Terapia sistêmica: o que é, benefícios, técnicas, abordagens e mais!

Terapia sistêmica: o que é, benefícios, técnicas, abordagens e mais!

A terapia sistêmica pode ser feita em um indivíduo ou em um grupo de pessoas, cada forma possui uma tática. Descubra mais sobre essa abordagem tocando aqui!


Saiba tudo sobre a terapia sistêmica!

Idoso com terapeuta sistêmico.

É sabido que as pessoas por mais sozinhas que se considerem ela é influenciada pelos relacionamentos. A convivência com outras pessoas, seja no âmbito familiar, na escola, na vida profissional ou com amizades influenciam o nosso ser, por isso, é preciso considerar como essas relações atravessam quem você é.

O indivíduo sempre irá construir e manter alguma forma de relacionamento, pois não podemos sobreviver isolados do mundo. A terapia sistêmica tem como foco atuar na ligação entre os indivíduos e os seus relacionamentos, o psicólogo responsável fará uma análise para assim trabalhar as suas dificuldades e eventuais transtornos que podem envolver esses relacionamentos.

Acompanhe a leitura a seguir e saiba tudo sobre a terapia sistêmica e como ela pode te ajudar a se relacionar melhor consigo mesmo e com os outros.

Entendendo mais sobre a terapia sistêmica

Terapia em grupo.

Esse tipo de terapia possui uma abordagem integrativa avaliando desde os campos biológicos e psicológicos do indivíduo, até as suas relações familiares, profissionais e pessoais. Contudo, ela pode ser trabalhada de forma individual, coletiva ou até como casal. Entenda mais sobre a terapia sistêmica na sequência!

O que a terapia sistêmica?

Através de ensinamentos teóricos, técnicos e clínicos a terapia relacional sistêmica irá enxergar o indivíduo a partir de um sistema de relacionamentos. Dessa maneira, é possível ter uma percepção holística do indivíduo, o que permite entender as suas influências e como elas interferem na sua saúde psicológica e social.

Por isso, ela é capaz de promover uma maior consciência em relação às suas dificuldades e problemas enfrentados diante não só dos relacionamentos, mas também sobre si mesmo. O que garante um aprendizado de novos comportamentos, sentimentos e atitudes que podem levá-lo a mudança e melhoria da sua vida.

Para que serve a psicologia sistêmica?

A psicologia sistêmica é uma forma de orientação psicoterapêutica que serve como uma forma de compreensão do comportamento do indivíduo baseado em seus relacionamentos. Em outras palavras, ela serve como estudo do comportamento do indivíduo de maneira a compreender as nossas condutas e nos ajudarmos a encontrar um equilíbrio emocional e psicológico.

Princípios gerais da terapia sistêmica

Como o nome já diz, a terapia sistêmica aponta para sistemas de relacionamentos que norteiam a vida de todos os indivíduos, criando assim conjuntos. Dessa maneira, entende-se que essa terapia trata as nossas conexões individualmente, mas também ao mesmo tempo compreende que essas conexões interferem umas às outras o que torna a análise do todo indispensável.

Diante de uma perspectiva social, pode-se considerar que os próprios indivíduos devem ser analisados baseados nesse conceito. Pois, os mesmos são compostos por variados elementos constitutivos, atribuindo uma identidade interna e externa. Por exemplo, sua história, sua cultura pessoal, o seu núcleo familiar, os relacionamentos externos, entre outros.

É através dessa abordagem sistêmica que esse tipo de terapia se debruça, analisando as suas relações interpessoais. Na teoria, a proposta é analisar a realidade pessoal do indivíduo de forma a criar ligações com o seu contexto social para compreender quais forças interferem na sua saúde.

