilado nós trouxemos as interpretações de 15 tipos de sonhos em que os sonhadores veem premiações na Mega-Sena e situações semelhantes. Confira!


Sonhar com mãe doente: significado, no hospital, em perigo e mais!

Sonhar com mãe doente: significado, no hospital, em perigo e mais!

Sonhar com mãe doente indica preocupação com uma pessoa importante, especialmente a própria mãe. Mas não só isso. Veja mais aqui!


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Aprenda aqui como fazer o banho de Artemísia. A erva possui diversos benefícios para a saúde, além de promover limpeza energética, atrair proteção e muito mais!


Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sabia que sonhar com nota de 2 reais traz vários significados? Pode revelar prosperidade, mas não fala só de dinheiro. Clique e entenda todas as interpretações!