Técnicas da psicoterapia sistêmica

Pensando nisso, foram criadas técnicas de psicoterapia sistêmica com uma abordagem exclusiva para esse método. Uma vez que há uma necessidade de avaliação mais ampla e concentrada em múltiplos fatores sociais, emocionais e culturais. Saiba quais são as técnicas mais comuns dessa terapia abaixo:

Questionamento circular

Quando existem conflitos internos a um grupo, é normal que cada um dos indivíduos que constituem esse grupo se concentre em seus próprios sentimentos, levando-os a sentir emoções negativas que acabam os isolando. Por isso, o questionamento circular se tornou uma das técnicas mais eficazes para o tratamento de grupos.

A partir de perguntas circulares cada um dos participantes deve refletir sobre os sentimentos dos outros membros e os seus motivos. Dessa forma, será estimulado a empatia entre os participantes e ocorrerá a diminuição dos conflitos.

Conceituação

Já a técnica de conceituação é utilizada pelo terapeuta de forma a inserir o indivíduo em um contexto em um determinado tempo e espaço, podendo ser aplicada também a outros membros de uma família. Assim, ele analisará a experiência individual como parte de uma experiência mais ampla, observando os padrões culturais e sociais em seus laços familiares.

Reenquadramento

Em relação a tática de reenquadramento, ela envolve a percepção do indivíduo e oferece uma perspectiva alternativa para ajudá-lo a ter uma maior compreensão sobre si mesmo. Ao aprofundar essa percepção e trabalhar outras alternativas, você será capaz de identificar os seus próprios padrões de comportamento quando inserido em diferentes contextos sociais.

Abordagens da terapia sistêmica

Terapia sistêmica em grupo.

As abordagens sistêmicas são variadas, tudo dependerá dos indivíduos envolvidos e do contexto a ser trabalhado. Por isso, as abordagens podem variar de uma terapia sistêmica individual, terapia de casal e até em grupos. Saiba mais sobre as abordagens da terapia sistêmica para identificar qual se encaixa melhor em seu caso.

Terapia sistêmica individual

Esse tipo de terapia sistêmica individual concentra-se no indivíduo com o objetivo de desenvolver a sua autossuficiência. Logo, o paciente é estimulado de maneira a analisar as situações que o desagradam para que assim ele consiga identificar a sua contribuição e consiga lidar com ela mais diretamente.

Nessa prática a autorresponsabilidade é exercitada a todo instante, dessa forma ele será capaz de interromper a perpetuação de comportamentos negativos. Pois, naturalmente serão desenvolvidas novas estratégias para lidar com os gatilhos, sentimentos e pensamentos negativos.

É importante lembrar que cada indivíduo possui o seu nível de consciência que determina o seu comportamento e a resistência para mudá-lo. Por isso, o profissional deverá analisar a partir da tentativa e erro qual o método que melhor funcionará com o seu paciente. A terapia sistêmica individual não segue um padrão, ela é versátil e adaptada de acordo com o paciente.

Por exemplo, em eventuais traumas da infância ou adolescência, o paciente será induzido a compreender esses traumas negativos para ele de forma a não internalizar essa experiência negativa em sua vida. Ele tem a opção de viver para além delas, dessa maneira ele vai estar apto para encontrar um caminho novo e acolhedor para si mesmo.

Outro ponto desta terapia está na investigação dos álibis relacionais, os quais servem como desculpas para impedir a sua mudança. Como os sentimentos de solidão, o luto, a rejeição e a ausência de pertencimento que acaba gerando compulsões, o problema é que a pessoa se apega a isso inconscientemente.

Portanto, vale o processo do autoconhecimento para que assim ela tome consciência dos seus problemas e encontre suas próprias respostas.

Terapia sistêmica familiar

A família na terapia sistêmica é vista como um sistema, logo a abordagem familiar lida com cada membro como responsável por influenciar as suas emoções e comportamentos em relação ao paciente. Essa terapia oferecerá uma oportunidade para que sua família se reorganize como um conjunto para assim prevenir novos conflitos.

Dentro desse sistema maior, há ainda os subsistemas que são formados por relacionamentos minoritários que podem ser compostos por relações entre casais, entre pais e filhos, entre irmãos e entre outros parentes que possuam um convívio próximo. Dessa forma, será analisado cada entidade parte a parte.

Na estrutura familiar ela é formada ainda por funções básicas, pois cada membro possui uma tarefa específica diante dos seus membros. Como exemplo: o pai tem a função paterna, a mãe tem a função materna, enquanto os filhos possuem a função de aprendizagem. Ter consciência das funções de cada um tornará o sistema familiar mais sintonizado.

A depender do tratamento serão identificadas oportunidades de aprendizagem e mudança. Caberá aos membros da família colaborarem para mudar o que está os afetando.

Terapia sistêmica de casal

É comum que existam fases entre casais em que a qualidade do relacionamento deles esteja conturbada. Nesse ponto, muitos casais recorrem à terapia sistêmica para lidar com os seus problemas.

O processo é semelhante à terapia familiar, sendo o casal também considerado um sistema. Nesse ponto, ambas as partes possuem seu padrão de comportamento, mas como uma dupla eles são encorajados a fazer mudanças para que assim consiga estabelecer um ritmo mais saudável para vida, principalmente em função do outro.

Desta forma, o casal conseguirá usar o relacionamento como um estimulante para que ocorra um crescimento pessoal e emocional, ao invés de só haver sofrimentos e frustrações. A terapia permitirá que os casais desenvolvam não apenas um olhar sobre si, mas também a empatia sobre o seu par para que assim consigam lidar juntos com o problema.

Terapia sistêmica de grupo

O profissional deverá recorrer a uma terapia sistêmica de grupo, ou terapia grupal, de maneira a contribuir para o tratamento de cada indivíduo pertencente ao grupo. Um dos motivos dele ser feito assim está no favorecimento da socialização, construindo um espaço que seja seguro para que os seus pacientes consigam expor os seus sentimentos diante de outras pessoas.

Benefícios da terapia sistêmica

Terapia sistêmica individual.

Assim como outros tipos de terapias, existem alguns benefícios que você pode aproveitar. Se você optou pela terapia sistêmica você sentirá uma mudança em relação ao seu comportamento, até levá-lo à autossuficiência em seus relacionamentos e consigo mesmo. Descubra agora quais são os benefícios da terapia sistêmica!

Provoca uma mudança nos padrões de relacionamento

Os pacientes são incentivados a se comunicar com outras pessoas, o que poderá ajudá-lo em relação a comunicação tornando-a mais eficiente. Logo, você se sentirá mais preparado para lidar com os conflitos interpessoais e conseguirá resolver os seus problemas sem deixar que eles afetem as suas emoções ou autoestima.

Além disso, a terapia sistêmica também poderá te ajudar a ter mais empatia com o outro, favorecendo relacionamentos mais amorosos, saudáveis e gratificantes.

Promove autoconhecimento e autocompreensão

O autoconhecimento é a chave para aqueles que buscam entender as suas emoções, os seus traumas e bloqueios. Através dessa terapia você será incentivado a buscar as suas qualidades e defeitos, melhorando a sua relação consigo mesmo e, por consequência, criando uma autocompreensão. O que poderá levá-lo a ter uma melhor autoestima e autoconfiança.

Favorece a potencialização pessoal

Outro benefício que a terapia sistêmica oferece está em favorecer a potencialização pessoal, ou seja, você se tornará mais empoderado e responsável com sua própria vida. Nesse ponto, não se trata de abrir mão de outras pessoas, mas sim de ter consciência de quem és. Dessa forma, você irá vivenciar um processo de autoaceitação capaz de ajudá-lo a assumir o controle da sua vida.

Promove autonomia de vontades e escolhas

Na terapia sistêmica existem ferramentas que irão ajudar o paciente a entender melhor sobre si mesmo. Através do autoconhecimento e da potencialização pessoal você se sentirá autossuficiente, impactando diretamente em suas ações e em seus relacionamentos.

O indivíduo se torna ativo e tem consciência de suas vontades e escolhas, sem deixar que o seu caminho seja prejudicado pelos pensamentos ou emoções negativas que está vivenciando.

Age no combate de distúrbios de humor

Os distúrbios de humor mais recorrentes são a depressão e o transtorno bipolar. Nesse caso, a terapia irá ajudá-lo a abordar os seus sintomas ao ponto de levá-lo a ter uma maior compreensão sobre os seus gatilhos. Dessa forma, você estará mais preparado para eventuais crises, tendo consciência de como lidar com eles e melhorando a sua saúde mental.

Combate estresse e ansiedade

A partir do momento que você amplia o seu autoconhecimento e melhora a sua percepção sobre si mesmo, automaticamente você se torna consciente de suas emoções e de como elas afetam o seu comportamento. Nesse sentido, a terapia sistêmica ajudará também no combate ao estresse e ansiedade, uma vez que você estará preparado para lidar com esses estados emocionais.

Melhora a qualidade de vida do paciente

Consequentemente, baseado em todos os benefícios anteriores que a terapia sistêmica pode oferecer, você sentirá uma melhora em sua qualidade de vida. Pois, você estará preparado para lidar contra quaisquer conflitos e emoções negativas que surgem no seu dia a dia, sempre atento a si mesmo e compreendendo os seus padrões de comportamento.

Dessa maneira, você não se deixa afetar por emoções, pensamentos e relacionamentos intrusivos, conseguindo lidar com eles da melhor maneira possível.

Outras informações sobre a terapia sistêmica

Terapeuta sistêmico em um grupo.

Há ainda outras informações sobre a terapia sistêmica que você precisa ter consciência antes de iniciar uma sessão. Elas irão te ajudar a compreender se esse tipo de terapia vale a pena ou não para você. Prossiga a leitura para saber mais!

Para quem é indicada a psicoterapia sistêmica?

A psicoterapia sistêmica pode ser recomendada para todas as faixas etárias, pois o seu foco está em acolher o paciente e tratar de suas dificuldades emocionais, principalmente relacionados a outras pessoas e ao seu contexto.

Dessa forma, o atendimento poderá ser realizado de maneira individual, com casais ou familiares, o profissional será responsável por decidir a depender do caso.

Como funciona uma sessão de terapia sistêmica?

Em uma sessão de terapia sistêmica o paciente pode ser apenas um indivíduo, ou um grupo como, uma família, um casal ou grupo de pessoas. A primeira sessão servirá para o profissional fazer o diagnóstico do caso e assim definir os objetivos do tratamento, criando uma consciência de como lidar com o caso apresentado.

Contudo, nenhuma sessão é igual a outra, pois uma vez que a terapia sistêmica envolve sistemas de relacionamento diferenciados a partir do contexto do paciente, o terapeuta terá de desenvolver estratégias para ajudar o paciente e identificar o seu padrão de comportamento. Nesse processo, o paciente e o terapeuta buscarão juntos a solução para o problema.

Entendendo o que precisa ser feito, o paciente é estimulado em sua busca pelo autoconhecimento de maneira a orientá-lo em seu caminho para a autossuficiência do indivíduo. Nesse processo de redefinição de comportamentos, você assumirá as suas emoções e comportamentos negativos buscando formas de melhorá-los.

É natural que exista uma resistência e até recaídas nesse processo, mas na medida que a terapia for evoluindo você sentirá esses bloqueios serem quebrados. O que o levará a uma zona de conforto consigo mesmo, dessa forma as sessões se tornarão menos dolorosas e você sentirá o desejo de mudança.

Preço e onde fazer uma sessão de terapia sistêmica

Por existirem diversos tipos de terapia sistêmica que envolve desde uma sessão individual até em grupos, além disso, a depender do profissional e de sua experiência os valores podem mudar. Por isso, para saber ao certo o preço é recomendado que você vá até uma clínica que realize esse tipo de sessão e faça o diagnóstico com um profissional.

Aproveite todos os benefícios da terapia sistêmica!

Idoso em uma terapia.

A terapia sistêmica irá ampliar a sua percepção em relação aos seus problemas emocionais e psicológicos, uma vez que ela trabalhará com sistemas sociais, comportamentais e culturais que atravessam o ser de maneira holística. Dessa forma, você entenderá quais são as suas influências e como elas interferem em seus pensamentos, emoções e comportamento.

Pensando nisso, a terapia irá ajudá-lo a compreender a si mesmo inserido dentro um contexto e os valores culturais e sociais estabelecidos por ele. Assim você não sentirá que é um problema interno, mas também que é algo muito maior do que você havia pensado. Daí em diante se inicia o seu processo de autoconhecimento que ajudará a compreender a si mesmo inserido no mundo.

Faça uma consulta com um profissional e experimente a terapia sistêmica, caso ela seja útil para você, logo, você estará aproveitando todos os benefícios que ela poderá te oferecer!

Autor deste artigo

Trabalho com produção de conteúdo e tenho me dedicado a escrita em busca de autoconhecimento e compreender os significados dos meus sonhos e da vida.

Palavras-chave relacionadas


terapias

Artigos relacionados


Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda: o que é, causas, sintomas, como vencer e mais!

Depressão profunda é a fase mais grave do transtorno psicológico, mas tem tratamento e o paciente precisa de apoio. Saiba mais aqui!


Depressão na gravidez: o que é, causas, sintomas, tratamento e mais!

Depressão na gravidez: o que é, causas, sintomas, tratamento e mais!

A depressão gestacional é muito comum e quando não tratada, pode causar diversas consequências, sobretudo, para mãe e o bebê. Leia o artigo para saber mais!


O que é constelação familiar? Para que serve, como funciona e mais!

O que é constelação familiar? Para que serve, como funciona e mais!

A técnica da Constelação Familiar Sistêmica pode ser uma via rápida, eficaz e benéfica para resolver conflitos familiares. Leia mais sobre isso!


Massoterapia: o que é, para que serve, benefícios, tipos, técnicas e mais!

Massoterapia: o que é, para que serve, benefícios, tipos, técnicas e mais!

As técnicas da massoterapia podem aliviar tensões, contusões e trazer muitos benefícios para a sua saúde. Conheça mais sobre elas!


Posturas de yoga: principais posições, seus nomes, movimentos e mais!

Posturas de yoga: principais posições, seus nomes, movimentos e mais!

O yoga é uma prática que visa benefícios para o corpo e a mente, com exercícios e posições únicas que buscam a evolução dos praticantes. Veja mais!


Últimos posts


O que significa sonhar que ganhou na Mega-Sena: quina, prêmio, bilhete e mais!

O que significa sonhar que ganhou na Mega-Sena: quina, prêmio, bilhete e mais!

Nesse compilado nós trouxemos as interpretações de 15 tipos de sonhos em que os sonhadores veem premiações na Mega-Sena e situações semelhantes. Confira!


Sonhar com mãe doente: significado, no hospital, em perigo e mais!

Sonhar com mãe doente: significado, no hospital, em perigo e mais!

Sonhar com mãe doente indica preocupação com uma pessoa importante, especialmente a própria mãe. Mas não só isso. Veja mais aqui!


Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

Banho de Exu: para abrir caminhos, limpeza espiritual, proteção e mais!

O banho de Exu é uma forma poderosa e eficaz para abertura de caminhos, limpar o campo energético, entre outros exemplos. Leia esse artigo e saiba mais!


Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Banho de Artemísia: para que serve, propriedades, como fazer e mais!

Aprenda aqui como fazer o banho de Artemísia. A erva possui diversos benefícios para a saúde, além de promover limpeza energética, atrair proteção e muito mais!


Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sonhar com nota de 2 reais: falsa, rasgada, nova, velha, na carteira e mais!

Sabia que sonhar com nota de 2 reais traz vários significados? Pode revelar prosperidade, mas não fala só de dinheiro. Clique e entenda todas as interpretações!